.

YouTube deixará de mostrar criadores tóxicos

Enviado por Turokrj, , 4473 visualizações, 0 comentários
Clique para ver a imagem em tamanho original


O YouTube tem um problema com os criadores de conteúdo tóxico, e já começou a agir com mais dureza. Depois de suspender os anúncios no controverso canal do YouTuber Logan Paul, a empresa estabeleceu novas medidas para aplicar aos criadores de conteúdo tóxico.

Na declaração de que Ariel Bardin, do YouTube, deixada no Blog de Criadores da comunidade, ele propõe 3 consequências imediatas para os criadores tóxicos:

  1. Remover o canal dos programas de monetização premium, como o YouTube Original ou o Google Preferred.


  1. Remover os privilégios de monetização, como a expulsão do programa de Parceiro ou a remoção de anúncios dos vídeos.


  1. Parar de promover esses canais através das recomendações em vídeos.


O terceiro ponto é o mais relevante neste caso, uma vez que boa parte das visitas dos canais têm sua origem nas recomendações do YouTube. Na verdade, os principais YouTubers dedicam as críticas mais ferozes sobre o YouTube seguindo os algoritmos das recomendações.

O Youtuber PewDiePie, em um de seus vídeos mais vistos em 2017, analisou como as recomendações que o YouTube ofereceu eram principalmente piadas entre casais, piadas entre amigos, piadas entre estranhos...

É claro que essas medidas para tornar os criadores tóxicos invisíveis encontram sua origem no comportamento de alguns dos YouTubers mais mediáticos do momento. O último caso é o de Logan Paul, que chega a faturar mais de US$ 1 milhão por ano.
Turokrj
Enviado por Turokrj
Membro desde
47 anos, Danger de Janeiro
label