.

Esta terça-feira o dia tem mais um segundo. Tecnológicas preparam-se para o "impacto"

Enviado por Frocharocha, , 2319 visualizações, 0 comentários
[img]hide:aHR0cDovL3d3dy5ub3RpY2lhaW50ZXJhdGl2YXZpcnR1YWwuY29tLmJyL25vdGljaWEvbml2L2ltYWdlcy9hYWFSRUxPR0lPLmpwZw==[/img]
As empresas de tecnologia já estão a preparar-se para o segundo extra que vai ser acrescentado ao relógio esta terça-feira. O "extra" serve para ajustar a hora atómica à hora solar do planeta cuja velocidade abranda a um ritmo irregular.

Amanhã quando acordar vai ter dormido um pouco mais e nem vai notar. Porquê? Esta terça-feira, 30 de junho, vai ter mais um segundo - em alguns países será apenas no dia 1 de julho, mas será ao mesmo tempo para todo o planeta.

No entanto o segundo "extra" pode afetar algumas tecnologias. Se os sistemas operativos e servidores não estiverem devidamente atualizados, e não reconhecerem o "segundo intercalar", podem surgir alguns bugs. A última vez que um segundo extra foi adicionado, em 2012, o Firefox, o Reddit e o LinkedIn ficaram offline.

Apesar disso, a Google acredita ter encontrado a solução para evitar as falhas informáticas. "Em vez de repetir um segundo, nós 'espalhámos' o segundo extra", afirmou a tecnológica numa publicação no seu blogue. "Nós retardámos todos os relógios do sistema dos nossos servidores", explicava.

A gigante continuou a expor que assim que esse processo termine "o segundo extra foi adicionado e estamos de volta à hora civil".

A que horas vai acontecer?

Em Portugal, o segundo a mais, chega aos Açores na terça-feira, passando a sequência horária a ser 23:59:59, 23:59:60 e 00:00:00, em vez da tradicional sequência 23:59:59 e 00:00:00. No continente e na Madeira, o "salto" dá-se na quarta-feira, com a sequência horária a marcar 00:59:59, 00:59:60 e 01:00:00, em vez de 00:59:59 e 01:00:00.

Esta correção, a 26.ª desde 1972, serve para ajustar a hora atómica, dada com precisão por uma rede mundial de relógios atómicos (de átomos de césio e rubídio), à hora solar do planeta, dada pela rotação da Terra, cuja velocidade abranda a um ritmo irregular, por influência da força gravítica da Lua e do Sol. É a rotação da Terra que define a duração dos dias e das noites.

Sem a correção, daqui a cerca de 800 anos quando fosse uma da tarde, o sol estaria no seu ponto mais alto, em vez de ser ao meio dia como é habitual.

Para quem não quiser correr riscos, o Observatório Astronómico de Lisboa ensina como introduzir o segundo a mais no relógio do computador, bastando seguir as instruções dadas na sua página.
Frocharocha
Enviado por Frocharocha
Membro desde
38 anos, São Paulo
label