The Verge investiga os motivos que levam a Microsoft querer adquirir o Discord

The Verge investiga os motivos que levam a Microsoft querer adquirir o Discord

De acordo com a análise, se trata de Comunidades, Azure e Xbox
#Tecnologia Publicado por Billy Butcher, em

Muito debate continua sobre a aquisição do Discord Inc., na qual vários relatórios, entre CNBC, Bloomberg, Wall Street Journal, e agora o The Verge, relatam que a Microsoft está muito próxima de comprar a empresa de comunicação em videogames por US$ 10 Bilhões, numa iniciativa tomada primeiramente pelo próprio Discord, que se acordo com o WSJ, abordou a empresa do Windows para se vender.

Agora, numa análise aprofundada da The Verge, foi analisado todo o histórico recente e do porquê a Microsoft está tão interessada em comprar, e os motivos se concentram principalmente em Comunidade, Azure e Xbox; sendo esse os 3 pilares principais para a compra da empresa de bate-papo de jogos.

''O Discord dá a Microsoft acesso a uma lista crescente de mais de 140 milhões de usuários ativos por mês, incluindo milhares dos melhores YouTubers, criadores e jogadores. A Microsoft quer sua própria comunidade'', diz o The Verge.

“Criação, criação, criação, os próximos 10 anos serão tanto sobre criação quanto sobre consumo e sobre a comunidade ao seu redor, então não é criar sozinho”, disse o CEO da Microsoft, Satya Nadella, em entrevista ao Bloomberg no mês passado.

“Se os últimos 10 anos foram sobre consumo, estamos comprando mais, estamos navegando mais, estamos assistindo mais, há criação por trás de cada um deles.”

Forjar comunidades é algo que a Microsoft vem fazendo de muito atualmente, seja com a liberdade de software no Windows 10, com a infraestrutura aberta do Azure, os exorbitantes números crescentes do Minecraft desde que foi comprado por US$ 2,5 Bilhões em 2014, o Xbox Game Pass e sua crescente de 18 milhões de jogadores, e ao recente comprado GitHub.

Este último, GitHub, era um alvo importante para comprar o amor do desenvolvedor e uma enorme comunidade, e o LinkedIn, comprado por US$ 26,2 Bilhões em 2016, conectou a Microsoft mais profundamente às empresas e forneceu acesso a um gráfico social profissional significativo.

Como a The Verge também aponta, sempre há falhas. As recentes compras do TikTok por US$ 28 Bilhões e do Pinterest por US$ 41 Bilhões deram errado, além da tentativa de criar seu próprio serviço de streaming de videogames com o Mixer, foram todas tentativas fracassadas, com este último sendo vendido para o Facebook Gaming em julho de 2020.

Por fim, na análise da The Verge, é também citado o Azure e sua rivalidade com o AWS da Amazon, outro ponto vital para compra:

''Os aspectos da comunidade e do criador para a potencial aquisição do Discord da Microsoft são claros, mas a empresa também é movida por seu desejo de ter grandes serviços públicos rodando no Azure.''

''É uma área em que a Microsoft ficou atrás da rival Amazon Web Services (AWS), e é particularmente relevante quando você considera que o Discord é baseado no Google Cloud. A Microsoft e o Google estão brigando mutuamente novamente, então a migração do Discord para o Azure seria vista como uma grande vitória para suas ambições na nuvem'', diz a The Verge.

E você, concorda com a análise de mercado? O que pensa sobre essa aquisição de US$ 10 Bilhões da Microsoft em cima do Discord?

Billy Butcher
Billy Butcher #BillyButcher

Um grande fã de jogos e filmes dos gêneros Stealth e Ficção-Científica.

Tenho uma paixão imensa pela franquia Metal Gear Solid, na qual considero a minha favorita, porém também sou um grande amante das sagas Halo e StarCraft.

Moderador do Site, Volta Redonda, Rio de Janeiro