Análise | God of War Ragnarök

Análise | God of War Ragnarök

As primeiras horas mais empolgantes da franquia desde God of War 3
#Análises Publicado por Pholi, em

IMAGEaHR0cHM6Ly9zdGF0aWMuZ2FtZXZpY2lvLmNvbS9pbWFnZW5zX3VwL2JpZy84Mi8wODE5OTEuanBn

A minha experiência com o início do jogo ao troféu de platina foi estonteante, demorei cerca de 37 horas para fazer o 100%. Estarei abordando tópicos do jogo, como sua história, jogabilidade, gráficos e etc... Serei o mais breve possível e estarei evitando todos os spoilers, para que desta forma essa análise não prejudique a experiência do leitor.

Chave do jogo fornecida pela equipe da Playstation Brasil.

God of War Ragnarök já se encontra disponível para Playstation 4 e Playstation 5.

IMAGEaHR0cHM6Ly9zdGF0aWMuZ2FtZXZpY2lvLmNvbS9pbWFnZW5zX3VwL2JpZy84Mi8wODE5ODIuanBn

Versão revisada no Playstation 5.

História

A história começa literalmente de onde o jogo de 2018 parou. Kratos está em uma caverna fazendo flechas novas, Atreus na sequência chega com um cervo morto e a sua jornada começa. O garoto, que agora é um adolescente, busca respostas para saber mais sobre o mural visto no final do jogo de 2018.

IMAGEaHR0cHM6Ly9zdGF0aWMuZ2FtZXZpY2lvLmNvbS9pbWFnZW5zX3VwL2JpZy84Mi8wODE5ODMuanBn

A narrativa do jogo mudou bastante se comparado com o seu antecessor, os desenvolvedores conseguiram melhorar o modo como se conta a história do jogo, a todo momento dizendo sobre o que está acontecendo, deixando o jogador ainda mais ansioso pelo que está por vir.

Kratos está mais velho e mais preocupado do que nunca com a segurança de seu filho. Atreus é mais impulsivo, como qualquer adolescente que já passou pela idade dele (em sua maioria), e está disposto a fazer de tudo para encontrar as respostas. Juntos eles planejam viajar pelos nove reinos, mas nem sempre estarão um com o outro no decorrer da história.

IMAGEaHR0cHM6Ly9zdGF0aWMuZ2FtZXZpY2lvLmNvbS9pbWFnZW5zX3VwL2JpZy84Mi8wODE5ODQuanBn

O enredo é uma das coisas mais empolgantes e perspicazes que eu já vi em um jogo, dificilmente o jogo te deixa confuso ou perdido na narrativa. Mimir continua contando suas histórias e dessa vez Kratos também tem as próprias para contar.

Os personagens secundários em Ragnarök são essenciais para o enredo, cada um deles tem suas próprias personalidades e conseguem fazer o jogador se apegar a cada um deles. A Santa Monica Studios conseguiu dar uma profundidade para todos os personagens, cada um tem suas histórias secundárias, objetivos e vida nesse mundo gigantesco.

God of War Ragnarök tem muito para contar ao jogador no decorrer da sua jornada, muitas de suas linhas de diálogos tem coisas para acrescentar ao enredo, missões paralelas são incríveis, eu não deixei nenhuma de lado, o jogo te surpreende a todo momento e conseguiu superar facilmente o de 2018.

Combate

Os comandos continuam praticamente os mesmos do God of War 2018. Você tem um botão de esquiva, um botão de defesa e um de parry. Kratos tem muitas habilidades para desbloquear, muitos baús para abrir e quebra-cabeças para desvendar. A mudança agora é que o combate está muito mais vertical, Kratos consegue subir e pular de estruturas para dar um ataque muito poderoso de descida.

IMAGEaHR0cHM6Ly9zdGF0aWMuZ2FtZXZpY2lvLmNvbS9pbWFnZW5zX3VwL2JpZy84Mi8wODE5ODUuanBn

Kratos também pode utilizar alguns itens do cenário, como pedras e troncos de árvore, fazendo assim ele conseguir desferir ataques bem poderosos.

Seu escudo ganhou uma nova função, agora ele consegue quebrar a defesa de certos inimigos apertando duas vezes o botão de defesa.

Em certas áreas você poderá controlar veículos com Kratos para ajudar em sua locomoção. A fúria espartana está de volta mas dessa vez muito mais brutal do que nunca, e com algumas surpresas.

A diversidade de inimigos está bem maior agora, você praticamente encontra um novo inimigo a cada batalha, e cada inimigo tem muitas animações de finalizações, dependendo das armas que você utilize para fazer a finalização.

Os chefes em Ragnarök são bem diversificados, como monstros gigantes ou até mesmo menores que Kratos. Atreus continua ajudando Kratos e o botão de ação ainda continua o mesmo, a diferença é que agora o garoto tem uma árvore de habilidades muito maior e com funções melhores.

Cada inimigo tem suas informações no diário de Kratos depois que você os derrota. Isso adiciona ainda mais vida a todas as histórias das criaturas que você enfrenta durante a sua jornada, seja ele um ser humano, centauro e até mesmo dragões.

