.

Os Mascotes Esquecidos

Enviado por luisinho42, , 6649 visualizações, 0 comentários
Se você quiser traçar uma evolução dos jogos e como eles são diviulgados, você não precisará porcurar por nada mais além do que o conceito dos mascotes - personagens que servem como embaixadores quase oficiais para uma companhia de video game. Em um tempo relativamente curto, companhias procuravam empurrar animais antropromorfizados. Ã claro, que como esses personagens conseguiram conquistar grandes status é muito diferenciado de uma para o outro. Para alguns, foi por causa de uma ótima qualidade e popularidade dos jogos em que apareceram. Para outros, foi uma grande quantidade de marketing por parte da publicadora que garantiu a nós que seria legal gostar de um mascote em especial. Sem levar em consideração que existiram alguns grandes e alguns não tão grandes mascotes atráves dos anos. Esse será o nosso tributo para todos aqueles que foram - algumas vezes felizmente - esquecidos. Matéria traduzida e adaptada por luisinho42 exclusivo para a GameVício.

Bubsy


[img]hide:aHR0cDovL2ltZzEwLmltYWdlc2hhY2sudXMvaW1nMTAvNTQ0Mi9idWJzeWguanBn[/img]
Para muitos, Bubsy representou o último mascote da década de '90 - e nós acreditamos que ele era legal porque o departamento de marketing da Accolade disse. Afinal, ele era uma lince, e ele era legal e irreverente, e se um certo ouriço azul nos ensinou uma coisa, essa coisa é que todo animal legal com um grande marketing era uma receita para um sucesso massivo. O Bubsy havia atingido níveis exagerados, tanto que alguns o chamaram de o novo Sonic, mas então o jogo Bubsy in: Claws Encounters of the Furred Kind veio à tona, e Bubsy viu um "ótimo" coletivo do público. Ainda assim, a sua primeira aparição gerou tanto entusiasmo até para justificar uma eventual sequela 3D e horrenda o bastante para enterrar Busby nas nossas mentes. Nós realmente queremos que ele volte? Provavelmente não.

Alex Kidd


[img]hide:aHR0cDovL2ltZzE5MC5pbWFnZXNoYWNrLnVzL2ltZzE5MC84NzUvYWxleGtpZGRyLmpwZw==[/img]
Com todos os respeitos, Alex Kidd foi o primeiro mascote da Sega, mas ele nunca conseguiu atingir o status máximo por não ter sido um representante oficial na América do Norte. Ã claro que, o motivo principal disso tudo foi que ele apareceu para o Master System da Sega, que simplemente tentava competir com o Nintendo Entertainment System. Apesar disso, muitos gamers provavelmente passaram a conhecer o Alex Kidd mais por causa de seu jogo para Mega Drive, Alex Kidd in the Enchanted Castle. Apesar de tudo, Alex Kidd nos mostrou como um mascote poderia ser dinâmico.

Vectorman


[img]hide:aHR0cDovL2ltZzIxNC5pbWFnZXNoYWNrLnVzL2ltZzIxNC8zNjYxL3ZlY3Rvcm1hbi5qcGc=[/img]
Nenhum personagem serviu melhor como mascote ao Mega Drive em seus anos de escuridão que o Vectorman - um robô (ou mais especificamente, um orbot) com o peso de salvar a Terra. O apelo inicial do jogo Vectorman era os gráficos 3d pré-renderizados, uma técnica usada pela Rare em Donkey Kong Country, Vectorman mostrou que o Mega Drive ficou com um pouquinho dele para si, no mínimo o seu nível técnico. Mas o que realmente fez de Vectorman um grande jogo foi o seu próprio personagem de nome homônimo - ele podia se transformar em diferentes objetos (um dos favoritos era a forma de bomba) e levava diferentes formas através de todo o jogo. Vectorman também teve uma sequela, e foi condenado a voltar em um jogo para PlayStation 2, que não se sabe porque foi cancelado pela Sega. Este é um mascote que nossas mentes não verão mais.

PaRappa


[img]hide:aHR0cDovL2ltZzIwMi5pbWFnZXNoYWNrLnVzL2ltZzIwMi82Mzg0L3BhcmFwcGEuanBn[/img]
"Chute! Soque! Está tudo na mene." Com estas palavras, um cão rapper com um gorro conquistou uma enorme público de possuidores de PlayStation. Mas através de um desenho de um cão fazendo rap sobre as ciladas e relacionamentos da vida, PaRappa e seu colorido grupo de personagens fizeram um jogo - e em muitas maneiras, o gênero rítmico - acessível a um novo público. PaRappa virou um tanto quanto popular ao redor do mundo e começou a ser associado como um personagem não oficial do PlayStation. Em nenhum lugar o jogo era mais popular que no Japão, onde o McDonald's ofereceu um prato especial que dava de presente um demo de PaRappa the Rapper 2. Uma versão de PSP do PaRappa the Rapper apareceu há alguns anos atrás, mas não podemos dizer se está na hora dele voltar.

