Neil Druckmann defende comportamento de Joel em The Last of Us 2

Neil Druckmann defende comportamento de Joel em The Last of Us 2

Diretor defende cena onde personagem confia em uma estranha.
#Games Publicado por Vinicius, em

Independente se você tenha gostado ou não, todos temos que concordar que The Last of Us 2 foi um jogo extremamente polêmico, dando o que falar tanto entre a mídia quanto os jogadores.

Entre todas as reclamações feitas por alguns jogadores, uma das mais notáveis é uma crítica quanto ao comportamento de Joel no jogo, o qual muitos alegam não ser do feitio do personagem.

Leia Também:

  1. The Last of Us | Série da HBO não irá estrear esse ano
  2. Neil Druckmann, diretor de The Last of Us: Part II, diz que o jogo Sifu é Goty
  3. The Last of Us Part II já conta com 321 prêmios de Melhor Jogo do Ano
SPOILERS DE AMBOS OS THE LAST OF US ABAIXO

A parte em questão é quando Joel e Tommy estão sendo atacados por uma horda de infectados e acabam se encontrando com Abby. Ela então convida ambos para fugirem para uma casa próxima onde amigos dela estão escondidos.

O problema que alguns tiveram com a cena é que Joel foi inocente demais em confiar em uma completa estranha, aceitando até mesmo em ir com ela para uma casa cheia de pessoas desconhecidas.

Muitos até mesmo usam um exemplo do primeiro The Last of Us para provar que Joel não costuma confiar facilmente nas pessoas, citando a cena em que ele encontra um homem pedindo ajuda no caminho, mas decide não parar e até tenta atropelá-lo.

Recentemente um usuário postou a imagem abaixo, comparando o Joel do primeiro e segundo jogo, a qual chegou até à atenção do diretor Neil Druckmann, o qual parece não concordar com as críticas.

IMAGEaHR0cHM6Ly9wYnMudHdpbWcuY29tL21lZGlhL0ZMNUpyRlRXUUFjblpteD9mb3JtYXQ9anBnJm5hbWU9OTAweDkwMA==

  1. Sobrevivente experiente
  2. Nunca confia em estranhos
  3. Sempre toma muito cuidado em qualquer situação
Sim, vamos para aquela cabana cheia de pessoas das quais não sabemos nada a respeito e ser amigáveis

Neil Druckmann explicou sua visão do assunto, citando dois pontos importantes a respeito do assunto que muitos parecem não levar em consideração. Em primeiro lugar, ambos corriam perigo e precisavam achar um local para se proteger. E segundo, algo muito similar aconteceu no primeiro jogo com Henry e seu irmão.

1 - Se Joel não fosse para a cabana, ele e Tommy teriam morrido para a horda.

2 - Sobre a confiança - Lembra daquele estranho no primeiro jogo em que o Joel confiou e até dormiu ao lado dele? Aqui está uma dica: mais tarde ele deixou Joel e Ellie morrerem para proteger seu irmãozinho.

Henry é um personagem no primeiro jogo que está viajando com seu irmão mais novo. Joel e Ellie encontram-se com ele e decidem viajar juntos. No entanto, quando estão sendo perseguidos por soldados, Henry decide deixar Joel e Ellie morrerem para poder salvar seu irmão.

Um usuário até mesmo fez uma imagem comparando ambos os casos, mostrando a enorme similaridade nos dois casos, onde Joel acaba aceitando a ajuda de uma pessoa estranha.

IMAGEaHR0cHM6Ly9wYnMudHdpbWcuY29tL21lZGlhL0ZMNzdTQmlWUUFJVVQ3ST9mb3JtYXQ9anBnJm5hbWU9bGFyZ2U=

TLOU1

  1. Henry: Temos um esconderijo não muito longe daqui.
  2. Joel: Certo, nos leve até lá.

TLOU2

  1. Abby: Meus amigos estão em uma mansão ao norte daqui.
  2. Joel: Isso pode funcionar.

Outro importante que muitos fãs levantaram, é que já se passaram cinco anos desde o primeiro jogo e Joel tem vivido tranquilamente dentro de uma comunidade, o que explicaria ele ficar com a guarda mais baixa perto de outras pessoas.

E você, concorda com a opinião de Neil Druckmann ou ainda acha que o comportamento de Joel não foi condizente? Deixe sua opinião abaixo na seção de comentários.

Fonte: Twitter
Vinicius
Vinicius #VSDias55
Equipe do Site, Florianópolis
Publicações em Destaque
#Games, Por VSDias55,
#Games, Por DreadnaughtBR,
#Games, Por coca,