.

Presidente da Gearbox fala sobre as críticas de Alien: Colonial Marines

Enviado por Frocharocha, , 1932 visualizações, 0 comentários
[img]hide:aHR0cHM6Ly9tb3VzZWNsaWNrc2FuZGpveXN0aWNrcy5maWxlcy53b3JkcHJlc3MuY29tLzIwMTMvMDQvYWxpZW5zLWNvbG9uaWFsLW1hcmluZXMtdGVhbS5qcGc=[/img]
Defende-se dizendo que há sempre uma pequena percentagem de pessoas que gostam de odiar tudo.

Randy Pitchford, o CEO da Gearbox, dedicou parte do seu discurso na conferência Develop a falar sobre os críticos acérrimos e o que se passou com Alien: Colonial Marines, um jogo envolvido em controvérsia cuja versão final não apresentava a mesma qualidade das demonstrações apresentadas nos eventos.

"Se estás a criar entretenimento numa grande escala, estás a alcançar milhões de pessoas, portanto, terás dezenas de milhares que te vão odiar, e alguns deles vão tomar medidas para que saibas como se sentem," disse Pitchford (via The Guardian).

"Eu vejo as coisas desta forma: mexemos com essas pessoas, conseguimos tocar-lhes, até aquela pessoa que odeia tanto o teu jogo, afetaste-a. É por essa razão que lutamos, estamos a criar emoção e experiência, e algumas pessoas prosperam com esse tipo de sentimento, algumas pessoas são sádicas."

De seguida, Pitchford fez uma comparação com os castelos de areia na praia, explicando que no fundo, todos nós temos vontade de esmagar o castelo. Mas enquanto uns decidem respeitar a construção, outros vão simplesmente saltar-lhe para cima para o destruir.

Apesar das declarações de Pitchford, vale a pena relembrar que houve inclusive um processo legal por causa de Alien Colonial Marines e da falsa publicidade, uma evidência que havia muitas pessoas chateadas com o estado do jogo e não apenas uma pequena percentagem.

Aliás, basta visitar o Twitter de Randy Pitchford para perceber que ainda há pessoas a reclamar. Por outro lado, Pitchford continua a defender o jogo.
Frocharocha
Enviado por Frocharocha
Membro desde
38 anos, São Paulo
label