Review - Cyberpunk 2077

Review - Cyberpunk 2077

Review - Cyberpunk 2077

7.5/10 "Uma mistura de Fallout com Borderlands que não inova, mas trás um mundo belo e história cativante."
Publicado por Pink-, em .

Anunciado em 2012, revelado ao mundo com um teaser trailer espetacular em 2013 e com uma gameplay em 2018, finalmente Cyberpunk 2077 foi lançado. Produzido pela CD Projekt Red, mais conhecida pela franquia The Witcher, Cyberpunk 2077 é um jogo futurista de ação e aventura em mundo aberto com elementos de RPG, e está disponível para PC, PlayStation 4, PlayStation 5, XBOX One, XBOX Series e Stadia.

Clique para ver a imagem em tamanho original
ESSE REVIEW PODE CONTER SPOILERS
AVISADO

Cyberpunk 2077 era até então um dos jogos mais aguardados da história pelos jogadores ao redor do mundo, toda essa hype não veio do nada, tudo isso foi graças ao trabalho incrível que a produtora CD Projekt Red fez com The Witcher 3 e suas DLCs "Blood and Wine" e "Hearts of Stone", The Witcher 3 até então é o jogo mais premiado da história, um jogo enorme, cheio de liberdade e com uma história espetacular, e foi assim que Cyberpunk 2077 chegou nesse nível de hype. Os jogadores tinham confiança na CD Projekt Red, sabiam que ela era capaz de entregar um jogo no mesmo nível ou ainda melhor que The Witcher 3.

Mesmo com toda a hype, batendo recordes, e sendo o maior lançamento de PC de todos os tempos. Infelizmente, Cyberpunk 2077 teve um lançamento desastroso, mesmo após ser adiado várias vezes, não foi o lançamento perfeito que muita gente esperava. Não só por causa dos vários bugs e problemas que estão acontecendo com o jogo até o momento, mas também por causa de várias limitações e até mesmo cortes de conteúdo, sem contar o marketing enganoso que a CD Projekt Red usou para promover a versão de PlayStation 4 e XBOX One do Cyberpunk 2077, e outras coisas. Com isso tudo, é capaz de muitos fãs terem perdido a confiança na CD Projekt Red, isso lembra o caso do Diablo 3 quando foi lançado em 2012, uma pena.

Mas, e se deixar todos esses problemas de lado? Assim, até mesmo Fallout 76, Anthem, e outros jogos ficam bons. Jogos que sofreram bastante por causa de problemas, e perderam nota por isso, comunidades desapontadas, etc. É por isso que não se deve apressar o desenvolvimento de um jogo desse nível, e espero que o lançamento de Cyberpunk 2077 abra os olhos de várias empresas, e que mostre para eles como apressar o desenvolvimento de um jogo pode ser super arriscado, e que não vale a pena.

Hora de fazer uma análise profunda de vários aspectos do jogo, e ver como isso tudo funciona, e se funciona bem ou não.

História e RPG
Clique para ver a imagem em tamanho original

Nada melhor do que começar falando justamente sobre a História e RPG que tanta gente falou sobre, e inclusive a CD Projekt Red prometeu tanto, um RPG com profundidade. A CD Projekt Red prometeu uma história mais profunda que The Witcher 3, então para isso funcionar, seria necessário além de um roteiro extremamente bom, escolhas que realmente fizessem impacto durante e no fim da história. Até ai tudo bem, principalmente porque em Cyberpunk 2077, o jogador tem a opção de selecionar um Life Path, seja ele - Nomad, Street Kid ou Corpo - que basicamente servem como um ponto inicial no jogo, e que é para dar aos jogadores uma liberdade maior de escolhas durante o jogo dependendo do Life Path que eles escolherem, seja afetando a interação com certos NPCs, ou até mesmo finais diferentes, certo?

Vamos ver como isso funciona na prática:

Primeiro, você tem que entender que a única diferença de verdade entre os três Life Paths, é só aonde você começa no jogo, ou seja, a primeira meia-hora de muita gente; depois disso, você basicamente já está na rua, no mesmo lugar que todos os outros Life Paths, essa é única e maior diferença, o resto é completamente irrelevante, por exemplo: Opções de diálogos, roupas iniciais e certos NPCs que o jogador pode conhecer.

