Eidos Montreal chegou a considerar ressuscitar a franquia Legacy of Kain

Eidos Montreal chegou a considerar ressuscitar a franquia Legacy of Kain

Estúdio acabou desistindo da ideia por considerar Deus Ex e Thief séries mais fortes.
#Games Publicado por Vinicius, em

A Square Enix certamente possuía muitas IPs ocidentais que são adoradas pelos jogadores. Dentre elas, uma das mais pedidas para retornar era sem dúvidas Legacy of Kain, a qual infelizmente nunca chegou a receber uma sequência após a sexta geração.

De acordo com Stephane D'Astous, fundador da Eidos Montreal, o estúdio foi formado para ajudar a reviver franquias antigas, ao mesmo tempo que dava suporte para a Crystal Dynamics com o reboot de Tomb Raider.

Leia Também:

  1. Crystal Dynamics apresenta seu novo logo com a inclusão de Raziel
  2. Embracer planeja trazer sequências e remakes dos antigos títulos da Square Enix

D'Astous afirma que o estúdio chegou a considerar trazer a série Legacy of Kain de volta, no entanto, acabou descartando a ideia pois os desenvolvedores consideraram que Deus Ex e Thief possuíam muito mais força com o público.

Ficou claro que o principal objetivo da Eidos Montreal era aumentar a capacidade de produção, ou capacidade de desenvolvimento, dentro do grupo, porque a Crystal Dynamics foi marcada como um estúdio de projeto único, assim como a IO Interactive. A Montreal estava lá para salvar o catálogo antigo. Ficou claro que tínhamos ótimas IPs que estavam adormecidas na prateleira. Legacy of Kain foi discutido, mas não era tão forte quanto Deus Ex e Thief.

Deus Ex: Human Revolution acabou sendo um grande sucesso para o estúdio, recebendo diversas críticas positivas. D'Astous ainda afirma que a equipe por trás desse Deus Ex foi a melhor em que já trabalhou.

Infelizmente Thief não teve a mesma sorte, com o jogo tendo uma recepção bem fraca. Ainda assim, o desenvolvedor afirma que esse foi um dos seus projetos favoritos e que nove meses extras de desenvolvimento teriam feito a diferença.

A equipe de desenvolvimento de Deus Ex foi uma das mais fortes que eu montei, e eles estavam realmente unidos. Eles conheciam os desafios. Com Thief, eu não tinha o luxo de ter um grupo de pessoas com quem trabalhei junto anteriormente, então fui recrutar pessoas fortes, pessoas muito fortes, mas elas não tiveram a oportunidade de trabalhar juntas nos jogos anteriores.

Fizemos o nosso melhor e batalhamos, e essa é a vida no desenvolvimento de jogos. Você não se dá bem o tempo todo. E estávamos perto, mas só faltava alguns retoques finais.

Para a sorte dos fãs, a Embracer Group, a qual adquiriu a parte ocidental da Square Enix no começo desse ano, já demonstrou interesse em ressuscitar antigas franquias do estúdio, incluindo Legacy of Kain.

Vinicius
Vinicius #VSDias55
Equipe do Site, Florianópolis
Deixe seu comentário para sabermos o que você achou da publicação
Não se esqueça que você pode participar do nosso Discord.
E também nos seguir no Facebook, Twitter, Instagram e na nossa curadorida da Steam.
Publicações em Destaque
#Games, Por coca,
#Games, Por VSDias55,
#Games, Por VSDias55,