Sony une-se ao FTC em nova batalha contra Microsoft

Sony une-se ao FTC em nova batalha contra Microsoft

Microsoft acusou Sony de escolher a dedo os documentos que apresentou para a batalha contra a FTC.
#Games Publicado por Billy Butcher, em

Apesar da aquisição de US$ 68,7 bilhões da Activision Blizzard pelo Microsoft Gaming, divisão controladora do Xbox na Microsoft, ter sido concluída em Outubro deste ano, o FTC continua na resistência se opondo ao caso.

Mais recentemente, o FTC acusou a Microsoft de quê futuros jogos da Activision Blizzard serão exclusivos de suas plataformas e serviços, exigindo documentos e provas para provar seu ponto. No entanto, o caso ganhou maior notoriedade no último sábado, (23) de dezembro, quando fomos noticiados de que outras partes estão agora envolvidas e, entre elas, está a Sony Interactive Entertainment (SIE).

Recentemente, a FTC solicitou uma investigação dos acordos entre Sony-Ubisoft, e o juiz de direito administrativo concedeu a moção com uma série de ressalvas. Agora, o advogado da Microsoft quer obter mais detalhes internos da Sony para ajudar no seu caso.

De acordo com um novo documento publicado pela FTC, a Sony forneceu à dedo um “documento 52”, dos quais menos da metade se refere ao acordo entre a dona do PlayStation com a Microsoft.

IMAGEaHR0cHM6Ly9wYnMudHdpbWcuY29tL21lZGlhL0dDRTViN25Xb0FBT0pjRj9mb3JtYXQ9anBnJm5hbWU9bGFyZ2U=

Depois de ver esses documentos e algo mais que infelizmente foi editado, a Microsoft intimou a SIE de estar alienando o caso legal, sendo à favor do FTC, e exigindo mais documentos relacionados do acordo Microsoft-Sony e do acordo Microsoft-Ubisoft que não foram divulgados pela Sony.

O objetivo da intimação era reunir um “conjunto de materiais mais equilibrado e completo”, já que a Microsoft argumenta que a Sony escolheu á dedo os documentos que apresentou para apoiar o caso da FTC.

A Microsoft quer que uma busca seja realizada na correspondência de 6 pessoas da Sony, usando quatro strings de busca específicas (que não foram divulgadas) dentro de um determinado período de tempo.

Os seis indivíduos afetados seriam Jim Ryan, presidente e CEO, Stephanie Burns, Vice-Presidente e consultor jurídico geral, Roxana Niktab, diretora sênior de jurídico, Greg Mccurdy, diretor sênior de assuntos regulatórios e de concorrência, Phil Rosenberg, vice-presidente sênior, chefe de Desenvolvimento e Relações com Parceiros Globais, e Christian Svensson, Gerente Sênior de Contas Globais.

Até agora, a Sony opôs-se a esta proposta da Microsoft, se negando a ajudar a empresa americana, razão pela qual a Microsoft está a solicitar a sua aplicação. Aliás, as testemunhas corporativas da Sony terão o seu depoimento neste caso no dia (17) de janeiro de 2024.

Parece que os acordos com a Ubisoft e a Sony estão se tornando o foco central desta questão. Ainda ontem, soubemos que a Microsoft e a FTC estão discutindo sobre a extensão dos documentos e testemunhos que a dona do Xbox tem a fornecer sobre o acordo com a Ubisoft.

Hoje, o juiz concordou em prorrogar o prazo para a Microsoft responder às exigências da FTC até (2) de janeiro. Embora a aquisição tenha sido fechada e a Microsoft já esteja trabalhando para integrar ainda mais a Activision, a Blizzard e a King no grupo Microsoft Gaming, a FTC não desistiu da luta.

Se o regulador prevalecesse no seu tribunal de direito administrativo, poderia procurar um desinvestimento, embora os padrões legais para o conseguir fossem muito elevados. Teremos que continuar esperando e ver o que acontece nos próximos meses.

Fonte 1: Tech Raptor
Fonte 2: Twitter
Billy Butcher
Billy Butcher #BillyButcher

Um grande fã de jogos e filmes dos gêneros Stealth e Ficção-Científica.

Tenho uma paixão imensa pela franquia Metal Gear Solid, na qual considero a minha favorita, porém também sou um grande amante das sagas Halo e StarCraft.

Moderador do Site, Volta Redonda, Rio de Janeiro