Eidos-Montréal fala sobre o desempenho de Guardians of the Galaxy perante a expectativa da Square Enix Europe

Eidos-Montréal fala sobre o desempenho de Guardians of the Galaxy perante a expectativa da Square Enix Europe

Estúdio diz que foi sua decisão trabalhar em uma IP da Marvel
#Games Publicado por Billy Butcher, em

No ano passado, a Eidos-Montreal, estúdio por trás do aclamado Deus Ex: Human Revolution, lançou Marvel's Guardians of the Galaxy, sua própria e original versão da excêntrica família de viajantes espaciais da Marvel. O jogo foi recebido amplamente com críticas positivas, que elogiaram seu foco narrativo, trabalho de personagens e humor.

Mas ainda não está claro o desempenho comercial do jogo, uma vez que sua dona, Square Enix Europe, se recusou a divulgar dados de vendas específicos do jogo, e em fevereiro, a editora europeia disse que o título tinha fracassado comercialmente, ficando "abaixo das expectativas". Isso é uma resposta um tanto triste para a divisão Square Europe como um todo, uma vez que o jogo anterior da Eidos-Montréal, Deus Ex: Mankind Divided, também falhou comercialmente, se juntanto a trilogia reboot de Tomb Raider como jogos que venderam "aquém das expectativas e do que esperávamos".

Apesar disso, o jogo da Marvel está começando a andar de forma boa no mercado, e isso graças ao Xbox Game Pass, que a Eidos descreveu como o "melhor meio para estúdios que querem produzir jogos criativos" conseguirem comercializar bem suas produções. Jean-François Dugas, diretor criativo do título, comentou mais a respeito da qualidade de Guardians of the Galaxy perante a expectativa da Square Enix Europe, e citou que o estúdio não se arrepende do produto final entregue ao público.

"Acho que ele [o jogo] foi uma jornada. É emocionante. Tem muitas qualidades", disse Jean-François Dugas.

"O jogo é perfeito? Como qualquer jogo, não, não acho que seja perfeito. Sempre pode ser melhor. Mas é uma ótima jornada? E é algo que você jogou este ano ou no ano passado que é diferente de tudo? E vale a pena gastar seu tempo? Eu honestamente acho que é, do ponto de vista artístico."

Dugas continuou falando sobre as vendas não terem atingido o que a Square Enix Europe esperava:

"Não me arrependo. Fizemos tudo o que podíamos, mas essa é a realidade do mercado... E não vamos esquecer que ele foi uma nova IP. Mesmo que digamos que todos os 'Guardiões [da Galáxia] são conhecidos', é ainda é um nova IP [no mercado de videogames]. Pode ser que muitas pessoas nem saibam que o jogo ainda está disponível, ou não sabem exatamente o que ele é."

Com o jogo lançado e o estúdio citando "avançar" no mercado como um fator importante para o título no Xbox Game Pass, isso significa uma sequência? Sobre isso, a equipe fez questão de não descartar nada.

"Neste momento, não estamos falando sobre o futuro", disse Dugas, "porque toda vez que fechamos um projeto, é hora de encerrar, encerrar e tirar algumas férias. Então, acho que saberemos no futuro meses ou anos futuros em que vamos trabalhar a seguir, então veremos."

"Nunca diga nunca, e nunca diga nada", brincou.

Quando perguntado para onde ele gostaria de ver os personagens em seguida, Dugas disse que "tem ideias", mas quais são essas ideias permanece um mistério.

Marvel's Guardians of the Galaxy já está disponível para Xbox Series X|S, Xbox One, Xbox Game Pass, PS5, PS4 e PC.

Billy Butcher
Billy Butcher #BillyButcher

Um grande fã de jogos e filmes dos gêneros Stealth e Ficção-Científica.

Tenho uma paixão imensa pela franquia Metal Gear Solid, na qual considero a minha favorita, porém também sou um grande amante das sagas Halo e StarCraft.

Moderador do Site, Volta Redonda, Rio de Janeiro
Deixe seu comentário para sabermos o que você achou da publicação
Não se esqueça que você pode participar do nosso Discord.
E também nos seguir no Facebook, Twitter, Instagram e na nossa curadorida da Steam.
Publicações em Destaque
#Games, Por VSDias55,
#Games, Por T1cT4c,
#Games, Por BillyButcher,