Os bastidores do desenvolvimento de Cyberpunk 2077

Os bastidores do desenvolvimento de Cyberpunk 2077

Os bastidores do desenvolvimento de Cyberpunk 2077

Emprego de pessoas sem experiência em cargos gerenciais, três narradores, modo TPS e FPS e mais
Publicado por Char, em .

Primeiro tome a postagem abaixo com um grão de sal. Muita das informações sobre o desenvolvimento do jogo não chegaram à mídia que fala inglês, ficando muitos detalhes exclusivamente à mídia polonesa.

Cyberpunk 2077 teria sido um jogo bem diferente lá no seu início de desenvolvimento no ano de 2012. O jogo tinha um detetive ao estilo Geralt com suas deduções. E seria um jogo sombrio, e com opções de visão em primeira e terceira pessoa.

Ademais, o jogo teria três narradores, entre eles Hideo Kojima, Johnny Silverhand e o próprio Jackie do jogo atual (e uma participação de Lady Gaga). Porém, tudo mudou quando Keanu Reeves gostou tanto do script que ele pediu uma participação maior com sua personagem, resultando em muitos detalhes mais ambiciosos sendo deixados de lado.

Deu tanta bagunça nesse tempo entre 2016 até 2020 que todas as versões do jogo estavam bugadas, o jogo foi deletado e reiniciado, o plot ainda tinha inconsistências e mecânicas não funcionavam mesmo no início de 2020. E o mais grave é o emprego de pessoas sem experiência em cargos gerenciais.

Tudo que foi cortado talvez seja colocado como DLC gratuita e o jogo passe por uma redenção assim como aconteceu com No Man's Sky.

Bom, vamos ao post.

Não se preocupe. Há uma boa chance de que essas mecânicas apareçam durante o ano, porque foram criadas, mas foram cortadas antes da estreia do jogo. Após a estreia, muitos fatos e histórias sobre a produção do game começaram a ser revelados. Parece-me que esta informação não chega aos meios de comunicação de língua inglesa, mas há muitas na língua polaca.

Os mais importantes são: O jogo foi desenvolvido desde 2012. Originalmente, o jogo deveria se parecer muito com o Witcher 3 (deveríamos jogar com um detetive conhecido do primeiro trailer, o jogo deveria ter uma visão de pessoa e terceira pessoa, seria sombrio, e o enredo principal deveria falar sobre a conspiração da corporação com o governo ligada à praga da ciberpsicose.

Em 2016, o roteirista foi mudado e, apesar do trabalho avançado no jogo (que deveria ser lançado em 2017, no mais tardar) o jogo inteiro foi excluído e reiniciado. O novo cenário era muito mais complexo e logo descobriu-se que a engine do jogo usada não era capaz de funcionar adequadamente com um jogo tão avançado. Em 2016, todo o jogo foi reescrito para a nova engine.

Em 2018 as sessões de atuação para o jogo já estavam em andamento. O jogo presumiu que o cenário pareceria completamente diferente dependendo da escolha do gênero, da origem do personagem e do resultado da missão com o chip. Era para ser 18 jogos diferentes! Cada cenário tinha suas próprias missões, personagens e locais únicos. Por exemplo, os resultados de uma missão com um chip roubado dependem de Jackie morrer e ser V quem vai implantar o chip, Jackie vai sobreviver e é ele quem vai implantar o chip, ou talvez vamos tentar a corporação e dar o chip de volta e Jackie vai sobreviver, mas será nosso inimigo. Cada um desses três cenários teve seu próprio narrador.

Um deles era Johnny Silverhand. Keanu Reeves gostou tanto do roteiro que pediu um papel maior para seu personagem. Como resultado, toda a história foi reconstruída e os outros dois narradores foram expulsos do jogo. Um deles definitivamente deveria ser Hideo Kojima. O outro provavelmente era Jackie. Também sabemos que em um dos cenários a personagem desempenhou um grande papel de Lady Gaga (é possível que ela fosse a terceira narradora).

Como resultado do trabalho adicional (um fator importante foi o emprego de pessoas sem experiência em cargos gerenciais, que com suas idéias estúpidas sabotaram o trabalho dos programadores), muitas mecânicas de jogo avançadas foram negligenciadas. Em meados de 2019, tornou-se óbvio que o jogo não estaava pronto em 2020. Decidiu-se, portanto, cortar outros elementos do enredo, como: tópicos do enredo independentemente do gênero, um sistema avançado de relações com gangues, personagens sobre corporações, 8 horas do prólogo, que se resumia em um interlúdio cinematográfico e explicava as regras do mundo ao jogador, construía uma torre com personagens e ensinava as mecânicas.

No início de 2020, todas as versões do jogo estavam cheias de bugs, inconsistências de enredo e mecânicas que não estavam funcionando, e o jogo em si não foi otimizado. O adiamento do primeiro lançamento foi apenas para cortar mais missões e mecânicas como: IA avançada de motoristas, adversários e policiais, IA da multidão, modelo avançado de danos ambientais e veículos. Os seguintes foram excluídos do jogo um ano antes: trem, veículos voadores, veículos flutuantes, corrida nas paredes e mecânica de ajuste de veículos nem mesmo foram iniciados.

Agora sabemos que todas as forças foram direcionadas para corrigir os bugs, interrompendo a adição dos dois role-playing. É possível que a CDPR adicione mecânicas removidas e conteúdo de recursos como DLC gratuita. A maioria dessas coisas está parcialmente feita e precisa apenas de um ajuste fino. Seria uma pena jogar fora tanto trabalho, especialmente porque a liberação do conteúdo excluído restauraria a reputação da CDPR entre os jogadores.

Você ainda espera algo da CDPR e Cyberpunk 2077? Deixa sua opinião abaixo.

-Funky-
Char #-Funky-
Moderador do Site, 26 anos, Principality of Zeon
Deixe seu comentário para sabermos o que você achou da publicação
Gosta do site e quer ajudar a o manter online? Apoie-nos!.
Não se esqueça que você pode participar do nosso Discord.
E também nos seguir no Facebook, Twitter, Instagram e na nossa curadorida da Steam.