.

Samsung anuncia chips para carregamento seguro de 100 W via USB-C

Enviado por Cristianogremista, , 0 comentários
Clique para ver a imagem em tamanho original


A Huawei chamou atenção de muita gente com o carregamento muito veloz do P30 Pro, que tem carregador de 40 W. A Samsung resolveu anunciar dois chips que controlam a quantidade de energia que entra pela porta USB-C e agora promete 100 W, junto de criptografia para dar mais segurança na comunicação: o SE8A e o MM101.

Sim, sabemos que este não será o primeiro fabricante do mundo que fala em 100 W em um carregador de smartphones. A Xiaomi já comentou isso em março deste ano, mas ainda não disse onde que aparecerá pela primeira vez e nem como fará isso. No caso da Samsung, antes mesmo de mostrar em um vídeo o carregamento, a empresa da Coreia do Sul detalhou como vai proteger o gadget com um chip novo.


Clique para ver a imagem em tamanho original


Os novos silícios, com nomes de SE8A e MM101, são compatíveis com o USB Power Delivery revision 3.0, que envia até 20 volts com 5 ampères em etapas de 20 mV – multiplique tensão (volts) por corrente (ampère) e chegamos aos 100 W.

Além de muita energia entrando (duas vezes e meia além do que o P30 Pro faz), os chips contam com criptografia para evitar problemas na conversa dos dados, já que cabos USB-C geralmente não enviam apenas energia, mas sim dados e conversam com o PC ou smartphone do outro lado.


Clique para ver a imagem em tamanho original


O modelo MM101 é compatível com o padrão AES e isso garante que o cabo pode ser autenticado pelo dispositivo, para receber mais energia. Você não vai querer um cabo de procedência duvidosa e custando um décimo do valor, enviando tanta energia assim para um aparelho tão importante como seu smartphone, né?

Já o SE8A é o primeiro que utiliza o CC EAL5+, que permite o armazenamento até mesmo de chaves de acesso no próprio chip, com a capacidade de criptografia de dados que trafegam no cabo – só que ele precisa de um dispositivo conectado que suporte este tipo de segurança.

Traduzindo: ambos os cabos podem garantir com mais segurança que a energia que será enviada não vai trazer problemas para a bateria ou para o circuito interno do que está sendo carregado. Isso seria bem ruim para o aparelho.

Dos dois, apenas o MM101 ainda não está em produção em massa. Neste momento ele ainda está em fase de testes de unidades específicas. Isso significa que um Galaxy Note 10 da vida pode trazer um carregador bastante veloz e seguro.
Cristianogremista
Enviado por Cristianogremista
Membro desde
26 anos, Santa Rosa-RS
label