Tudo bem, você olha para "Opções de diálogos" e "NPCs que o jogador pode conhecer", e pensa "mas isso faz diferença", não como você imagina. Essas opções de diálogos são basicamente opções de diálogos de raças que encontramos em outros RPGs (Ex: Undead, Elfos e Lizards,etc em Divinity: Original Sin 2), só que em Cyberpunk 2077, essas opções são meio que irrelevantes para a história principal, já que o final sempre vai ser o mesmo. E sobre os NPCs, mesma coisa, você vai ter todo o conteúdo do jogo seja de Nomad, Street Kid ou Corpo, todos os finais vão ser os mesmos, todos os personagens que realmente importam vão estar lá, e isso pode até ser visto de forma positiva ou negativa dependendo do estilo de jogo da pessoa, já que alguns preferem fazer vários saves e outros gostam de ter todo o conteúdo em um único save.

Agora, deixando o Life Path um pouco de lado um pouco, vamos olhar para um certo aspecto do jogo, tipo: "Você pode roubar qualquer coisa sem consequência alguma.", isso é o básico de todo RPG, se você roubar de um NPC, ele vai pedir para você devolver o que você roubou, vai te atacar (com todos os amigos também talvez), ou vai ficar procurando o objeto roubado, isso não existe em Cyberpunk 2077. O único crime que existe no jogo é se você agredir um NPC de alguma maneira, e a polícia do jogo vai simplesmente aparecer nas suas costas não importa aonde você esteja. Isso é apenas um exemplo para mostrar como Cyberpunk 2077 não consegue entregar aspectos simples que existem em outros jogos do mesmo gênero.

Vamos falar sobre a história agora, em Cyberpunk 2077 controlamos "V" um mercenário que podemos customizar de várias formas, e durante o jogo encontramos personagens como Johnny Silverhand (Keanu Reeves), e Lizzy Wizzy (Grimes) que foram atuados por famosos, e vários outros personagens, como Jackie Welles, Viktor Vector, Misty, Judy Alvarez, Panam Palmer, Rogue, Takemura,etc e a lista vai indo. São personagens que vamos conhecendo e se tornando mais próximos com o passar das missões, seja por missões secundárias ou principais, aprendemos mais sobre eles e passamos a entender seus motivos, desejos,etc.

São horas e horas conhecendo cada personagem, trabalhando para eles, ajudando eles e tudo mais. Mas no final das contas, apesar de toda a interação e tudo mais entre os personagens, tudo leva à um único lugar, e esse lugar se chama "Nocturne Op55N1", aonde tudo acaba, e só acaba nesse lugar; e quando acaba, é capaz de nem lembrarmos mais de vários dos personagens que encontramos ou ajudamos durante o jogo até alguns deles reaparecerem nos créditos do jogo, e o pior é como tudo acaba em um lugar só, não tem um final que seja fora dessa missão, infelizmente. CD Projekt Red prometeu que seria possível terminar o jogo sem precisar concluir as missões principais, mas não é o caso na versão final do jogo, "Nocturne Op55N1" é o fim, todos os finais se encontram ali dentro, e grande parte do que você fez antes, sejam escolhas, ajudando personagens, etc simplesmente somem e parte dela só reaparece nos créditos. Você é capaz de desbloquear todos os finais em um save só, e o pior é que os finais não são aquela coisa que podem agradar todo mundo, são finais niilistas, e muita gente pode sentir que ficou faltando algo, ou se perguntando "é só isso?".

Gráficos
Clique para ver a imagem em tamanho original

Cyberpunk 2077 é um jogo bonito, isso não dá para negar. Diferente de The Witcher 3, um jogo que acabou recebendo downgrade em sua versão final, a CD Projekt Red acabou melhorando e muito o visual de Cyberpunk 2077, comparando com a Demo de 2018 e a versão final do jogo, podemos ver como tudo ficou mais bonito; o mundo, detalhes, texturas, sombra, iluminação, ray-tracing, etc. E combinando os gráficos sensacionais do jogo, com o modo foto, é possível tirar várias screenshots impressionantes, a CD Projekt Red acertou em cheio nos gráficos e detalhes do jogo.

Jogabilidade
Clique para ver a imagem em tamanho original

Para os fãs de Borderlands, Cyberpunk 2077 tem uma jogabilidade parecida com a franquia da Gearbox, só que não tão boa quanto Borderlands 3, mas é algo parecido. E quem jogava deslizando em Borderlands 3, vai se dar muito bem por aqui, mesmo com Cyberpunk tendo uma jogabilidade menos fluida e até mais travada dependendo do tipo de arma que o jogador estiver usando.

