.
7.8

Análise do jogo "Yakuza" para PS2 escrito por GameVicio

Escrito por GameVicio, nota 7.8 de 10, enviado por GameVicio,
[I]???O GTA asiático???[/I] No começo do jogo, Kazuma e seu amigo saem do carro no centro de uma cidade japonesa com o objetivo de receber o dinheiro devido a um cliente. Ao sair do carro, você pode notar uma cidade bastante movimentada, curiosamente os carros sempre estão parados, com isso, os pedestres andam tanto pelas calçadas quanto pelas ruas. [TITLE]Cobrando uma dívida[/TITLE] Conforme anda pelas ruas, seu amigo conta uma breve história sobre vocês e a falta de caráter do sujeito que está sendo cobrado. Kazuma entra no prédio e tenta receber, porém o sujeito nega ter o dinheiro, uma mentira revelada logo a seguir. Kazuma precisa lutar contra os vários capangas e um tutorial é iniciado: aprenda os movimentos e combos básicos, derrote os inimigos somente com as combinações exibidas na tela e empregue os objetos do cenário como armas. [TITLE]10 anos de prisão[/TITLE] O jogo começa ano de 1995. Para proteger a garota Aoki, Nishiki (um amigo) atira num dos chefes e Kazuma assume a culpa. Kazuma sai da prisão em 2005 e descobre que Nishiki não é mais o mesmo. [TITLE]O modo de combate[/TITLE] Conforme Kazuma se move pelo jogo, seja nas ruas ou no interior de prédios, inimigos desafiarão para lutas. Tais lutas você não pode recusar, todavia pode evitá-las certas vezes. No modo combate, o cenário fica um pouco mais limitado e o jogador poderá executar os golpes e combos aprendidos durante o modo de treinamento. O modo combate é muito divertido já que a jogabilidade tem um bom nível e a variação de golpes interessante. No entanto, a cada quarteirão percorrido algum sujeito sempre te desafia para uma briga e você não consegue evitar a conversa e conseqüentemente o combate. A barra de evolução de Kazuma é abastecida no término de cada combate e você pode aplicar os pontos e adquirir novas habilidades. Quando a barra está abastecida, o jogador pode executar uma Heat Action, um golpe que drena uma maior quantia de saúde dos inimigos; assim, o jogador deve empregá-los em inimigos mais difíceis. Infelizmente os golpes mais divertidos são uma recompensa para os jogadores que atingirem um bom nível de evolução. [TITLE]Diálogo pesado[/TITLE] Acompanhando a linha de GTA, Yakuza exibe muitas palavras de baixo calão. ?? uma pena, pois se os diálogos fossem um pouco mais leves, o jogo poderia abranger uma faixa etária mais jovem. As atitudes do personagem principal, Kazuma, são extremamente altruístas contribuindo para uma história surpreendente que prende a atenção do jogador até o último instante. [TITLE]Missões obrigatórias e paralelas[/TITLE] Yakuza contém missões obrigatórias, que quando completas, levam para outras missões ou para um novo capítulo (num total de 13). Antes de completar as missões obrigatórias, o jogador pode andar livremente pela cidade, jantar em restaurantes, visitar fliperamas onde o logo da Sega é exibido e até tentar gastar dinheiro com as acompanhantes. Mas cuidado para não gastar todo o seu dinheiro, ter uma boa quantia é essencial em determinados momentos. As missões obrigatórias, na maior parte das vezes, são fáceis de encontrar, através da indicação no mini-mapa apontando para uma pessoa que você deve conversar ou um prédio para ser explorado. No entanto, o jogador ficará desorientado em alguns capítulos em que as missões não estão devidamente definidas, por exemplo, ao olhar o resumo da missão, o jogador pode encontrar algo do tipo ???acho que vou andar um pouco pela cidade??? ??? frustra não saber o que fazer no contexto de uma missão obrigatória. [TITLE]A jogabilidade e a Câmera[/TITLE] O jogador possui pouco controle sobre a câmera do jogo, existe apenas um botão para reposicioná-la atrás do seu personagem. Tal função é associada ao botão R3 do controle do PS2, mas em Yakuza está no botão L2. Independente do botão, a função não atua tão bem e às vezes ela se fixa em um ponto, mesmo em ambientes fechados. Outro problema está em perambular pelas ruas: a cada esquina ou setor visitado, ela muda o ângulo, podendo dar uma visão panorâmica, fazendo com que o jogador perca seu personagem de vista se a rua estiver com muitos pedestres. Tirando os contratempos com a câmera, o controle de Kazuma funciona bem. A divisão de estilo de controle para o modo exploração e modo combate mencionado acima contribuiu para uma jogabilidade mais intuitiva. [TITLE]Veredicto[/TITLE] Yakuza é um bom jogo para quem já terminou e é amante da série GTA. Também é uma excelente maneira de conhecer um pouco mais da cultura e as ???tradições??? da máfia japonesa. Os combates pelas ruas poderiam ser opcionais, ou então, o inimigo que for derrotado não te desafiar mais para não deixar o jogo repetitivo. A sega mandou bem nas animações e na dublagem dos personagens.
Fonte: GameVicio
GameVicio
Enviado por GameVicio
Membro desde
31 anos, Curitiba
label