Em meio ao caos, Claire Hart, CLO da Activision Blizzard, se demite inesperadamente da empresa

Em meio ao caos, Claire Hart, CLO da Activision Blizzard, se demite inesperadamente da empresa

Diretora jurídica decide partir da Activision Blizzard após gravíssimas acusações feitas a empresa na noite de hoje
#Mundo Publicado por Billy Butcher, em

Na noite desta terça-feira, 21 de setembro, meio a um verdadeiro pandemônio, a Diretora Jurídica (CLO) da Blizzard Entertainment como parte da Activision Blizzard, deixou a empresa, se demitindo de maneira inesperada.

Claire Hart anunciou sua saída no LinkedIn ontem, tendo saído da Blizzard na sexta-feira. Ela trabalhou na desenvolvedora de Diablo, StarCraft, Overwatch e World of Warcraft por mais de 4 anos, antes dos quais ela passou mais de uma década no Google.

Embora ela fosse tecnicamente empregada pela Blizzard, seu perfil no LinkedIn afirma que ela também trabalhou para a empresa controladora Activision Blizzard e sua subsidiária APAC e China.

“Os últimos três anos foram cheios de reviravoltas inesperadas, mas me sinto honrada por ter trabalhado e conhecido tantas pessoas excelentes na Blizzard e em todos os negócios da Activision Blizzard”, escreveu ela.

Hart fará uma pequena pausa antes de assumir seu próximo papel. Não está claro se seu substituto ainda está no lugar; O Kotaku e a Games Industry entraram em contato com a Activision Blizzard para obterem mais informações.

Sua saída ocorre no momento em que a Activision Blizzard enfrenta graves vários processos judiciais por alegações de violação dos direitos civis e leis de igualdade de remuneração, bem como discriminação e assédio às mulheres empregadas na empresa.

O primeiro foi apresentado pelo Departamento de Trabalho e Moradia Justa da Califórnia em julho. Posteriormente, foi expandido para representar mais trabalhadores, incluindo empreiteiros, e acusou o editor de trituração de documentos.

Isso foi logo seguido por uma ação coletiva de direitos do investidor Rosen Law Firm em nome dos investidores da empresa, alegando que eles foram enganados porque a editora não divulgou os problemas com sua cultura local de trabalho.

A Activision Blizzard também foi acusada pelo Communications Workers of America de táticas ilegais de rompimento de sindicatos, com uma queixa apresentada ao National Labor Relations Board.

Ontem, foi divulgado que a Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos lançou sua própria investigação sobre a editora e sua resposta às alegações.

Hart é o último de uma lenta onda de funcionários proeminentes da Blizzard a sair em meio a uma disputa legal. O presidente da empresa de longa data, J Allen Brack, deixou o cargo e o vice-presidente sênior de RH global, Jesse Meschuk, deixou o cargo em agosto.

Todos esses casos tornam o caso envolvendo a Activision Blizzard como a maior investigação criminal na indústria de videogames (em toda sua história). De todos os 4 processos, um dos mais graves está avaliado em US$ 500 milhões, que coloca diretamente a saúde da editora em risco no mercado.

Billy Butcher
Billy Butcher #BillyButcher

Um grande fã de jogos e filmes dos gêneros Stealth e Ficção-Científica.

Tenho uma paixão imensa pela franquia Metal Gear Solid, na qual considero a minha favorita, porém também sou um grande amante das sagas Halo e StarCraft.

Moderador do Site, Volta Redonda, Rio de Janeiro
Publicações em Destaque
#Games, Por Frocharocha,
#Mundo, Por Goldeneye_007,
#Mundo, Por coca,