.

Ubisoft processada por plágio

Enviado por Anônimo, , 15378 visualizações, 0 comentários
Autor norte-americano do livro Link alega que a série Assassin's Creed copiou elementos da sua obra.

[img]hide:aHR0cDovL3d3dy5iZ2FtZXIucHQvaW1hZ2VzL2pvZ29zL0Fzc2Fzc2luc19DcmVlZF8yL2FuaW11cy5qcGc=[/img]
A Ubisoft foi processada por violação de direitos de autor com a série Assassin's Creed. Quem acusa a produtora francesa é John L. Beiswenger, autor de Link.

De acordo com o processo, a obra de Beiswenger, registada em 2002, teoriza o acesso a memórias de antepassados através de um aparelho cuja descrição se assemelha à versão do Animus apresentado em Assassin's Creed II.

Na alínea 25 do processo lê-se: "O queixoso faz referências a assassinos e assassinatos, no que respeita ao aparelho Link e ao processo, no decorrer de Link." Há, de facto, referências a pelo menos a um assassinato histórico (Abraham Lincoln) e este está citado no processo.

Um aspeto talvez mais cómico do processo é o facto de este incluir o site GameTrailers como infrator dos direitos de autor pela publicação de um trailer que recria na PlayStation Home o laboratório da Abstergo onde Desmond Miles se encontra preso no primeiro Assassin's Creed.

Com fundamentos ou não, o processo foi apresentado no passado dia 16 de abril num tribunal da Pensilvânia, nos Estados Unidos. Ficaremos atentos aos desenvolvimentos.

Qual é a vossa opinião sobre esta hipótese de plágio?
label