.
5.5

Análise do jogo "Star Wars The Clone Wars: Republic Heroes" para X360 escrito por Finalboss

Escrito por Finalboss, nota 5.5 de 10, enviado por Giordano Trabach,
A LucasArts, como uma boa empresa de George Lucas, adora tirar leite de pedra em suas produções. Um perfeito exemplo disso é a série ''Star Wars'', que se nega em acabar e ainda se estende, mesmo após mais de 30 anos do primeiro capítulo ser exibido nos cinemas, ainda sem o subtítulo de ''Uma Nova Esperança''. Não que isso seja ruim, já que ''Star Wars'', se bem trabalhado, pode gerar alguns bons produtos. Novamente citando um exemplo, temos a série de TV ''The Clone Wars'', atualmente exibida pelo Cartoon Network. Na realidade, ''The Clone Wars'' é uma espécie de nova série, em 3D, situada durante as Guerras Clônicas. Para quem não se lembra, um pouco antes de ''Star Wars: Episódio III - A Vingança dos Sith'', o Cartoon Network também exibiu uma série chamada ''The Clone Wars'', animada em estilo clássico, com o traço de Genndy Tartakovsky (de ''O Laboratório de Dexter'' e ''Samurai Jack''). A diferença básica era que esta série apenas servia de ligação entre os filmes no cinema, enquanto a nova é um complemento, contando detalhes das batalhas ocorridas durante a famosa guerra. A principal novidade nesta nova série foi a introdução de Ahsoka Tano, padawan (isto é, aprendiz), de Anakin Skywalker, o jedi que viria a se tornar Darth Vader, algum tempo mais tarde. A princípio controversa, a introdução de Ahsoka foi uma forma de identificar o público mais jovem com o seriado. Com o tempo, a padawan se provou uma boa novidade à franquia de George Lucas, que se ramificou nos games. Não é a primeira vez que a série ''The Clone Wars'' vai para os videogames. A verdade é que as atuais plataformas da Nintendo, DS e Wii, já receberam jogos inspirados pelo desenho animado, com o subtítulo de ''Lightsaber Duels'' (Wii) e ''Jedi Alliance'' (DS), mas sem muitas novidades ou com jogabilidade diferente do comum. O jogo do Wii tinha como mote principal utilizar o sensor de movimentos do controle. Na nova investida da LucasArts, a série virou completamente multiplataforma. Em ''Star Wars: The Clone Wars: Republic Heroes'', a produtora resolveu seguir de perto a história da série e adaptar um tipo de ''temporada do meio''. A história se passa entre a primeira e a segunda temporada (que começou a ser exibida há pouco nos EUA e chegará em breve por aqui). Após os eventos ocorridos durante a primeira parte da saga, Anakin e Ahsoka se envolvem ainda mais nos conflitos entre República e o exército de dróides dos Separatistas (e, por sua vez, com envolvimento dos Sith, inimigos naturais dos Jedi). A história segue sem muitas surpresas, mas envolve personagens-chave da aventura, como o caçador de recompensas Bane, que surgiu ao fim da primeira temporada do desenho. Como um game voltado principalmente para o público infantil, não espere grandes gráficos ou jogabilidade extremamente aprimorada. Os gráficos, aliás, não são destaque nem de longe. ?? de se espantar a diferença gritante ao acompanhar as cutscenes em tempo real e depois uma CG que utiliza filmes retirados da própria série. Dentro dos estágios a coisa fica pior ainda, com inimigos genéricos (na verdade, todos os tipos de dróides que já conhecemos) e texturas em baixa resolução. Tudo bem, não dá para esperar mais do que isso em um jogo voltado para o público infantil, mas um esforcinho extra não faria mal, hein?! Estamos falando de Star Wars, LucasArts! Mas, se a missão é agradar os infantes, podemos dizer que ela até que foi concluída, já que o game apresenta todas as figurinhas vistas no desenho animado. Entre os personagens jogáveis estão os jedi Anakin Skywalker, Obi-Wan Kenobi, Ahsoka Tano, Mace Windu, Kit Fisto, Aayla Secura, Luminara Unduli e mestre Plo Koon. A grande novidade no hall dos jogáveis está no fato de você poder controlar Clone Troopers, os soldados da República clonados do caçador de recompensas Jango Fett. Entre os clones jogáveis temos Capitão Rex, Comandante Cody, Comandante Gree, Ponds, Comandante Bly, soldado Switch, Sargento Boomer e Sargento Kano. A variedade de personagens é boa, se todos não fossem meras cópias de si mesmos, uma verdadeira salada de clones, literalmente, incluindo os jedi. As fases se alternam entre a gama de personagens, mas sempre apresentando dois ao mesmo tempo, no melhor estilo ''Lego Star Wars''. De pronto, você irá controlar um dos personagens, mas sem a possibilidade de alternar entre o outro, que é controlado pelo computador ou por um amigo, que pode entrar e sair da jogatina a qualquer momento. Na parte dos vilões, as participações também são grandes e não se resumem a apenas dróides, ao menos nos chefes