.
92

Análise do jogo "Super Mario 3D Land" para 3DS escrito por E-Zine/MyGames

Escrito por E-Zine/MyGames, nota 92 de 100, enviado por Anônimo,
[img]hide:aHR0cDovL20ubXlnYW1lcy5wdC9NZWRpYUNlbnRlci9tZWRpYS9pbWFnZXMvZXppbmU0L3N1cGVyLW1hcmlvLTNkLWxhbmQtbWctYW5hLWltZzEuanBn[/img] Ainda recentemente coube a mim analisar Sonic Generations, o regresso de Sonic à boa forma na nova geração. Nessa analise acabei por falar da antiga rivalidade que existia entre Sonic e o Super Mario durante os anos 90 e revelei que cresci a jogar muito mais Sonic que Mario. Porém, no que toca a consolas portáteis, sempre escolhi aquelas que eram lançadas pela Nintendo e por isso mesmo, o Game Boy foi a minha primeira escolha e com ele, pude conhecer melhor algumas das séries míticas dos videojogos, como Pokémon, Metroid e claro, Super Mario. Sendo Super Mario Land 2: Six Golden Coins o meu Mario favorito de sempre, foi com bastante curiosidade que recebi Super Mario 3D Land, o primeiro grande jogo do canalizador na Nintendo 3DS, a sucessora portátil do Game Boy. Por isso mesmo, a minha primeira grande dúvida foi: será que o primeiro teste de Mario na Nintendo 3DS está ao nível de Super Mario Land 2: Six Golden Coins, ou do excelente, mas menos impressionante Super Mario Land original. Super Mario 3D Land não altera em nada a fórmula clássica da saga, ou seja, vão começar o jogo no papel do Super Mario, que tem novamente de resgatar a princesa Peach raptada por Bowser. Isto vai fazer com que levem o canalizador numa nova viagem por vários mundos em busca da donzela. Como sabem, Super Mario nunca foi um jogo que tenha apelado à história, e este volta a seguir pelo mesmo caminho, mas com uma grande diferença, não existe um ponto que segure a progressão, a não ser a vontade de jogar mais. Mas isso nunca foi um problema com Super Mario e o modelo deste Super Mario 3D Land vai beber em muito ao passado, sendo praticamente um cruzamento entre New Super Mario Bros. lançado para a Nintendo DS, com Super Mario Galaxy lançado na Nintendo Wii, ou seja vão ter cenários totalmente tridimensionais, que misturam a jogabilidade de plataformas entre o plano 2D e 3D. Por estranho que seja, tudo isto funciona até bastante bem, com a câmara a tentar constantemente adaptar-se à posição onde se encontram para conferir o melhor ângulo. Em exemplos práticos, cada vez que precisam de percorrer uma longa distância a câmara tende em posicionar-se num plano 2D à moda antiga, mas quando estão num sítio elevado esta oferece uma perspectiva aérea, o que permite que saibam onde vão aterrar, através da sombra que surge no solo à distância. Embora a câmara se esforce para que a jogabilidade seja boa experiência em termos de plataformas, mesmo assim, Super Mario 3D Land acaba por sofrer um pouco com o posicionamento da câmara em certas situações. Por vezes a câmara acaba por ficar demasiado afastada ou numa posição que não permite ver bem o cenário, o que levou à morte da personagem por algumas vezes, por não conseguir perceber a distância em que o próximo bloco estava e a velocidade a que tinha de saltar. Felizmente isto acontece raramente e não é nada que sistema de tentativa erro não resolva. Como os cenários de Super Mario 3D Land também não são propriamente colossais e foram construídos a pensar na portabilidade da consola, por muitas vezes que acabem por morrer ou cair por um precipício a baixo, nunca vão sentir que estão a perder muito do progresso realizado, além de que, a meio do cenário, vão encontrar a famigerada bandeira de check-point que garante que não precisam de recomeçar tudo desde o início caso algo corra mal. Cliquem aqui para ver mais imagens de Super Mario 3D Land Tal como qualquer bom jogo de Super Mario, Super Mario 3D Land também introduz vários Power-Ups que vão recolhendo nas clássicas caixas amarelas com interrogações. De regresso está o cogumelo normal, a flor que vos faz atirar bolas de fogo e o clássico fato Tanooki, introduzido em Super Mario Bros. 3, que não só permite que flutuem no ar por alguns segundos, como ainda atacar os inimigos com o uso da cauda. De