.
2

Análise do jogo "Mega Man X7" para PS2 escrito por Uol Jogos

Escrito por Uol Jogos, nota 2 de 5, enviado por Giordano Trabach,
Mega Man comemorou seus 15 anos no final de 2003, e a Capcom aproveitou a ocasião para criar uma nova aventura do herói, seguindo a linha de jogos da série X. "Mega Man X7" marca a chegada do bombardeiro azul ao Playstation 2 trazendo diversas novidades. Saindo dos tradicionais gráficos em 2D (com exceção da série "Legends" e suas variantes), a produtora traz ambientes 3D utilizando a já conhecida técnica de Cel-Shading, fazendo nossos heróis parecerem desenho animado. Agora além de X (que se ausenta da ação no papel de comandante por boa parte do jogo), temos Zero e Axl, sendo o último um personagem inédito. [t2]Novos gráficos, novo sistema[/t2] O sistema de jogo é o tradicional e consagrado sistema dos áureos tempos do herói: uma fase inicial, oito estágios que podem ser feitos em qualquer ordem, e a famosa fortaleza final. Cada chefe derrotado oferece uma arma nova, e cada uma destas derrota com mais facilidade outro. A mudança mais radical é o abandono parcial do sistema de plataforma, que agora é alternado com fases com uma câmera parecida com a de "Tomb Raider" - que se provam o grande problema do jogo. Apesar de alguns cuidados especiais, a frenética mecânica de tiro da série perde seu apelo com a necessidade de mirar e gerenciar inimigos em três planos. Novamente é possível alternar entre dois dos três personagens durante uma missão - e, em muitas casos, habilidades únicas (como a replicação dos poderes inimigos de Axl) se fazem necessários, tirando ainda mais a dinâmica que consagrou a série. [t2]O X da questão[/t2] Devido ao sistema de resgate de robôs, o personagem que dá nome ao jogo passa boa parte da ação fora do campo de batalha - o que pode incomodar puristas. Uma boa notícia é que o famoso sistema de upgrades escondidos volta às origens, com novas armaduras a serem liberadas, e pedaços de upgrades em cantos obscuros do mundo. A diferença é que os corações agora são muito mais fartos. [t2]Considerações[/t2] Depois de tantas reclamações de que a série estava sem grandes novidades, a Capcom parece ter tentado surpreender o público - mas o exagero na revolução parece ter sido um tiro pela culatra. Fãs que fazem questão de saber mais sobre a trama da série não vão querer perder esse episódio... mas alguém em busca de um bom jogo de ação pode ficar decepcionado.
Fonte: Uol Jogos
Giordano Trabach
Enviado por Giordano Trabach
Membro desde
23 anos, Espírito Santo
label