.
8.5

Análise do jogo "The Walking Dead: Season One: Episode 2 - Starved for Help" para PC escrito por GameVicio

Escrito por GameVicio, nota 8.5 de 10, enviado por AIguy,
[img]hide:aHR0cDovL2ltYWdlczMud2lraWEubm9jb29raWUubmV0L19fY2IyMDEyMDYyMTE5NTUyNC93YWxraW5nZGVhZC9pbWFnZXMvMC8wZC9UaGUtd2Fsa2luZy1kZWFkLWVwaXNvZGUtMi1zdGFydmVkLWZvci1oZWxwLWQuanBn[/img] A Telltale Games conseguiu. A espera de uma sequência que evidentemente aconteceria nunca foi tão esperada. Após muita espera, o episódio 2 nos traz mais do que mantêm-se no centro do universo The Walking Dead. Personagens e suas relações entre si. E seria este um episódio memorável? [t2]Enredo[/t2] A história dá um salto e avança três meses após o primeiro episódio, com Lee e um novo integrante, Mark, caçando na floresta perto do motel onde o grupo se estabeleceu. Parece que esses últimos tempos têm sido difíceis para eles manterem a integridade, assim como o título sugere; o grupo está com poucos mantimentos e isso está causando atritos com todos. Mas, como se não bastassem, dois homens, Andy e Danny, dão de cara com o refúgio à procura de gasolina. Não querendo causar uma má impressão, eles os informam que há uma fazenda perto dali onde eles podem se alojar e se alimentarem bem, em troca de alguns galões de gasolina. Lee e alguns integrantes partem para dar uma olhada no local e averiguar o que há por trás dos irmão St. John. Aparentemente a história dá uma estagnada com os zumbis, mas não se engane, eles ainda estão lá, inclusive aparecem numa das cenas mais grotescas do episódio, logo no início. E grotesco também é uma das maneiras de sobreviver neste mundo pós-apocalíptico com que o grupo se depara. Sem dar muita corda do que seja, posso dizer que é algo para discussão extensa com outros amigos que tenham jogado. As relações com os demais personagens ainda são brilhantes, especialmente com Clementine. Você se importa com ela e ela se importa com você, Lee, e vai reagir às sua ações. Personagens vão entrar em discussão e caberá à você tomar parte de um lado ou permanecer neutro, o que vai acarretar em uma consequência. É certo que algumas escolhas vão nos "assolar" em episódios futuros, mas por agora terminamos o episódio com um enredo ainda surpreendente. [t2]Visual[/t2] Starved for Help não muda em nada o cel-shading do episódio anterior, mas certamente não é um ponto negativo. Remetendo ao que é visto nos quadrinhos, o jogo não faz feio em representar o mundo em traços largos e cores vivas. Não há muita mudança de cenário, apenas a fazenda dos St. John dá um ar de novidade nesse quesito, mas o que realmente não fica velho é ver as entranhas de zumbis expostas, em toda a glória do cel-shading. Sinta-se livre para liberar o psicopata interior nesses momento. O que realmente desanima agora é que este é o episódio com mais problemas técnicos até o momento. Pra começar, algumas vezes os saves do episódio 1 são alterados ou perdidos quando carregados para o episódio 2, ou seja, o personagem que eu tinha escolhido para salvar no 1 é trocado por outro no 2 ou simplesmente não havia um save dele para carregar. Algumas cenas apresentam personagens "brotando" do chão, outras, ainda mais no final, apresentam engasgues nas falas, com eles repetindo-as mais de uma vez. Contudo, com um pouco de paciência, este problemas não são de tamanha importância para a experiência do jogador. [t2]Jogabilidade[/t2] Como uma continuação de um jogo de aventura point-and-click, este segue o roteiro. A mecânica básica de usar teclas de movimento e o mouse não envelhece nunca, e nem detrimenta o desenrolar do jogo. Você coleta itens, faz escolhas no diálogo e nas ações e resolve alguns quebra-cabeças, assim como no primeiro. [t2]Som[/t2] Continuando com a excelência, Starved for Help mostra um conjunto de ótimos efeitos sonoros, atuaçã vocal e trilha sonora. Não existe um Oscar para mixagem de som em jogos, mas se existisse, este seria um perfeito candidato. Dave Fennoy e cia. ainda entregam personagens críveis e humanos, cada um com suas particularidades. A trilha sonora fecha o conjunto com uma excelente aplicação, sendo tensa em momentos de surpresa e conflito e calma e serena em momentos de diálogo, te apressando nos momentos de grande aflição e te relaxando em momentos de segurança. [t2]Conclusão[/t2] Este sim é o episódio que estávamos esperando, mesmo que tenha algumas falhas aqui e ali. A história continua com altas expectativas e mais excitante, apresentando cenas memoráveis e escolhas difíceis logo do início, tudo emaranhado num ótimo desenvolvimento de personagens. Não espere por nenhuma mudança em como o jogo se apresenta, mas espere por problemas técnicos um tanto incômodos no decorrer; nem por uma jogabilidade inovadora e diferente do episódio anterior. Este episódio entrega o que prometeu, e mantêm está série calorosa. Que venha o episódio 3. [img]hide:aHR0cDovL2RvdHBpeGVsZ2FtZXMuY29tL3dwLWNvbnRlbnQvdXBsb2Fkcy8yMDEzLzAxL3dhbGtpbmctZGVhZC1lcC0yLXN0YXJ2ZWQtZm9yLWhlbHAuanBn[/img]
Fonte: GameVicio
AIguy
Enviado por AIguy
Membro desde
23 anos, Niterói, RJ
label