O problema aqui vai além da jogabilidade em si, existem várias coisas que atrapalham a jogabilidade, mesmo ela já sendo um pouco desajustada, por exemplo: Problemas de animações, certas armas com problemas e até problemas com objetos de cenário que travam e/ou atrapalham o jogador de várias formas que não acontecem em outros jogos, e isso tudo faz a jogabilidade perder bastante do brilho que ela tinha. E todo mundo sabe que coisas que atrapalham ou impedem o jogador de completar uma ação, é algo muito ruim em um jogo, principalmente quando é algo totalmente fora do controle do jogador, e isso acontece com uma certa frequência principalmente quando o jogador está usando uma arma de corpo-a-corpo.

Deixando a jogabilidade travada um pouco de lado, no jogo também é possível usar Stealth e Hacking. Ambos são o que você já deve esperar, Stealth você simplesmente se esconde fora do campo de visão do inimigo e procura uma oportunidade de passar sem ser visto, e o Hacking, é aquele tipo aonde você precisa olhar para algo - seja ele uma câmera, inimigo, ou outros tipos de eletrônicos - e usar uma das opções que você tem disponível no momento, ex: distrair um inimigo, controlar câmeras, revelar e marcas inimigos,etc. São várias as escolhas, e isso é tudo funciona muito bem em conjunto com o Stealth, ou até mesmo se você chegar destruindo tudo graças ao Quickhack.

Não são elementos que sofreram algum tipo de evolução em Cyberpunk 2077, mas não significa que eles sejam ruins também, é algo bem padrão, mas que eu pessoalmente não vejo sentido algum em utilizar eles já que várias das missões não te obrigam a usar mecânicas de hacking parar completar elas; no máximo, é tudo automatizado quando você recebe uma missão para roubar data de um laptop, por exemplo. E também por culpa de como a progressão funciona no jogo, aonde até um certo ponto você vai começar a matar tudo com um hit só, dependendo da buid, então um estilo de jogo mais lento como Stealth e Hacking se tornam ineficientes, já que é possível entrar e completar a missão rapidamente e sem ser visto, por culpa da progressão e da IA ruim.

A dirigibilidade do jogo é algo interessante, eu não vou dizer que é ruim, não depois de ter jogado Grand Theft Auto IV e Need For Speed: Shift em suas épocas. Sim, eu estranhei um pouco nos primeiros minutos de jogo, mas depois de um tempinho, deu para acostumar e me lembrava um jogo de corrida dependendo do carro. E como em jogos de corrida, certos carros são bem ruins de controlar e outros são super de boa, principalmente para fazer curva em alta velocidade. Por exemplo: Comprei um Rayfield Caliburn - que lembra um Bugatti Chiron - ($157.000) pois eu queria um carro mais rápido, que o meu atual Porsche 911, e com o Rayfield Caliburn, ele é um carro com uma aceleração alta e fazer curvas com ele em alta velocidade era meio difícil, já que qualquer erro o carro derrapava na rua, enquanto com o Porsche 911 era possível fazer curvas sem problema algum, ou até mesmo com o Quadra Turbo-R V-Tech (carro do trailer) um carro que tem uma velocidade boa, era possível controlar bem ele em vários tipos de terreno, mas nada se comparava em dirigir o "Beast" no deserto, super eficiente e divertido. Então, até aqui da para perceber como cada carro tem seu próprio tipo de dirigibilidade, o que é um ponto positivo.

Quests e Exploração
Clique para ver a imagem em tamanho original

O jogo com certeza tem bastante missão, não o bastante para o meu estilo de jogo, mas o suficiente para uma pessoa normal levar até mais de 100 horas para completar tudo. Em Cyberpunk 2077, o jogador tem a oportunidade de completar várias missões da forma que o jogador bem entender, seja chutando a porta da frente e chegando com os dois pés na boca do primeiro inimigo que aparecer, ou usando elementos de Stealth ou Hacking, assim completando a missão em total silêncio e sem precisar matar ou nocautear um inimigo.

