.

Sony reduz preço do PlayStation 3 no Japão

Enviado por eneas, , 3 visualizações, 0 comentários
A Sony anunciou, nesta sexta-feira, que reduzirá em 20% o preço de lançamento do PlayStation 3 no Japão, em uma decisão que tem o propósito de para atrair mais os usuários. A iniciativa, no entando, aumentará os prejuízos de sua divisão de jogos.

O anúncio surgiu em meio a preocupações dos especialistas do setor quanto à possibilidade de que o preço elevado do PS3 pudesse convencer alguns usuários a optar por consoles rivais, o Xbox 360, da Microsoft, e o Wii, da Nintendo.

A Sony, que lançará a mais recente versão de seu console líder de mercado em 11 de novembro, no Japão, agora planeja vender uma versão do PS3 com disco rígido de 20 gigabytes por 49.980 ienes (o equivalente a R$ 933), ante o preço de 62.790 ienes (R$ 1.172) anunciado anteriormente. "Isso estimulará as vendas do PS3 em termos de volume", disse Hirokazu Hamamura, presidente da editora de revistas de videogames japonesa Enterbrain.

"O produto continua mais caro que os rivais, mas a redução colocou a máquina em uma faixa acessível de preço para um console." A Microsoft atualmente vende o Xbox 360 por 39.975 ienes (R$ 742) no Japão, e a Nintendo lançará o Wii em 2 de dezembro ao preço de 25 mil ienes (R$ 466).

Se a Sony tivesse mantido o preço anteriormente anunciado, os jogadores japoneses poderiam praticamente comprar um Xbox 360 e um Wii pelo preço de um PS3. A decisão, porém, criou dúvidas entre os investidores quanto à consistência da estratégia de mercado do grupo e a validade de suas pesquisas de mercado, disse Masaki Iso, vice-presidente de investimento da Yasuda Asset Management.

"Os sentimentos podem mudar se o produto vender bem por conta dessa decisão, mas ela ainda assim foi recebida negativamente porque a empresa mudou de idéia depois de comparar seu preço ao dos concorrentes", afirmou. O corte de preços é o mais recente em uma série de ajustes nos planos referentes ao PS3, à medida que o setor de videogames, que movimenta quase U$ 30 milhões por ano, aquece os motores para a crucial temporada de compras de final de ano

Fonte: Terra
eneas
Enviado por eneas
Membro desde
36 anos, Curitiba
label