.
9

Análise do jogo "Uncharted: The Nathan Drake Collection" para PS4 escrito por IGN

Escrito por IGN, nota 9 de 10, enviado por ShadowsGamer,
[b]ANTES DO FIM DE UM LADRÃO[/b] Depois de quatro anos ausente, Nathan Drake, o herói modelete da Naughty Dog, está de volta. Na coletânea Uncharted: The Nathan Drake Collection, a desenvolvedora Bluepoint Games traz versões remasterizadas de Uncharted: Drake's Fortune (2007), Uncharted 2: Among Thieves (2009) e Uncharted 3: Drake's Deception (2011). A trilogia de ação e aventura, lançada originalmente para PlayStation 3, agora pode ser desfrutada no PlayStation 4 em 1080p e 60 quadros por segundo. Tudo isso para antecipar com dignidade a chegada de Uncharted 4: A Thief's End, último capítulo da jornada do herói, que será lançado em 18 de março de 2016. No quesito visual, The Nathan Drake Collection oferece melhorias nas texturas, sombras, iluminação, detalhes geométricos, modelos dos personagens, efeitos de partículas e aumento na distância de visão. Já no gameplay, os jogadores vão encontrar atualizações que unificam alguns recursos -- por exemplo, o arremesso de granadas de Uncharted 2 e 3 foi adicionado ao capítulo inicial Drake's Fortune. O nível de dificuldade "Esmagador", que até então só era liberado se os jogos fossem finalizados, agora está disponível desde o início. Além disso, a trilogia ganhou os modos Brutal (uma dificuldade acima de todas as outras) e Explorador (voltado para jogadores iniciantes). Outra novidade é o "Corrida de velocidade contínua", modalidade que adiciona um cronômetro que acompanha o seu tempo de gameplay. A coletânea ainda oferece o Modo Foto, novos troféus, 80 skins bônus e acesso ao beta de Uncharted 4. Começando por ordem cronológica, a remasterização de Uncharted: Drake's Fortune é excelente, mas não consegue esconder o fato de que o game foi lançado há oito anos. Não há muito o que fazer em relação à qualidade das cutscenes, mas as paisagens do primeiro jogo da trilogia receberam um belo de um tratamento. A diferença visual fica ainda mais impressionante em ambientes repletos de vegetação, que agora esbanjam uma variedade de texturas e melhorias nas sombras projetadas pelas árvores. Os discretos ajustes no disparo e nas miras das armas chegam para deixar o combate à distância mais natural e lógico, enquanto a adição do arremesso de granadas pode salvar os jogadores em muitas situações de aperto. Embora a nova versão de Drake's Fortune esteja longe de ser uma decepção, é bom dizer que a remasterização não tem cara de um jogo nativo do PlayStation 4, mas se aproxima bastante disso -- algo que já era esperado, se levarmos em consideração que se trata de um game lançado em 2007. Ainda sim, é ótimo poder voltar para a origem da franquia no PS4 e não precisar enfrentar um "choque" de gerações. [img]hide:aHR0cDovL2ltLnppZmZkYXZpc2ludGVybmF0aW9uYWwuY29tL2lnbl9ici9zY3JlZW5zaG90L2RlZmF1bHQvdW5jaGFydGVkLXRoZS1uYXRoYW4tZHJha2UtY29sbGVjdGlvbnRtLTIwMTUxMDAzMTdfcHdhNC5qcGc=[/img] Uncharted 2: Among Thieves é o favorito de grande parte dos fãs da franquia, e seu tratamento em The Nathan Drake Collection é mesmo de tirar o fôlego. Das caóticas ruas do Nepal até as montanhas do Himalaia, a remasterização do segundo jogo da série consegue um resultado melhor do que alguns jogos lançados originalmente para o PlayStation 4. A sensação de reviver as cenas do acidente de trem e a perseguição com o helicóptero faz essa coletânea ser uma parada obrigatória para os fãs de Uncharted. E por fim, nos encontramos novamente com Uncharted 3: Drake's Deception, que já havia surpreendido muita gente por sua qualidade gráfica no PlayStation 3. As coloridas ruas de Cartagena parecem mais vivas do que nunca, enquanto rever a cena da queda do avião no deserto Rub' al-Khali me fez questionar novamente qual dos jogos da franquia é o melhor. Em geral, os três jogos inclusos em Uncharted: The Nathan Drake Collection são recheados de melhorias gráficas e de gameplay. O desafio de jogar o game no absurdamente complicado modo Brutal traz um novo tipo de experiência para aqueles que já conhecem bem a trilogia, enquanto o recurso Corrida de velocidade contínua é interessante para os jogadores que querem competir com os amigos e gostam de uma jogatina acelerada. O problema é que, para uma compilação de uma das principais franquias da Sony, a falta de conteúdo extra não pode ser ignorada. Além da ausência do excelente modo multiplayer de Uncharted 2 e 3, a coletânea não oferece nenhum tipo de bônus, como materiais em vídeo sobre a história da saga, por exemplo. Seria bacana assistir aos bastidores das produções dos games, acompanhar comentários da equipe de produção ou mesmo apreciar um guia descritivo dos personagens principais. Em contrapartida, a adição da dublagem em português em Drake's Fortune e Among Thieves é um dos pontos altos da compilação. Embora a voz de Elena Fisher seja fraca, as de Nathan e Sully são caprichadas e combinam bem com os personagens. [b]Quem deve jogar este game[/b] Uncharted: The Nathan Drake Collection é um prato cheio para os jogadores que ainda não conhecem a franquia da Naughty Dog. Se você já é veterano do PlayStation 4 e não consegue mais sentir gosto em jogar títulos da geração passada, a coletânea existe para resolver esse problema, adicionando melhorias gráficas. Por outro lado, os fãs da franquia podem aproveitar para relembrar as aventuras de Nathan Drake antes do lançamento de Uncharted 4. E para os mais aventureiros, ainda há a chance de arriscar suas habilidades -- e paciência -- no modo de dificuldade Brutal. [b]O VEREDICTO[/b] Uncharted: The Nathan Drake Collection consegue levar a trilogia da Naughty Dog para um novo patamar de qualidade, embora os anos não tenham sido generosos para o primeiro episódio, Drake's Fortune. Já o trabalho feito com os Uncharted 2 e 3 é impressionante e revela paisagens recheadas de detalhes dignos dos jogos para PlayStation 4. A diversão do modo multiplayer faz falta, mas a dificuldade oferecida pelo modo Brutal é o suficiente para encorajar os veteranos a encarar novamente as campanhas dos três games. Por fim, a maior satisfação que The Nathan Drake Collection pode proporcionar é o fato de que não há nenhuma queda perceptível na taxa de quadros por segundo, algo que ainda é raro de se encontrar nos games de nova geração. [b]INCRÍVEL[/b] Mesmo sem o modo multiplayer, a coletânea consegue conduzir a trilogia da Naughty Dog a um novo patamar de qualidade. +1080p e 60 fps cravados +Dublagem em português +Melhorias nas armas +Visual caprichado -Poderia ter mais extras -Ausência do modo multiplayer [b]NOTA FINAL: 9[/b]
Fonte: IGN
ShadowsGamer
Enviado por ShadowsGamer
Membro desde
25 anos, Guabiruba, Santa Catarina, Brasil
label