São várias formas de completar as missões, e isso é algo bom para todos os estilos de jogo que existem por ai, mas não é toda missão que vai te deixar chegar matando todo mundo não, certas missões dão ao jogador um bônus para que ele complete a missão sem ser visto, ou sem acionar o alarme, ou até mesmo sem matar alguém; o que é algo interessante, assim dá a oportunidade para jogadores - que nem eu - para usarem Stealth ou Hacking de vez em quando.

Como eu disse antes, tem bastante missão no jogo, mas nem todas são bem trabalhadas. É aquele típico tipo de missão aonde o jogador entra em algum lugar, pega algum item ou data, e sai do local sem precisar matar ninguém; ou até mesmo missões de resgate, só que aqui você pode simplesmente entrar no local, fazer o NPC te seguir, e sair rapidamente sem precisar proteger o NPC, já que ele vai te seguir normalmente, e assim completando o objetivo em questão de segundos; ou missões aonde você simplesmente chega no local e mata todo mundo e só. Esses tipos de missões, que são bem padrões na industria.

Só que no jogo, existem sim missões que são super bem trabalhadas, como as missões "Dream On", "Nocturne Op55N1" e "A Light That Never Goes Out". Infelizmente são poucas as missões com esse nível de qualidade, e é meio decepcionante como certas quests simplesmente acabam, e você nunca mais sabe sobre aquele personagem novamente até os créditos do jogo. Um exemplo de missão que poderia ter sido infinitamente melhor é a missão "Psycho Killer", aonde o jogador precisa derrotar 17 Cyberpsychos de forma não-letal que estão espalhados pelo mapa, até que é legal ir atrás e desafiar um Cyberpsycho, mas o final dessa missão é simplesmente um horror, você vai atrás 17 Cyberpsychos simplesmente pra nada, nem uma recompensa boa por essa missão que deve ser a mais longa do jogo.

Uma coisa boa desse tanto de quest, é que isso influência bastante na exploração do jogador, até mesmo para quem não é fã de explorar, e só vai atrás de quests para fazer. As quests vão fazer os jogadores explorarem vários cantos ao redor do mapa, e com isso o jogador vai encontrar vários lugares interessantes e bonitos, graças ao mundo bem trabalhado do jogo. Só que como nem tudo é um "The Witcher 3: Wild Hunt - Game of the Year Edition", o mundo não tem 'pontos de interesse' para o jogador ir brincar no mapa, como em "The Witcher 3" aonde o jogador pode jogar Gwent, ou em outros jogos tipo "Red Dead Redemption 2" aonde é possível jogar Poker, Blackjack e até Dominós; em Cyberpunk 2077, não existem mini-games, mesmo sendo um mundo bem trabalhado e com vários locais interessantes, tipo Fliperamas que são impossíveis de ser usados, por exemplo, é super limitado, e não tem nada para fazer além de completar as missões e/ou apreciar a vista, passear pela cidade, ou comprar carros.

Loot, Crafting e Upgrade
Clique para ver a imagem em tamanho original

Para quem é fã de ARPG, ou até mesmo de RPG em geral. Sabe como looting é algo super importante, o jogo pode ter a melhor história, ou jogabilidade, só que com um loot ruim, o jogo perde bastante do brilho (Diablo 3, Wolcen); já que isso pode afetar a jogabilidade de várias formas, e afetar a variedade de builds, principalmente pra quem procura por algo viável ou até mesmo se divertir com algo mais "exótico".

Em Cyberpunk 2077, o looting é algo ruim, mas para isso, precisamos começar a entender como a progressão de items funciona:

Vou usar armas para esse primeiro exemplo: Logo no começo do jogo, você pode pegar uma arma de 50 DPS, até ai tudo bem, e uma hora depois você vai pegar algo de 300 DPS. Então, se você achar uma arma que você goste, você já vai ter certeza que vai trocar ela em pouco tempo (Vou falar sobre o Crafting/Upgrade depois), já que a itemização tem um alcance muito grande de dano, mesmo em inimigos de níveis mais baixos. Diferente de outros jogos, aonde a progressão de items é mais natural, e não força o jogador a ficar trocando de items com tanta frequência só por causa do número que fica 'verde'.

