.

Claro, Oi, Vivo e TIM pedem "uso sensato das redes" em pandemia

Enviado por macmi, , 0 comentários
Clique para ver a imagem em tamanho original

Claro, Oi, TIM, Vivo, Nextel e Algar anunciam trabalho conjunto para atender população durante pandemia do coronavírus (Covid-19)

O SindiTelebrasil, que representa Claro, Oi, TIM, Vivo, Nextel e Algar, divulgou que as operadoras formaram ações conjuntas e coordenadas para atender o público brasileiro durante o período de quarentena e isolamento social por conta do coronavírus (Covid-19). As empresas também pedem "uso sensato e responsável das redes e serviços" para evitar sobrecarga na conexão à internet.

Operadoras pedem "uso sensato das redes"

As medidas divulgadas pelo SindiTelebrasil incluem medidas aos consumidores na TV paga, banda larga fixa e internet móvel; além de plantão permanente, fechamento de lojas e redução no atendimento.

Um ponto que chama atenção é que as empresas devem informar sobre "uso sensato e responsável das redes e serviços, evitando sobrecarga em um momento em que toda a sociedade exigirá conexão para manter suas atividades mínimas, essenciais e necessárias".

Na Europa, a Netflix e o YouTube se comprometeram a reduzir a qualidade de imagem para melhorar a experiência do usuário que precisa utilizar a internet para trabalhar.

Operadoras liberam canais de TV e mais internet

Claro, TIM e Vivo irão conceder bônus diário de 100 MB para clientes de planos pré-pagos que assistam a uma campanha do Ministério da Saúde. Planos controle e pós-pago também receberão franquia extra, mas as empresas ainda não divulgaram maiores detalhes. A Nextel dará velocidade reduzida maior que o padrão após o consumo da franquia.

Já na banda larga fixa, a Claro se comprometeu a aumentar a velocidade da conexão dos clientes de forma gradual, para ajudar quem vai trabalhar em casa. A rede sem-fio #NET-CLARO-WIFI também terá acesso gratuito para quem assistir o vídeo do Ministério da Saúde.

Clique para ver a imagem em tamanho original

As operadoras Claro/NET, Vivo, Oi e Sky liberaram diversos canais de TV paga para todos os clientes. A programação inclui canais infantis, filmes, séries, entretenimento e notícias.
As empresas também se comprometeram a oferecer acesso gratuito aos canais de notícia para oferecer informação e conscientizar a população sobre os cuidados que devem ser tomados. Além disso, os dados móveis dos apps oficiais do governo não serão descontados da franquia.

Operadoras fazem gestão de crise

Entre as medidas de gestão de crise, foi criado um comitê supervisor comandado pela SindiTelebrasil, para garantir interação entre o setor de comunicações e órgãos governamentais. O objetivo é garantir a comunicação direta com a sociedade brasileira através dos clientes. Além disso, cada operadora estabeleceu um comitê individual de gestão de crise para avaliar os impactos nos negócios, nas redes e nos serviços.

Além disso, as empresas se comprometeram a manter um plantão permanente de equipes de implantação, instalação, reparo e manutenção de rede e serviços. Abrem-se exceções, é claro, às situações de risco à saúde dos funcionários e clientes.

Os pontos de venda também devem ser afetados, com fechamento de lojas e redução no atendimento, seguindo as orientações de poder público e controle sanitário. Para não deixar os clientes desamparados, haverá ampla divulgação dos canais digitais.


Todas as viagens domésticas e nacionais foram suspensas. As lojas e prédios onde foram diagnosticados casos de contaminação pelo coronavírus serão esvaziados. As reuniões presenciais serão evitadas. A TIM, por exemplo, ampliou o plano de home office em âmbito nacional, e 100% dos colaboradores cujas atividades possam ser feitas remotamente trabalharão em casa.
macmi
Enviado por macmi
Membro desde
Nazarick
label
Deixe seu comentário para sabermos o que você achou da publicação
Não se esqueça que você pode participar do nosso Discord.
E também nos seguir no CANAL, Facebook, Twitter, e na nossa curadorida da Steam.