Apple alerta ao tribunal que entrará em Ofensiva Total em seu processo contra Epic Games

Apple alerta ao tribunal que entrará em Ofensiva Total em seu processo contra Epic Games

Apple alerta ao tribunal que entrará em Ofensiva Total em seu processo contra Epic Games

Dona do iOS diz que tentou conversar com a Epic, mas a empresa se recusa a aceitar a taxa de 30%
Publicado por Billy Butcher, em .

A Apple entrou com em uma nova ação contra o fabricante da Fortnite, Epic Games, no drama jurídico em curso da dupla, afirmando que virá totalmente na Ofensiva contra a empresa.

Em um processo no Tribunal Distrital dos EUA para a Divisão de Oakland do Distrito Norte da Califórnia, a gigante da App Store rejeitou o caso da Epic como "nada mais do que um desacordo básico sobre dinheiro".

A Apple disse ainda que a criadora do Fortnite e da Unreal Engine "não quer pagar nada pelo tremendo valor" que recebeu por estar na App Store.

A fabricante do iPhone também alega que o chefe da Epic, Tim Sweeney, escreveu aos executivos da Apple em 30 de junho de 2020, pedindo que sua empresa fosse isenta de suas obrigações contratuais existentes para a App Store.

Isso inclui a taxa de plataforma de 30% que os desenvolvedores da plataforma da Apple pagam, da qual Sweeney há muito é um oponente vocal. Aparentemente, Sweeney também pediu que sua empresa distribuísse seu próprio aplicativo concorrente da Epic Games Store na App Store.

A Apple recusou, mas alegou que a Epic iniciou um "ataque furtivo" na App Store com um hotfix que lhe permitiu contornar o processo de revisão da plataforma.

Isso é o que implementou Pagamentos Diretos de terceiros no Fortnite, algo que a Apple descreve como "roubo, ponto final". Naturalmente, isso constituiu uma quebra de contrato.

"A Epic deu o primeiro tiro nesta disputa, e sua conduta intencional, descarada e ilegal não pode ser deixada de lado", disse a Apple em seu processo.

"Nem as demandas hipócritas e egoístas do Sr. Sweeney, nem a escala dos negócios da Epic podem justificar as violações contratuais deliberadas da Epic, sua conduta ilícita ou suas práticas comerciais desleais."

"Este tribunal deve manter a Epic em suas promessas contratuais, conceder compensações à Apple e danos punitivos, e proibir a Epic de se envolver em mais práticas comerciais desleais."

Isso segue a Epic Games que entrou com uma ação judicial contra a Apple em agosto deste ano, depois que Fortnite foi removido da App Store. O título Battle Royale de enorme sucesso também foi retirado do Google Play, com a Epic também levando o Google aos tribunais por suas supostas práticas anticompetitivas.

A Apple estava planejando encerrar as contas de desenvolvedor da Epic e o acesso a ferramentas, algo que poderia prejudicar os desenvolvedores da Unreal Engine, mas foi impedida de fazer isso no final de agosto.

Os jogos da Epic, como Fortnite e Infinity Blade, não podem mais ser baixados da App Store, mesmo que os consumidores já os tenham comprado. A empresa solicitou uma ordem judicial para ter o Fortnite reintegrado no iOS.

Evil E.
Billy Butcher #Evil E.

Um grande fã dos gêneros de Stealth e Ficção-Científica.

Tenho uma paixão imensa pela franquia Metal Gear Solid, na qual considero a minha favorita, porém também sou um grande amante das sagas Halo e StarCraft.

Moderador do Site, 26 anos, Volta Redonda, Rio de Janeiro
Deixe seu comentário para sabermos o que você achou da publicação
Gosta do site e quer ajudar a o manter online? Apoie-nos!.
Não se esqueça que você pode participar do nosso Discord.
E também nos seguir no Facebook, Twitter, Instagram e na nossa curadorida da Steam.