Outro exemplo: Joguei de Melee quase o jogo todo, e várias das armas (Katana, Machetes, Tacos, etc) tem um alcance muito grande de dano. Uma hora eu tava com uma Katana de 300 DPS logo no começo do jogo, depois já tava com outra de 500, 700, 1000, até a minha atual de 1770 DPS. E tenho uma Machete de 2,040.7 DPS, que não uso por causa dos Status, já que minha build é de Critico e minha Katana tem 50% de Chance de Critico. Então assim, eu não vi sentido algum em usar um Rifle, ou outra arma além de Snipers e Shotguns como secundárias, isso tudo é culpa da diferença de dano entre elas, basicamente forçou a minha build ao redor de Melee.

Agora sobre as armaduras, é quase a mesma coisa das armas, só que o problema aqui é que vários inimigos dropam items que eles não deveriam ter. Certos inimigos dropam armaduras certas, mas a grande maioria parece dropar tudo o que tem em uma 'loot pool' universal. E outra coisa, em vários RPGs, armaduras mais "exóticas" ou de grade 'militar', por exemplo, normalmente são armaduras com bastante Defesa ou com algum tipo de status especial, que pode até mesmo ser usado durante o jogo inteiro, independente do nível dele. E esse não é o caso em Cyberpunk 2077, já que uma simples camisa consegue ser melhor que itens de grade militar, etc; e na maioria das vezes um número verde é melhor que um número vermelho independente do status que o item tiver, ou seja, o jogo falha totalmente em entregar um loot que tenha profundidade ao jogador, e em vez disso, ele entrega algo que parece ter sido feito as pressas, ou por desenvolvedores que não tem experiência com loot.

Slide https://static.gamevicio.com/imagens_up/big/30/029124.jpg;;;https://static.gamevicio.com/imagens_up/big/30/029130.jpgAgora, sobre o Crafting e sistema de Upgrade de Items. Se você entendeu como a progressão de items é quebrada, então você deve se perguntar "Qual a utilidade de criar um item, ou de dar upgrade em um item antigo?", e a resposta é só uma: Nenhuma.

Não tem sentido algum em usar o sistema de crafting e de upgrade nesse jogo. Primeiramente, porque os materiais necessários para criar ou melhorar um item (dependendo da qualidade) são raros, não é toda hora que você vai conseguir certos materiais para items lendários, e vale a pena lembrar de como a progressão de items é quebrada, então mesmo se você criar um item que é possivelmente 'melhor' que o seu atual, ou melhorar um item antigo e ganhando uns 50 DPS a mais, por exemplo, em pouco tempo de gameplay você vai conseguir um item que tem 200 DPS a mais, e no final das contas, você gastou materiais raros por nada.

O sistema de loot, crafting e upgrade de Cyberpunk 2077 teria que ser totalmente refeito, já que ele falha de todas as formas em entregar algo com profundidade, e até mesmo algo simples, que seria uma progressão natural que não força o jogador a trocar de item só porque o valor do item novo está verde.

Atributos, Perks, e Cyberware

Slide https://static.gamevicio.com/imagens_up/big/30/029128.jpg;;;https://static.gamevicio.com/imagens_up/big/30/029129.jpg;;;https://static.gamevicio.com/imagens_up/big/30/029125.jpgO sistema de Atributos, Perks e Cyberware são basicamente passivas que você encontra em outros jogos. Os Atributos são "Corpo", "Inteligência", "Reflexos",etc e cada um desses Atributos te dão algum status por 1 ponto que você coloca nele, ex: "5 de HP", "5 de Stamina", "1% de Chance de Critico", "5% de Armadura", "Resistência",etc - E cada Atributo tem suas próprias Perks (árvores de talentos), com suas próprias passivas, e quanto maior for o nível do Atributo, mais passivas você pode desbloquear, cada Atributo tem um total de 20 níveis, totalizando 100 níveis. E cada árvore de talento, possui passivas que se encaixam em vários estilos, ex: Se você gosta de jogar mais de Katanas, Facas,etc você pode focar nas passivas que dão mais dano, aumentam a velocidade de ataque de lâminas, etc. Outra coisa, certos diálogos e opções durante o jogo precisam de um certo nível em um dos atributos, ex: "Para abrir alguma porta talvez você precisa de 10 em Corpo, ou 10 em Habilidade Técnica." - É aquela coisa padrãozinho, e o jogo não te dá a opção de reverter ou realocar os status, então pense bem antes de selecionar alguma passiva, se não você vai ficar preso com ela pro resto do jogo.

