.

Prestadores de serviço da Microsoft ouviram áudios de usuários de Xbox, diz site

Enviado por Catos, , 0 comentários
Clique para ver a imagem em tamanho original


O site Motherboard, da Vice, reporta que prestadores de serviço da Microsoft tiveram acesso a gravações de áudio de usuários de Xbox, com intuito de melhorar o sistema de comando de voz.

O áudio só deveria ser captado após o comando de voz "Xbox" ou "Hey Cortana", mas fontes da reportagem indicam que muitos casos foram ativados e gravados por acidente.


"Comandos de Xbox começaram primeiro como uma certa exceção, e aí viraram metade do que fazíamos até virar a maior parte do que fazíamos", um antigo prestador em condição de anonimato contou ao site.


A fonte indica que conteúdos gravados de Xbox começaram por meio do Kinect, entre 2014 e 2015, antes de mudar para Cortana em 2016.

De acordo com os prestadores entrevistados, os áudios gravados não tinham um teor tão grave quanto outras gravações, como de partes de ligações do Skype, mas em geral vinham de crianças.


"As coisas de Xbox eram uma forma de alívio, honestamente. Eram frequentemente os mesmos jogos. Os mesmos DLCs. Os mesmos tipos de comandos", explicou. "'Xbox me dê todos os jogos de graça' ou 'Xbox baixe [novo pacote de skin de Minecraft]' ou o que seja."



"Com o passar do tempo, começamos a receber menos coisas aparentemente acidentais com a melhoria do sistema", disse.


Um documento enviado ao site por um atual prestador de serviços indica como lidar com os diferentes comandos via Cortana, incluindo Xbox.


"Um domínio para controlar funções de jogo, como encontrar listas de amigos, criar uma 'party', convidar jogadores para uma party. A maior parte dos controles de Xbox pertence a este domínio", explica o documento. "Domínio", neste caso, refere-se a um tópico que o áudio deve ser incluído para melhorar o sistema."


Este é apenas mais uma de diversas histórias envolvendo gravações de áudio feitas por grandes corporações de tecnologia para melhorar seus serviços de assistentes digitais, com a Amazon com a Alexa, e a Apple com a Siri, cujo programa chegou a ser suspenso temporariamente após uma reportagem do jornal The Guardian.
Catos
Enviado por Catos
Membro desde
28 anos, Goiânia
label