Criador da franquia God of War afirma que Ragnarok está parecendo mais uma DLC

Criador da franquia God of War afirma que Ragnarok está parecendo mais uma DLC

David Jaffe diz que trailer do jogo não trouxe o mesmo impacto que God of War 2 trouxe em sua época.
#Games Publicado por Vinicius, em

David Jaffe tem soltado diversos comentários infames nas últimas semanas, comentando sobre vários aspectos da indústria de jogos, desde serviços de assinatura até o futuro das empresas. Agora chegou a vez de comentar sobre o próximo grande lançamento da Sony, God of War: Ragnarok.

Tendo sido o criador da franquia God of War, é normal as pessoas estarem interessadas na opinião de Jaffe sobre os mais recentes jogos da série. Após vários questionamentos, o ex-desenvolvedor decidiu dar sua opinião.

Leia Também:

  1. David Jaffe afirma que Microsoft precisará controlar melhor os jogos que seus estúdios aprovam
  2. David Jaffe afirma que serviços de assinatura de jogos nunca chegarão no nível de Netflix e Spotify

Para ele, o trailer apresentado de God of War: Ragnarok não trouxe tantas surpresas quanto o esperado, parecendo mais uma DLC ou expansão do título anterior do que um jogo original.

O jogo parece uma DLC na maior parte. Mas DLC não é uma coisa ruim, God of War de 2018 é um dos meus jogos favoritos daquele ano, é um jogo fenomenal, adorei ele. E se God of War Ragnarok for simplesmente mais disso, talvez um pouco mais avançado, ótimo. Eu vou jogar e gostar.

De acordo com ele, o trailer do jogo não o fez sentir que era algo completamente diferente quando comparado ao seu antecessor. Embora esteja empolgado para jogar, ele afirma que o trailer foi simplesmente "ok".

Não demorou para os jogadores compararem esse novo título com o trabalho de Jaffe em God of War 1 e 2. Um usuário afirmou que poderia "dizer a mesma coisa sobre God of War 2 quando foi mostrado pela primeira vez". No entanto, parece que Jaffe não concorda com a ideia,

Isso não é verdade, não acho que você esteja certo, se você voltar e olhar o trailer de God of War 2. Você ficava com a ideia de que era mais do God of War que você amava? Com certeza. Os agarrões, as correntes, os cenários gigantes, o combate corpo a corpo, estava tudo lá.

Mas o que também tínhamos era cena no céu com o pégasos, o que nunca havia sido feito antes, o qual era o grande momento na época que a equipe trabalhou duro para deixar pronto para a E3. Tínhamos a possibilidade de se balançar com as correntes e incluímos isso nos puzzles. Tínhamos mais provas da existência de momentos épicos ainda maiores, como as cenas do Colossus of Rhodes.

Há coisas que colocamos conscientemente no trailer para causar uma resposta nas pessoas. Duas coisas diferentes. Primeiro: Lembrar o quanto você ama God of War e que ele está de volta. Mas ele também insinuava que no primeiro God of War estávamos apenas começando e que esse irá impressionar você ainda mais.

Para David Jaffe, o foco de uma sequência é sempre trazer mais do que os jogadores gostaram no primeiro jogo, mas continuando a trazer surpresas, para que o jogador tenha a mesma sensação de novidade quando jogou o original.

Esse comentário de Jaffe acabou causando muita polêmica na internet, com diversos nomes conhecidos criticando a postura dele, como jornalistas e desenvolvedores. Alanah Pearce, atual escritora na Santa Monica, foi uma das pessoas a criticar Jaffe.

Muitos de vocês assistem YouTubers que estão *tentando* deixar vocês com raiva. Eles transformam um tweet de que não gostam em um discurso raivoso de 10 minutos, porque deixar você bravo gera muito engajamento e portanto traz dinheiro, mas também é ruim para a sua saúde. Parem com isso.

E você, o que acha da opinião de David Jaffe? Deixe sua opinião nos comentários abaixo.

Fonte: Youtu
Vinicius
Vinicius #VSDias55
Equipe do Site, Florianópolis
Publicações em Destaque