.

Tim Schafer acredita que os jogadores sentem saudades dos jogos difíceis e sem tutoriais

Enviado por Anônimo, , 1470 visualizações, 0 comentários
[img]hide:aHR0cDovL2NyaXRpY2FsaGl0cy5jb20uYnIvd3AtY29udGVudC91cGxvYWRzLzIwMTUvMDEvZ3JpbWZhbmRhbmdvcmVtYXN0ZXJlZDAwMTEuanBn[/img]
O patrão da Double Fine contou que algumas editoras pedem para que se façam jogos mais fáceis.

Tim Schafer, o criador de jogos como Grim Fandango, Psychonauts e Broken Age, falou em entrevista com o US Gamer sobre a dificuldade no design dos jogos, onde comentou que uma das partes mais agradáveis num jogo é não saber o que fazer ao chegar a um puzzle ou obstáculo.

Apesar disso ele contou que quando apresenta os seus jogos às editoras, muitas delas aconselham a ele retirar seções onde os jogadores tenham que puxar mais pela cabeça.

"Lembro-me de uma pessoa importante na Microsoft me ter dito, 'Lá fora há vencedores e perdedoras. Mas devias fazer o jogo para os perdedores porque há muitos mais deles," disse Schafer.

"Penso que atualmente há uma reação a isso, quer as pessoas joguem a Super Meat Boy, Spelunky ou Bloodborne. Há uma certa nostalgia por não saber o que vai acontece a toda a hora. Por não lhes dizerem o que têm de fazer. De terem que descobrir por si"

"No entanto esses jogos são muito difíceis. Penso que essa é uma reação ao período entre 2000 a 2005 onde os jogos tornaram-se muito tutorializados," concluiu.
label