.

Intel promete PCs 40% mais rápidos para games

Enviado por NightStalker, , 11 visualizações, 0 comentários
Os processadores Penryn, da Intel, farão os computadores rodarem a uma velocidade 40% para jogos em relação ao seu mais recente chip Core 2 Extreme disse um executivo da empresa na segunda-feira (16/04), dando detalhes do design do novo chip, que deve chegar aos mercados na segunda metade de 2007.

Da mesma forma, estações de trabalho equipadas com o Penryn apresentarão uma melhora de 45% nas tarefas com alto uso de banda, se comparado ao atual Xeon de quatro núcleos, disse Sean Maloney, vice-presidente executivo e chefe de vendas e marketing da Intel.
Para conseguir o feito, a empresa mudará o processo de produção de seus chips da tecnologia de 60 nanômetros para a de 45 nanômetros e usando transitores de "entrada de metal high-k".

Maloney falou com repórteres em uma antecipação do anúncio que a empresa planeja fazer no Intel Developer Fórum (IDF), em Pequim. Este é o primeiro IDF que a companhia realiza inteiramente na China, e marca outro passo da Intel no compromisso de desenvolver produtos com o expertise e os funcionários chineses, disse ele.
A Intel já investiu 200 milhões de dólares (406 milhões de reais) em iniciativas no país através do seu braço Intel Capital, e anunciou planos de contratar muito mais que os atuais 6 mil funcionários chineses que tem atualmente.

Em outros avanços, a Intel lançará uma nova linha de chips de servidores multiprocessadores de ponta batizada de "Caneland" no terceiro trimestre de 2007. sua série Xeon 7300 incluirá chips de dois e quatro núcleos rodando em versões de 50 watts e 80 watts para servidores do tipo blade. Esses chips poderá ajudar a Intel a concorrer com o lançamento da rival AMD, que revelará seu chip para servidor Opterion "Barcelona" na metade de 2007.

A Intel também disse que planeja reduzir as plataformas de nível corporativo para o tamanho de um único chip. No projeto chamado "Tolopai", os desenvolvedores criarão uma plataforma SOC (system on chip) integrando diversos componentes em um único processador, reduzindo o tamanho do chip em até 45% e o consumo de energia em 20%, em comparação a um chip padrão de quatro núcleos, disse Maloney.

A abordagem é semelhante à um plano de SOC que a Intel anunciou em 3 de abril para tarefas embutidas de baixa voltagem, como impressão de imagem e plataformas usadas em automóveis. Essa versão da estratégia reduz três chips para um ao combinar o processador principal com seu controle de memória e hubs de controle de entrada e saída.

A Intel usará o mesmo design em seu CE 2110 Media Processor, uma arquitetura de SOC que pode permitir que vendedores de eletrônicos de consumo criem aparelhos com design mais simples para produtos domésticos digitais. Em 2008, a Intel começará a vender o chip como uma fundação comum que transpõe produtos de PCs para eletrônicos de consumo como laptops, televisões, set-top boxes e outros aparelhos de mídia.

Finalmente, a Intel falou de seus planos para uma arquitetura programável chamada "Larrabee" que poderia permitir que um sistema rode a trilhões de operações de pontos flutuantes por segundo (teraflops) de desempenho, uma grande vantagem para aplicações em computação científica, mineração, visualização, análise financeira e cuidados com a saúde. Maloney não quis dar mais detalhes a respeito do produto.

Fonte: IDG News Service.
NightStalker
Enviado por NightStalker
Membro desde
label