de fase. Durante o jogo, encontraremos o Conde Dookan, a assassina Asajj Ventress e o temível General Grievous, literalmente, um matador de jedi, entre outros, como o próprio Bane. Outros vilões e personagens da série também dão as caras como personagens não-jogáveis, como a senadora Padmé Amidala e até o odiado Jar Jar Binks. A jogabilidade é genérica, sem muitas variações. Há comandos de ataque, uso da Força (no caso de personagens jedi), salto e corrida. Para os Clones, a jogabilidade fica mais ou menos no esquema ''stick shooter'', ou seja, no melhor estilo ''Smash TV'', onde você anda com seu personagem através de um analógico e atira com o outro. Isso dá uma variada na jogabilidade, mas TODOS os Clones sofrem do mesmo mal do jogo em geral, ou seja, os comandos não mudam, os personagens não possuem características próprias de ataque, defesa, habilidades especiais, nada. Uma lástima, frustrante. Para que ter tantas opções, que na verdade são meras skins de um único modelo 3D? Mas antes fosse apenas este o problema, já que a jogabilidade em geral não ajuda, nem um pouco, a sua batalha contra os Separatistas. Alguns comandos não respondem, e ultrapassar algumas barreiras do cenário se torna quase impossível, já que o game mal explica (através de mini-tutoriais do Mestre Yoda), o que você deve fazer. Não conseguiu? Se vira, ou arruma um FAQ na rede, pois o game não deixa claro o que fazer em suas ''quase explicações''. Principalmente por ser voltado para um público que joga de forma mais casual, sem buscar grandes desafios, isso chega a ser um grande problema. Não que o game seja difícil, longe disso, mas há determinadas partes que podem ser consideradas ''chatas'', que exigem algum nível de habilidade nos comandos para que você consiga avançar. Nos extras as coisas não melhoram muito, pois são bem poucos. Há apenas uma mini-lojinha onde você pode comprar upgrades para seu personagem, como golpes e outras habilidades, além de máscaras temáticas com diversas figurinhas da tela, como o próprio Darth Vader, e Greedo (ele atirou primeiro!). Felizmente, para os fãs mais afoitos, o áudio não vai decepcionar, já que a dublagem é toda feita pelo mesmo pessoal do desenho, bem como os efeitos sonoros e a trilha musical foram retirados das produções Star Wars. O típico ''whoomm'' do sabre de luz está lá, intacto. ''Star Wars: The Clone Wars: Republic Heroes'' é o típico jogo de ação com grande apelo casual, graças à sua jogabilidade no estilo dos jogos da série ''Lego Star Wars'' e similares. A série de TV, na qual o jogo é inspirado, é deveras divertida, uma pena que os desenvolvedores não conseguiram replicar tal diversão no game. A aventura é repleta de erros em termos de comandos e repetição de objetivos, o que deixa tudo um pouco chato demais. Talvez os fãs mais novos possam se divertir um pouco mais, já que costumam ser pouco exigentes em quesitos técnicos e querem apenas jogar com os heróis da TV. Mesmo assim, isso não justifica a falta de apelo para um público maior no game, tornando-o sem muitos atrativos, a não ser algumas cut-scenes bacaninhas e as mesmas vozes do desenho animado. Se depender desse jogo, a República está em maus lençóis. [t2]A favor:[/t2] [list]A dublagem conta com os mesmos atores da série de TV animada; Apesar do gráfico ser simples, o design dos personagens se mantém fiel do do desenho; O envolvimento de diversos personagens do universo Star Wars pode agradar os fãs.[/list] [t2]Contra:[/t2] [list]Uma jogabilidade que não responde bem aos seus comandos não ajuda em uma guerra... Muitos bugs ocorrem entre partes cruciais do jogo, como aquele salto de vida ou morte; Algumas coisas simplesmente são inexplicáveis. O jogo não deixa claro o que deve ser feito em muitos momentos.[/list] [t2]Veredito:[/t2] ''Star Wars: The Clone Wars: Republic Heroes'' é o típico jogo de ação com grande apelo casual, graças à sua jogabilidade no estilo dos jogos da série ''Lego Star Wars'' e similares. A série de TV, na qual o jogo é inspirado, é deveras divertida, uma pena que os desenvolvedores não conseguiram replicar tal diversão no game. A aventura é repleta de erros em termos de comandos e repetição de objetivos, o que deixa tudo um pouco chato demais. Talvez os fãs mais novos possam se divertir um pouco mais, já que costumam ser pouco exigentes em quesitos técnicos e querem apenas jogar com os heróis da TV. Mesmo assim, isso não justifica a falta de apelo para um público maior no game, tornando-o sem muitos atrativos, a não ser algumas cut-scenes bacaninhas e as mesmas vozes do desenho animado. Se depender desse jogo, a República está em maus lençóis.
Fonte: Finalboss
Giordano Trabach
Enviado por Giordano Trabach
Membro desde
23 anos, Espírito Santo
label