.

Google prepara atualização para corrigir reconhecimento facial do Pixel 4

Enviado por okardec, , 0 comentários
Clique para ver a imagem em tamanho original

Recurso desbloqueia o aparelho mesmo nas situações em que o dono do celular está dormindo ou desmaiado porque não confere se os olhos estão abertos.

O Google anunciou que está preparando uma atualização de software para que os usuários possam decidir se o reconhecimento facial do recém-anunciado Pixel 4 deve checar se os olhos estão abertos antes de desbloquear o telefone.

Até a novidade ficar pronta - o que deve acontecer "nos próximos meses" -, a empresa recomenda que usuários preocupados com sua segurança utilizem o desbloqueio por desenho de padrão ou senha.

O problema foi descoberto pelo repórter da "BBC" Chris Fox, que recebeu o aparelho do Google para análise. Outros jornalistas e influenciadores que receberam o telefone confirmaram que o reconhecimento facial não exige que os olhos estejam abertos, e a própria documentação do Google indica que isso pode acontecer.

"Temos trabalhado em uma opção para que os usuários exijam que seus olhos estejam abertos para desbloquear o telefone, e ela será disponibilizada em uma atualização de software nos próximos meses. Enquanto isso, se algum usuário do Pixel 4 estiver preocupado que alguém pegue seu telefone e tente desbloqueá-lo enquanto seus olhos estiverem fechados, é possível ativar um recurso de segurança que exige um PIN, padrão ou senha para o próximo desbloqueio", diz o comunicado do Google.

A opção a qual o Google se refere é o "bloqueio total", que deve ser acionada manualmente com o botão liga/desliga.

A companhia também destacou que o desbloqueio por reconhecimento facial do Pixel 4 atende aos requisitos de uma autenticação biométrica forte e que ele pode ser usado para pagamentos e aplicativos bancários, além de ter proteção contra certos tipos de ataques, como no caso de máscaras.

Segundo relatos na web, a opção para verificar se os olhos estão abertos chegou a ser incluída em uma versão de testes do sistema do Pixel 4. No entanto, mesmo que essa opção tenha existido, ela foi retirada do produto final. Como o Google informou que já estava trabalhando nesse recurso, é possível que a empresa tenha encontrado alguma dificuldade técnica.

Entenda a vulnerabilidade

O desbloqueio de olhos fechados abre diversas possibilidades de abuso. Além da possibilidade de desbloquear o aparelho enquanto seu dono está dormindo, a prática também incentiva a violência, já que o desbloqueio funciona enquanto a pessoa estiver desmaiada.

Normalmente, a tecnologia biométrica é projetada para impedir cenários que colocam a vida das pessoas em risco - sensores de leitura de digitais, por exemplo, tentam verificar a presença de fluxo sanguíneo. Na prática, o intuito é garantir que o usuário esteja autorizando ou autenticando um acesso de forma consciente.

Para a maioria das pessoas, não há nenhuma vantagem em permitir o desbloqueio de olhos fechados. O FaceID, que é uma tecnologia equivalente da Apple, exige que os olhos estejam abertos
okardec
Enviado por okardec
Membro desde
34 anos, Luziânia, GO, Brasil
label