E o Cyberware, são basicamente "gemas" que você encontra em outros jogos. Você pode colocar e remover sempre que quiser, e eles te dão algum status, ex: "Chance de Critico", "Dano Critico", "Aumentar o HP em X%", "Pulo Duplo", "Imunidade a algum elemento", "Aumentar o quanto você pode carregar",etc. Algumas delas são bem úteis no começo do jogo, tipo o Pulo Duplo, que é perfeito para quem quer passar rapidamente por várias missões, já que é possível pular bastante coisa do jogo, e câmera lenta quando algum inimigo te detectar ou quando seu HP ficar abaixo de 25%,, e principalmente o de aumentar o peso máximo do personagem, já que isso te ajuda a não ter que ficar vendendo ou desmontando item toda hora para limpar o inventário. E certas Cyberware também tem um Slot (encaixe), você pode colocar um Mod neles para melhorar ainda mais, ex: "Transforma todas as arma em não-letais", "Automaticamente destaca inimigos que te detectaram", "Faz o alvo sair do estado de combate.",etc.

Customização
Clique para ver a imagem em tamanho original

Infelizmente, a customização de personagem é super limitada. Talvez por puro design, já que o jogo é em primeira pessoa e raramente temos oportunidades de ver o nosso personagem durante o jogo, ou por algum outro motivo, a customização é muito limitada, na tela de criação de personagem, o jogo te dá sim várias opções para customizar o seu personagem, só que infelizmente você só tem a opção de selecionar entre uma das variações que o jogo te dá, não tem slider ou opção de esculpir do jeito que você quiser o seu personagem, assim como em Fallout 4, por exemplo. E além disso, essa é a única parte do jogo aonde você vai poder customizar a aparência do seu personagem, já que não existe nenhuma outra maneira de trocar a aparência durante o jogo, e infelizmente isso é muito ruim para um jogo que diz te dar liberdade para fazer várias coisas, e que futuramente terá Multiplayer.

Trilha Sonora e Áudio

Vídeo do YoutubeUDRiS1pUX0VnNEE=

A equipe de áudio acertou em cheio, trazendo uma variedade incrível de músicas de vários gêneros, desde Pop até Death Metal, Cyberpunk 2077 tem uma trilha sonora fantástica que combina perfeitamente com o mundo do jogo. E não só a trilha sonora é boa, mas também o áudio - ambiente, barulhos, armas disparando, explosões, etc - e atuação de voz, dá pra sentir a fidelidade do áudio, da voz dos personagens, a emoção deles e tudo mais. O jogo também possui uma tecnologia de lipsync (sincronia labial) chamada "JALI' que é muito boa, e que funciona em todos os personagens do jogo e em todos os idiomas disponíveis no jogo. Isso tudo deixa Cyberpunk 2077 ainda mais agradável de se jogar, e mais realista também, essa é uma das melhores partes do jogo.

IA

Eu tive que criar uma área só para falar sobre a IA de Cyberpunk 2077, é um caso muito triste. Não é aquele tipo de Inteligência Artificial, que você olha e pensa "Ah, ela é normal." ou "Inteligente.", ou até mesmo "Meio ruinzinha", não. É aquele tipo de IA, que você olha e fala "Que negócio horrível.", é algo inexplicável, mesmo jogando no Very Hard, é um caso curioso como a CD Projekt Red conseguiu essa proeza.

Pra inicio de conversa, os NPCs dão spawn e despawn fora do campo de visão do jogador, já começa por ai, ou seja, não tem rotina, já que eles vão sumir assim que você virar ou se afastar um pouco da área. Se o jogador atacar um NPC, todos os NPCs dessa área, próximo ao jogador, irão se agachar e usando a mesma animação, mesmo se o NPC não ver o jogador cometendo o crime, ou seja, você pode bater um NPC em um local fechado, e um NPC inocente que está atrás da parede vai se assustar e usar a animação. NPCs dirigindo são os piores, ele literalmente passam por cima de tudo e todos, eles só seguem a rota e pronto, mesmo se você tenta assaltar um NPC que está dirigindo, ele não vai parar e se ele atropelar o jogador, ele não vai parar também, ou seja, andar no meio da rua é literalmente um perigo nesse jogo. Mesmo se você atacar um NPC, ele não vai te agredir de volta, não importa o que você faça, ou até mesmo tentar roubar de volta o veículo que você roubou deles. A polícia do jogo vai dar spawn no campo de visão do jogador, e só vai parar quando o jogador conseguir se esconder. Outra coisa, a polícia não persegue o jogador com carros se ele sair daquela área, e a polícia também não ataca outras gangues, por exemplo, fora de uma missão ou atividade. Mesmo se você matar um NPC em um local totalmente vazio, e usando Stealth, a polícia vai aparecer do seu lado.

