Criadores de Pentiment e Dragon Age criticam recentes comentários de Neil Druckmann

Criadores de Pentiment e Dragon Age criticam recentes comentários de Neil Druckmann

Devs se mostraram contra as declarações de Druckmann em usar IA nas narrativas dos jogos.
#Games Publicado por Vinicius, em

A Sony recentemente realizou uma conferência para falar a respeito do futuro da indústria de jogos. Como parte do evento, Neil Druckmann, o presidente da Naughty Dog, falou um pouco sobre o uso de inteligência artificial.

Em suas declarações, Neil afirmou que a IA iria "revolucionar como o conteúdo é criado". Embora conte com alguns problemas éticos atualmente que precisam ser resolvidos, o desenvolvedor alega que a tecnologia permitirá uma redução nos custos e dificuldades, podendo "avançar os limites da narrativa nos jogos".

Leia Também:

  1. Helldivers 2 teve uma grande queda de jogadores no PC
  2. Novo Astro Bot será revelado nas próximas semanas, afirma Billbil-kun

Usar IA na criação da narrativa certamente não é algo muito positivo aos olhos da comunidade e até mesmo outros nomes conhecidos da indústria se manifestaram contra as declarações de Neil.

David Gaider, o criador da franquia Dragon Age, criticou as declarações de Druckamman, afirmando que o desenvolvimento é um trabalho colaborativo e não é apenas o cargo de diretor que importa, com os escritores não sendo algo a se descartar.

Se você ler a entrevista, é bastante revelador que a ideia dele de contar histórias é toda uma questão de direção. A única coisa que impede a IA de melhorar os próprios escritores da Naughty Dog, aparentemente, é a capacidade de fornecer uma direção diferenciada. Deixando de lado “algumas questões éticas”, evidentemente.

Isso ignora a ideia de que existe uma colaboração. Que todas aquelas pessoas que trabalham sob a direção de um diretor não entraram no mundo dos jogos apenas para receber menos e trabalhar – todos eles são contadores de histórias de coração e adoram jogos. Eles não são um empecilho a ser deixado de lado por uma IA.

Devo acrescentar que acho que Druckmann merece seus elogios. Boa direção e visão do jogo SÃO importantes, mas acreditar que é a ÚNICA coisa importante é o caminho para se tornar um auteur... e espero que ele saiba que não se deve olhar para a IA como uma espécie de varinha mágica.

David não foi o único a criticar Neil pelas suas delações. Josh Sawyer, diretor de design da Obsidian e criador de Pentiment, também mostrou insatisfação, simplesmente postando um meme do treinador José Mourinho em resposta.

Apesar das críticas quanto a IA, David Gaider ainda acredita que há espaço para o uso da tecnologia na indústria. Ele cita a Ubisoft como um bom exemplo, com a empresa colocando a IA como ferramenta para auxiliar os escritores com tarefas mais repetitivas e entediantes, sendo mais uma "assistente do que um substituto".

Vinicius
Vinicius #VSDias55
Equipe do Site, Florianópolis