IMAGEaHR0cHM6Ly9zdGF0aWMuZ2FtZXZpY2lvLmNvbS9pbWFnZW5zX3VwL2JpZy84Mi8wODE5ODYuanBn

Kratos tem novas armaduras e acessórios para adicionar ainda mais opções ao combate, novas opções de escudos e muito mais personalização. Atreus também tem seus próprios arcos e armaduras.

Em questão de dificuldade, o jogo está bem equilibrado, o jogo consegue atender a praticamente todos os públicos, seja você um casual ou um jogador hardcore.

O Dualsense consegue deixar a experiência do jogo ainda melhor, seus gatilhos adaptáveis fazem o jogador sentir o arremesso do Leviatã, machado de Kratos, enquanto a vibração faz com que cada golpe dos inimigos seja sentido pelo jogador através do controle.

O combate de God of War Ragnarök é o melhor que a série já viu, brutalidade e funcionalidades como nunca antes vista.

Gráficos

God of War Ragnarök foi feito pensado em utilizar ao máximo o poder do Playstation 4, então fique dito se você estiver pensando em jogar no Playstation 5, precisará ter em mente que não é um jogo de próxima geração, não significa que o jogo está feio, muito pelo contrário, Ragnarök está muito mais bonito se comparado ao jogo de 2018. Com telas de carregamento melhoradas, um melhor frame rate e muitas opções para todos os gostos.

IMAGEaHR0cHM6Ly9zdGF0aWMuZ2FtZXZpY2lvLmNvbS9pbWFnZW5zX3VwL2JpZy84Mi8wODE5ODcuanBn

Eu optei por jogar God of War Ragnarök na opção gráfica de HFR(High Frame Rate), caso você tenha uma TV com suporte ao VRR(Variable Refresh Rate), poderá desfrutar dessa opção gráfica, a 120fps e com uma resolução acima de 2k.

IMAGEaHR0cHM6Ly9zdGF0aWMuZ2FtZXZpY2lvLmNvbS9pbWFnZW5zX3VwL2JpZy84Mi8wODE5ODguanBn

Os cenários estão ainda mais detalhados, toda a ambientação do jogo é minuciosamente pensada para fazer o jogador às vezes parar a sua jogatina e admirar a beleza do jogo. Ragnarök tem muita variedade de ambientação e os personagens estão super bem detalhados, as expressões faciais estão melhores do que nunca. Cada reino tem seu charme e cada personagem está muito bem trabalhado.

Da parte do ambiente do jogo, ele é bem mutável, conforme você progride ou faz requisitos específicos, grandes mudanças podem ocorrer, liberando áreas pequenas, e até locais enormes com diversas atividades, mas isso exige que o jogador vá além da missão principal e se dedique a fazer missões secundárias para conseguir explorar cada canto do mapa.

Trilha Sonora

A trilha sonora de God of War Ragnarök é composta pelo músico americano, compositor de filmes, televisão e vídeo games, Bear McCreary e talentosos músicos, assim como no jogo de 2018.

As músicas e os efeitos fazem as batalhas de chefes parecerem ainda mais épicas, o áudio 3D do Playstation 5 faz a experiência ficar ainda melhor.

Eles conseguiram combinar cada cenário com sua devida trilha sonora, os desenvolvedores fizeram um trabalho impressionante nesse aspecto.

Acessibilidades

IMAGEaHR0cHM6Ly9zdGF0aWMuZ2FtZXZpY2lvLmNvbS9pbWFnZW5zX3VwL2JpZy84Mi8wODE5ODkuanBn

A acessibilidade em Ragnarök está ainda mais densa, enquanto o de 2018 tinha apenas controles personalizáveis, indicadores de alto-falante para legendas e a opção de pular eventos rápidos, o novo jogo da Santa Monica Studios conseguiu melhorar em todas as opções para ajudar o jogador a se ajustar ao seu modo de jogar, fazendo com que uma quantidade maior de pessoas consiga aproveitar o jogo.

Conclusão

God of War Ragnarök é um prato cheio para os amantes da mitologia nórdica. O jogo conseguiu melhorar em todos os aspectos se comparado ao seu antecessor, gráficos aprimorados, jogabilidade refinada, maior variedade de cenários e inimigos, além de sua trilha sonora impecável.

Permanecendo alguma dúvida se vale a pena jogar God of War Ragnarök, mesmo após esta análise. Recomendo que tenha sua própria experiência, garanto que não vai se arrepender do tempo investido.

10
favorite
Nota
Sendo ainda mais brutal e com maior variedade, God of War Ragnarök consegue superar o sucesso de seu antecessor.
Prós
  1. Maior variedade de inimigos
  2. História épica
  3. Visuais impressionantes
  4. Combate aprimorado
  5. Acessibilidades
Contras
  1. Falta de viagem rápida no pós game
  2. Bússola um pouco confusa
Pholi
Pholi
Usuário do Site
Publicações em Destaque