.

Risen 2 Dark Waters, Nosso herói sem nome está de volta

Enviado por gregpetter, , 0 comentários
O personagem "sem nome" de Risen está voltando e, aparentemente, trouxe na bagagem apenas o que "cabia na mochila".

Embora Risen 2: Dark Waters mantenha o estilo dos jogos de sua desenvolvedora - Piranha Bytes - o que não é necessariamente bom, o tema soturno e medieval do primeiro jogo foi em parcialmente retirado para ser colocado uma típica aventura de piratas - tema muita difícil na atual geração de consoles.

Clique para ver a imagem em tamanho original

Dark Waters se passa muitos anos após os eventos do primeiro título. Com o passar dos anos, o seu nosso Herói acabou abandonando as criaturas míticas das montanhas por longas horas de bebedeira. Tudo ia absolutamente normal em sua vida até o momento em que monstros marinhos começaram a dividir embarcações ao meio. Ao que parece uma boa parte do início da aventura consiste em descobrir o que poderia causar tais calamidades.
Quem já conhece e tentou a sorte em alguns títulos da Piranha Bytes deve saber bem: as informações não vêm de graça, e nenhum tutorial vai puxá-lo pela mão para lhe para lhe ensinar todas as (relativamente) complexas dinâmicas e políticas do jogo. Assim como no primeiro jogo você decide o que fazer e para onde ir na hora em que der na telha, levando-se em consideração que uma grande mudança na infraestrutura do jogo, que em vez de ter apenas uma ilha, são três a serem desbravadas.

Clique para ver a imagem em tamanho original

O sistema de combates de Risen também sofreu algumas mudanças a fim de incorporar a nova temática bucaneira. Primeiro, os armamentos mais primitivos do primeiro jogo dão lugar a algumas armas de fogo. Mas a coisa vai além do bacamarte e da garrucha e caso estas não façam o seu estilo, há sempre a possibilidade de uma luta corpo a corpo, ou mesmo de um embate mágico - embora as duas formas de combate tenham sofrido modificações consideráveis em Dark Waters.
gregpetter
Enviado por gregpetter
Membro desde
label