Inimigos não sabem decidir o que eles querem fazer, ex: Usar cover, para aonde andar/correr, como atacar, etc. Tem vezes que eles só ficam parados, esperando pra morrer. Inimigos tem reação lenta, ou várias vezes eles ficam procurando o jogador com animações quebradas. Em lutas, o Inimigo tem animações quebrada quando ele tenta desviar dos seus socos, isso fica muito feio na ultima luta que é no ringue, que foi uma das piores coisas que eu já presenciei em um video-game. Inimigos procurando local para cover, tem vezes que eles tentam correr em direção ao jogador parar procurar um lugar para se esconder, etc.

A lista é gigante, eu posso continuar dando vários exemplos de como a "Inteligência" Artificial de Cyberpunk 2077 é de longe a pior da industria AAA.

Conclusão

E para concluirmos, Cyberpunk 2077 é sim um jogo bom, mesmo não se comparando aos outros RPGs que existem no mercado, ele continua sendo um bom jogo, mas que precisa urgentemente de atualizações, sistemas precisam ser ajustados/refeitos e de conteúdo para manter os jogadores com algo para fazer após completar as missões, um New Game Plus já ajudaria bastante. O intuito dessa review é mais mostrar uma análise com profundidade, então você não deve se preocupar muito se deve ou não comprar o jogo no final das contas, já que se você for um jogador mais casual, com certeza não vai se importar com vários dos pontos mostrados aqui, então com certeza você vai ter um tempo bom com o jogo e vai se divertir do começo ao fim, mas vale lembrar que o jogo atualmente está bem quebrado, então eu pessoalmente recomendo esperar até a CD Projek Red lançar várias atualizações para o jogo, o que talvez não deve demorar muito, chuto uns 2 meses para arrumarem a maioria dos bugs mais graves que impedem o jogador de completar missões, ou que atrapalham bastante a experiência.

Vale lembrar também que, a CD Projekt Red fez varias promessas que não cumpriu em relação ao jogo, e guardou a verdade de seus jogadores até o final. O jogo veio com vários cortes de conteúdo e problemas, principalmente na parte de RPG e IA, que são um dos pontos mais fracos do jogo. Agora sobre o loot e crafting, eu realmente não culpo a CD Projekt Red por trazer algo quebrado assim, pois em vários outros ARPGs, o loot é quebrado também, então não é todo mundo que consegue trazer algo do nível de Diablo 2 ou Path of Exile logo de cara, mas talvez em atualizações futuras ou até mesmo em DLCs isso melhore, mas como eu disse antes, nada do que foi dito aqui vai afetar o jogador mais casual que adora explorar e acompanhar a história e os personagens, em vez de ficar jogando como se fosse um jogo competitivo como eu faço.

E eu queria agradecer aos meus amores el_asesino, Alucard, Regin e Char, pela a ajuda com a review.

7.5
thumb_up
Nota
Uma mistura de Fallout com Borderlands que não inova, mas trás um mundo belo e história cativante.
Prós
  1. História
  2. Gráficos
  3. Night City
  4. Áudio e Trilha Sonora
  5. Atuação
  6. Personagens
  7. Quests
  8. Dirigibilidade
Contras
  1. IA
  2. RPG
  3. Sem Mini-games e outras coisas para fazer além de missões.
  4. Customização
  5. Loot
  6. Crafting
  7. Life Path (limitado após prólogo)
  8. Fator Replay (Sem NG+, incentivos)
  9. Física
  10. Bugs
Pink-
Pink-

Eu conheci uma menina diferente

Me apaixonei e foi assim tão de repente

Nunca pensei que pudesse gostar

De uma garota que só sabe me esnobar

- Pe Lanza, 2011.

Moderador do Site, 24 anos
Deixe seu comentário para sabermos o que você achou da publicação
Gosta do site e quer ajudar a o manter online? Apoie-nos!.
Não se esqueça que você pode participar do nosso Discord.
E também nos seguir no Facebook, Twitter, Instagram e na nossa curadorida da Steam.