.

Trapaça

Enviado por Anônimo, , 171 visualizações, 0 comentários
TRAPAÃA
Quase dez anos antes do primeiro Gameshark, já havia gente pensando em quem precisava de uma "mãozinha" nos games

[img]hide:aHR0cDovL21hbm9lbC5ldGkuYnIvZ2FtZXMvd3AtY29udGVudC91cGxvYWRzLzIwMDgvMDcvc2ljay1nYW1lci5qcGc=[/img]
O precusor
Konami Game Master (MSX-1986)
lançado pela mesma KONAMI de Metal Gear e Pro Evolution Soccer, este cartucho de trapaças primitivo funcionava em computadore primitivos MSX e permitia pular fases, adicionar vidas, alterar a velocidade do jogo e até salvar o seu progresso, algo impensavel para a época. Bastava escolher as trapaças em um menu e ativa-las. O cartucho só funcionava com jogos da KONAMI

[img]hide:aHR0cDovL2k3NTcucGhvdG9idWNrZXQuY29tL2FsYnVtcy94eDIxNy9Ucm9uQ2luY2lubmF0aS9WSURFTyUyMEdBTUVTL2FhYi1HQU1FR0VOSUVORVMuanBn[/img]
O Pioneiro
Game Genie (NES - 1990)
Esse deu até processo. Criado pela britãnica Codemasters (Sim a mesma empresa de GRID e F1 2010) e lançado nos EUA pelas empresas Camerica e Galoob, o primeiro cartucho de trapaças a usar um sistema de codigos gerou forte reação da Nintendo, que processou a Galoob por violação de direitos autorais. Segundo a fabricante do NES, o Game Genie violava os seus direitos por disorcer a experiencia do jogo originalmente proposta. O aparelho era encaixado entre o cartucho e o console

[img]hide:aHR0cDovL3d3dy5hcHB2ZXJzaXR5LmNvbS93cC1jb250ZW50L3VwbG9hZHMvMjAwOS8xMS9rb25hbWkuanBn[/img]
O mais popular
gameshark (PS1 - 1995)
Fabricado pela Datel, o Gameshark foi lançado primeiro na Europa como Action Replay, depois licenciado para os EUA, ai sim, com o nome Gameshark. As primeiras versões eram conectadas na porta paralela do PS1 cinza (do modelo grandão), mas quando a Sony eliminou o conector dos modelos mais novos do console, o jeito foi lançar uma versão em CD, que deveria ser carregada antes do jogo.

[img]hide:aHR0cDovLzIuYnAuYmxvZ3Nwb3QuY29tL19MS2VteUZmQ2t2SS9TLVFIR1BrWFdlSS9BQUFBQUFBQUJDVS9HVlVKQ01ZVE5Edy9zMTYwMC9nYW1lc2hhcmtmcm9udGFmOC5qcGc=[/img]
O desaparecido
Gameshark (PS2 - 2000)
Não confunda com as versões 2 e 3 do gameshark do PS1, O gameshark 2 só funciona no PS2 e, como seu primo antigo, tambem tem varias versões. Apesar de util, o acessorio é dificil de encontrar, pois a interAct, a beira da falencia, interrompeu sua produção em 2003, substituindo-o pelo Action Replay europeu. Em janeiro de 2004 o Gameshark foi relançado pela MadCatz, mas ainda é uma raridade no Brasil

[url]hide:aHR0cDovL2ltZzUyOS5pbWFnZXNoYWNrLnVzL2kvZ2FtZXNoYXJrMnZlcjRsbjIuanBnLw==[/url]

O moderniho
Cyber Freak Code (PS3 - ????)
Há quem diga que é errado trapacear. Porém, isso era comum na geração 16-bits e no primeiro PlayStation, e agora uma empresa japonesa dará ao mundo a possibilidade de reviver esses momentos "gloriosos" no PlayStation 3.
A Cybergadget anunciou que vai lançar um periférico chamado 'Cyber Freak Code', que permite trapacear, inicialmente, em mais de 50 títulos, como "Final Fantasy XIII" e "Demon's Soul". O aparelho, previsto para chegar às lojas entre o final deste ano e início do próximo, custará 7.800 ienes (aproximadamente US$ 94) e terá atualizações gratuitas no site da companhia com truques para outros jogos.
De acordo com a empresa, o acessório conta com dois idiomas de leitura (provavelmente japonês e inglês) e é compatível com a atualização 3.41 do console (a mais recente é a 3.50). A Cybergadget também garante a devolução do valor investido em até 30 dias caso o comprador tenha problemas com o produto.

[img]hide:aHR0cDovL3d3dy5teS1mcmVlcHMzLmNvLnVrL2ZyZWVfcHMzLmdpZg==[/img]
label