.

Review 3/10 da IGN de God Hand pode ter arruinado a carreira de Shinji Mikami

Enviado por Alucard_hel, , 0 comentários
Clique para ver a imagem em tamanho original

Eis um fato curioso, o novo vídeo do Tim Rogers da Kotaku chamado "Devil May Cry 5 is the Holy Grail of Trash" revela detalhes interessantes sobre o desenvolvimento de God Hand, último jogo da Clover Studios antes do estúdio ser fechado e dirigido pelo Shinji Mikami, o criador da série Resident Evil.

Primeiro de tudo, Tim trabalhou na Grasshopper Manufacture (estúdio de Suda51) por vários anos como designer de jogos. Segundo, ele jogou God Hand com Shinji Mikami em sua mesa, o que é interessante porque Grasshopper era o time de som de God Hand.

Terceiro, e mais importante, é que Shinji Mikami aparentemente ficou chateado com o review 3/10 da IGN na época do lançamento do jogo, que é provavelmente uma das mais infames críticas de todos os tempos. Você pode conferir o relato dele aos 3:38 min. no vídeo abaixo:






Várias e várias vezes ele lamentou que eles poderiam ter arruinado sua carreira, 3.0 ele dizia. Olha para esse tipo de ação! Em que planeta isso é um 3.0?


O 3/10 da IGN foi a nota mais baixa do jogo classificada no Metacritics, tanto que virou motivo de piada dos fãs na internet:

Clique para ver a imagem em tamanho original


Ironicamente, o jogo acabou entrando na lista da IGN "Top 100 melhores games do PS2". Embora os vídeos do Tim Rogers sempre parece que está falando em tom irônico e dificil não imaginar que quando uma obra de um artista não é muito bem aceita pela crítica o criador pode acabar entrando num estado de depressão. Shinji Mikaki voltou a dirigir apenas dois jogos deste então: Vanquish e The Evil Within. Sendo que o último jogo foi lançado há mais de 4 anos, atualmente Mikami é presidente do estúdio Tango Gameworks.

Embora God Hand tenha recebido uma aceitação morna pela crítica o jogo se tornou uma obra cultuada pelos fãs.
Alucard_hel
Enviado por Alucard_hel
Membro desde
label