regresso está ainda o cogumelo com hélice de New Super Mario Bros. Wii e são introduzidos à Stone Leaf que transforma Mario numa estátua, o bloco com Hélice e por fim a Boomerang Flower, que permite que atirem Boomerangs ao estilo dos Boomerang Koopas. Embora tente manter um balanço entre Power-Ups, os fatos especiais de Tanooki e a caixa com hélice tornam alguns dos cenários em verdadeiras brincadeiras, sendo muito mais fáceis de terminar. Alguns elementos de jogo obrigam até que usem um determinado Power-Up para chegar ao topo da vara do fim do nível, acabando por ser um esforço inglório quando levam dano. Mesmo se forem demasiado desastrados, Super Mario 3D Land está preparado para vocês, oferecendo Power-Ups de graça demasiado poderosos. Caso morram cinco vezes, ganham a folha dourada que vos dá invencibilidade ilimitada e poderes de Tanooki, e caso continuem a morrer, ao fim de dez mortes, recebem a asa que vos leva de imediato até ao fim do nível. Os cenários são altamente variados e alternados por temas, ou seja, vão encontrar colinas enormes, zonas situadas no meio das nuvens, mansões assombradas, zonas aquáticas, entre muitos outros. Cada cenário esconde três moedas de estrela que precisam de coleccionar para desbloquear certos níveis, no mapa-mundo vão também encontrar por vezes algumas casas de cogumelo que escondem Power-Ups, e no final de cada mundo, vão encontrar um castelo de Boss ou um barco fortaleza voadora ao estilo de Super Mario Bros. 3. Não contem com bosses muito variados ou repletos de grandes estratégias, apenas precisam de evitar os ataques iniciais e logo de seguida de lhes saltar para a cabeça. Simples e directo ao assunto. Mesmo tendo sido lançado pela Nintendo, Super Mario 3D Land não é um jogo que precisasse realmente de utilizar o 3D, aliás, até se joga bastante bem sem ele, de qualquer forma, sempre é algo que oferece um pormenor mais brilhante ao mundo de 3D Land e não magoa a vista, por isso, vale a pena jogar com ele activado. Irrepreensíveis estão os gráficos, que estão tão bons como os de uma Nintendo Wii, fazendo lembrar por muitas vezes Mario Galaxy 2, algo que mostra uma vez mais que a Nintendo consegue sempre puxar bem mais pelo Hardware das suas consolas que as outras produtoras. Quanto ao som, este é o Super Mario típico, por isso contem com várias músicas clássicas e outras mais recentes trabalhadas para esta versão. Quanto a sons e vozes, vão encontrar por aqui a já clássica voz de Super Mario (algo repetitiva por vezes), dos Toads (sempre irritantes) e da Princesa Peach em pânico (típico). Não quero com isto dizer que as vozes estejam más, mas podiam ser menos estridentes ou repetitivas. Quanto aos sons que restam, ouvir o barulho do apanhar do cogumelo ou das bolas de fogo são nostalgia pura. Super Mario 3D Land não é propriamente um jogo que demore muito a concluir. Com apenas oito mundos e mais de meia dúzia de níveis por cada um, são as moedas que vos vão forçar a repetir níveis. Mais tarde, quando a campanha acaba, vão poder jogar com Luigi e vão ter à disposição novos modelos dos níveis antigos que oferecem desafios bem diferentes, ao ponto de parecerem inéditos. Está na altura de dizer algo chocante. Por acaso, nunca fui grande fã de Super Mario Galaxy, não que tivesse algo contra os dois jogos e gostei muito de jogar cada um, de qualquer forma, para mim Super Mario sempre foi o modelo clássico, e não há dúvida que Super Mario 3D Land transborda a nostalgia e faz lembrar bastante os jogos das antigas portáteis da Nintendo. Como jogo, Super Mario 3D Land é exactamente o jogo de Mario que todos esperavam que fosse lançado para a Nintendo 3DS. A jogabilidade é variada e divertida, com muitos desafios propostos ao longo do caminho, mas o resultado final diz que, mesmo depois de todos estes anos, Super Mario Land 2 Six Golden Coins continua a reter a medalha de melhor Super Mario portátil feito até hoje. Resumindo, se fãs de Super Mario ou de jogos de plataformas, então Super Mario 3D Land é um jogo mais do que recomendado para a vossa Nintendo 3DS.
Fonte: E-Zine/MyGames
label