.
7.1

Análise do jogo "SiN Episodes Emergence" para PC escrito por GameVicio

Escrito por GameVicio, nota 7.1 de 10, enviado por StormTrooper,
Após ter a cena roubada em 1998 pelo Half Life, SiN volta com a tecnologia Source, utilizada em Half Life 2 [title]Introdução[/title] Em 1998, um dos jogos promissores de tiro em primeira pessoa que iria sair, era o SiN, no qual prometia combinar o tipo de ???ação de filmes??? que se encontrava no Duke Nukem 3D, com a tecnologia impressionante que tinha sido então, utilizada no Quake, e tudo isso junto com uma história e enredo de se dar inveja. Foi então que apareceu um jogo, chamado ???Half Life???, no mesmo ano, sem avisos prévios, que acabou então roubando toda a expectativa que se tinha quanto ao SiN, que teve toda a cena roubada, sem chance nem de competir. Atualmente foi anunciado o novo SiN, chamado de ???SiN Episodes: Emergence???, que acabou então se juntando ao Half Life, ou ao menos ambos agora vão juntos pelo mesmo caminho. E esse novo é baseado na tecnologia Source, do Half Life 2, que permite gráficos e físicas incríveis. [title]Uma história agradável[/title] Em ???SiN Episodes: Emergence???, o jogador encarna o Coronel John R. Blade, um policial famoso que pertence a uma equipe chamada HardCops e que tenta acabar com o crime da futurística cidade ???Freeport City???. Porém o jogador não está a só, junto dele estão o hacker JC e sua jovem companheira de equipe, Jessica Cannon. No início do jogo o jogador se encontra em uma cama, quando aparece a cientista vilã Elexis Sinclaire, dona da bilionária companhia SinTek; e também Radek que é o braço direito da cientista-vilã. Sinclaire e Radek então, injetam uma desconhecida substância em Blade e, logo após, ele é resgatado por sua parceira, Jessica. Após esta introdução toda, e de um sonho pervertido de Blade vendo Elexis, começa a ação que só acaba ao fim do jogo, e ocorre devido a Blade ir perseguir, encontrar e então, capturar, Radek para saber o que havia sido injetado no protagonista. [title]Tiroteios alucinantes, porém nada muito mais além de matar[/title] O jogo não oferece coisas muito impressionantes e inovadoras, é uma ótima opção para quem quer um jogo descomplicado com ótimas animações em mortes, tiroteios muito divertidos e com um certo humor as vezes. E, apesar do bom e curioso enredo e história apresentados, o enfoque acaba sendo sempre nos tiroteios. O que incomoda é a pouca variedade de inimigos, soldados e mutantes, aonde os soldados e mutantes podem até lembrar alguns inimigos de Half Life 2. Portanto, dá para se dizer que o jogo não é muito mais do que atirar, utilizar reflexos e, uma vez ou outra, descobrir como abrir portas ou como chegar a um outro lado de uma sala. [title]Gráficos agradáveis[/title] Os gráficos agradam, o jogo tem muitos efeitos de explosões e os ataques especiais das poucas armas que há no jogo são divertidos de se utilizar. Apesar de tudo o gráfico não enfoca os personagens humanos em uma perfeição no sentido de tornar todos iguais a seres humanos, colocando um bocado de ???animação??? nas imagens, no sentido de ???desenhos???. [title]Jogabilidade[/title] O jogo não apresenta jogabilidade complexa e nem mesmo inovadora, qualquer jogador de Half Life ou que já tenha jogado jogos de tiro em primeira pessoa não irá ter grandes problemas com o SiN Episodes: Emergence, ainda mais pelo jogo ser focado em ação, o necessário acaba sendo ter uma boa mira e bons reflexos. [title]Uma boa inteligência artifical, com excessão de pequenos bugs[/title] A inteligência artificial do jogo quanto a tiroteios é boa, os inimigos conseguem te acertar, sem muita dificuldade porém sem muita facilidade. Mas ocorre um erro em que, no meio de todo o tiroteio, você vê as vezes um de seus inimigos olhando para você, mas sem atirar, a não ser que você se mexa, realmente um problema que seria bom se fosse corrigido. O que não agrada muito também é de soldados surgindo do nada em algumas partes do jogo. [title]Finalizando[/title] ???SiN Episodes: Emergence???, pode divertir a todos, mas, com o preço ao torno de 49 reais (metade de um jogo em preço ???normal???), o jogo seria indicado mais para quem quer um jogo com tiroteios divertidos e bem feitos, muita matança e não muito longo, já quem procura um jogo de primeira pessoa mais inovador, seja em jogabilidade ou em enredo, infelizmente não tem neste jogo o que procura. O que intristesse é de não houver nenhum modo multiplayer, apenas o single player, mas com certeza para isto ocorrer seria necessário a criação de mais variedades de armas.
Fonte: GameVicio
StormTrooper
Enviado por StormTrooper
Membro desde
27 anos, Porto Alegre - RS
label