Joe Mushashi


[img]hide:aHR0cDovL2ltZzI5NC5pbWFnZXNoYWNrLnVzL2ltZzI5NC85Mzk0L2pvZW11c2hhc2hpLmpwZw==[/img]
Quem lutou contra o Godzilla, Batman, Homem-aranha, e até mesmo o Exterminador do Futuro e ganhou? Joe Mushashi. Este automaticamente fez-se uma estrela dos da antiga franquia Shinobi da Sega, um dos maiores jogos de ninjas de todos os tempos. As controversas lutas contra o chefe acima no jogo Revenge of Shinobi, Joe Mushashi e Ryu Hayabusa (do famoso Ninja Gaiden) foi o primeiro jogo de ninjas a alcançar um grande patamar, gerando numerosos jogos para diversas plataformas. Mas então Ryu encontrou a luz da fama nos jogos Ninja Gaiden, Joe foi forçado a cair na escuridão, sendo precedido por novos ninjas, que nunca chegaram nem perto de seu predecessor. A única conclusão que podemos tirar disso tudo é que se lançarem um jogo com Joe Mushashi será sucesso instantâneo.

Boogerman


[img]hide:aHR0cDovL2ltZzcwNC5pbWFnZXNoYWNrLnVzL2ltZzcwNC84MzIzL2Jvb2dlcm1hbi5qcGc=[/img]
Como todos puderam esquecer um personagem que parecia tão pervertido quando seu tio (você deve ter um) que usava caca de nariz assim como arrtos e puns como armas? Sim, nós não sabemos como. Apesar da cru natureza deste personagem, o jogo Boogerman: A Pick and Flick Adventure não foi tão ruim, e de fato, seus gráficos eram um tanto bons para a época. Mas realmente, duvido que veremos ele em um game novamente, exceto por uma aparência em um novo jogo da série Clayfighter.

Gex


[img]hide:aHR0cDovL2ltZzM0MC5pbWFnZXNoYWNrLnVzL2ltZzM0MC80MDQwL2dleHMuanBn[/img]
Muito mais que Bubsy, Gex caiu honestamente na categoria "grande marketing" e por isso temos tanto raiva disso hoje. O Gex também teve (possivelmente o infeliz) prazer de servir com mascote não oficial do sem sorte console 3DO. Apesar de sua horrível apresentação, Gex achou um público receptivo nas outras plataformas de 32-bits, onde fãs gostaram do humor e da sólida mecânica baseada nas habilidades da lagartixa. Ele iria aparecer em mais dois jogos, em que apareceriam várias paródias de coisas pops.

Bonk


[img]hide:aHR0cDovL2ltZzIwNC5pbWFnZXNoYWNrLnVzL2ltZzIwNC85NDkvYm9uay5qcGc=[/img]
Olhe pra ele! Ele é um pequeno homem das cavernas com uma enorme cabeça! Sem nenhuma pergunta, Bonk era um personagem bandeira do sistema NEC's TurboGrafx-16, e de outras plataformas em que ele apareceu sendo citado como o melhor jogo do sistema, espcecialmente pelo seu jeito de visualização. Ã claro, que as baixas vendas do TG-16 significou que poucas pessoas tiveram a experiência de testar o jogo do Bonk, mas a série Bonk teve uma boa popularidade no Japão, onde ele foi precedido por uma outra versão futurística conhecido como Zonk.

Commander Keen


[img]hide:aHR0cDovL2ltZzMzOC5pbWFnZXNoYWNrLnVzL2ltZzMzOC83Mzg3L2NvbW1hbmRlcmtlbi5qcGc=[/img]
Em um ponto ou outro, toda criança teve a experiência de construir uma nave espacial em seu quarto ou sua sala de estar ou ainda em seu quintal e sonhou que estava indo mesmo ao espaço. Billy Blaze apenas fez isto, com seu capacete e sua camisa rosa choque, ele se transformou no Commander Keen, o Defensor da Terra. Commander Keen não atingiu os mesmos ranks de Mario, mas foi um sucesso shareware baixável para DOS na década de '90. A Id Software fez Doom e Quake, mas esse jogo aqui não deixou-se escapar pelos fãs. A maioria dos não-jogadores de PC provavelmente não tiveram a experiência de conhecer quem era o Commander Keen, ele sempre terá um espacinho especial em nossos corações para esse genioso menino com grandes sonhos que lutou contra os perigos da galáxia.

Cool Spot


[img]hide:aHR0cDovL2ltZzM2LmltYWdlc2hhY2sudXMvaW1nMzYvNzk5MC9jb29sc3BvdC5qcGc=[/img]
No papel, tudo sobre este mascote deveria fazer-nos odiá-lo. Ele não era "legal"(cool) no sentido americano de ser, ele também era o mascote da 7 UP - sim, a 7 UP. Mas felizmente para nós, o Cool Spot foi posto nas mãos do time de desenvolvimento da Virgin Iteractive (incluindo o incrível e famoso game designer David Perry), que tornou o pequeno ponto vermelho em um excelente personagem, em um excelente jogo. Os mundos foram criativos, a jogabilidade era excelente, e os gráficos gerais era incríveis. Cool Spot mostrou-nos que um mascote comum poderia trabalhar tão bem quanto qualquer outro mascote do jogo, é só ter as pessoas certas por trás dos panos.

Traduzido e adaptador por:

luisinho42
luisinho42
Enviado por luisinho42
Membro desde
22 anos, Rs
label