Phil Spencer diz que está aberto a realizar acordo com a Sony para permitir Call of Duty no PlayStation por mais tempo

Phil Spencer diz que está aberto a realizar acordo com a Sony para permitir Call of Duty no PlayStation por mais tempo

Franquia pode permanecer no PlayStation por mais tempo caso Sony aceite firmar acordo com a Microsoft
#Games Publicado por Billy Butcher, em

O CEO do Microsoft Gaming (Xbox), Phil Spencer, afirmou que está aberto a assumir um compromisso com a Sony e os reguladores de que Call of Duty permanecerá no PlayStation por mais tempo do que o que acordo permitiria atualmente.

Falando no podcast Decoder do The Verge, Phil Spencer explicou que o Xbox está aberto a assumir um compromisso que deixará a Sony e os reguladores globais felizes, já que a Microsoft continua aguardando aprovação para sua proposta de aquisição da Activision Blizzard.

“Essa ideia de escrevermos um contrato que diz a palavra 'para sempre' nele, eu acho, é um pouco boba”, disse Spencer, “mas para fazer um compromisso de longo prazo com o qual a Sony se sentiria confortável, [que] os reguladores se sentiriam confortáveis, não tenho nenhum problema com isso.”

Esta parece ser a primeira vez que Spencer afirma que a Microsoft pode estar disposta a fazer concessões claras, já que os regulares (incluindo os do Reino Unido e da UE) estão expandindo sua investigação sobre o acordo proposto.

Tentando esclarecer que não havia truques ou brechas em sua declaração, Spencer acrescentou:

“Achamos que Call of Duty estará no PlayStation enquanto os jogadores quiserem jogar Call of Duty no PlayStation. E isso não é uma ameaça competitiva contra o PlayStation, é apenas uma maneira pragmática de ver isso.”

Quando o apresentador do podcast Nilay Patel pareceu começar a sugerir que o Xbox poderia contornar isso oferecendo uma versão apenas de streaming no PlayStation, Spencer rapidamente interrompeu para esclarecer:

“Call of Duty nativo no PlayStation, não vinculado a eles terem que aceitar o Game Pass."

“Se eles quiserem uma versão de streaming de Call of Duty, podemos fazer isso também, assim como fazemos em nossos próprios consoles”, disse Spencer.

“Não há nada na minha mesa que seja impeditivo.”

Continuando a esclarecer ainda mais, Spencer acrescentou:

“É o Call of Duty: Modern Warfare II, indo muito bem no PlayStation, indo muito bem no Xbox, o próximo jogo, o próximo, próximo, próximo jogo, o próximo, próximo… nativo, na plataforma, não sendo necessário assinar o Game Pass."

“A Sony não precisa aceitar o Game Pass em sua plataforma para que isso aconteça. Não há nada escondido. Queremos continuar a lançar Call of Duty no PlayStation, sem nenhum tipo estranho de 'aha, eu descobri a pegadinha'.”

Em setembro, Spencer disse que a Microsoft se comprometeu a disponibilizar Call of Duty no PlayStation por “mais alguns anos” após o atual acordo de marketing da Sony com a Activision expirar.

No entanto, o CEO da SIE, Jim Ryan, que supostamente está buscando acesso a futuros jogos Call of Duty em termos iguais e perpétuos, respondeu publicamente chamando a proposta da Microsoft de manter a série nos consoles PlayStation “inadequada em muitos níveis”, revelando que novos lançamentos da franquia abandonaria os consoles da Sony após dezembro de 2026. Tal acordo deve ser estendido para mais tempo caso a Microsoft aceite os termos da Sony e dos reguladores.

Fonte 1: The Verge
Fonte 2: VGC
Billy Butcher
Billy Butcher #BillyButcher

Um grande fã de jogos e filmes dos gêneros Stealth e Ficção-Científica.

Tenho uma paixão imensa pela franquia Metal Gear Solid, na qual considero a minha favorita, porém também sou um grande amante das sagas Halo e StarCraft.

Moderador do Site, Volta Redonda, Rio de Janeiro
Deixe seu comentário para sabermos o que você achou da publicação
Não se esqueça que você pode participar do nosso Discord.
E também nos seguir no Facebook, Twitter, Instagram e na nossa curadorida da Steam.