Ofertas para incluir jogos em serviços está piorando, afirma Devolver

Ofertas para incluir jogos em serviços está piorando, afirma Devolver

Empresa acredita que serviços atualmente funcionam melhor após um período inicial de vendas.
#Games Publicado por Vinicius, em

Para Nigel Lowrie, o co-fundador da Devolver Digital, o mercado de jogos tem ficado cada vez mais competitivo, especialmente no segmento de jogos AAA. Embora os indies tenham mais espaço para brilhar, esse segmento também está começando a enfrentar dificuldades.

Para o executivo, com a grande disponibilidade de jogos e o pouco tempo livre dos jogadores, títulos indies precisam cada vez ser mais únicos para se destacarem. Muitos títulos no passado conseguiram alcançar sucesso graças aos serviços de assinatura, mas a oferta parece já não ser mais a mesma.

Leia Também:

  1. V Rising foi lançado e recebeu excelentes notas da mídia
  2. Marvel Rivals revela Hela e apresenta seu gameplay

Lowrie afirma que nos últimos tempos, ele vem notando que a oferta das empresas para colocar os jogos no seu catálogo de assinatura tem ficado cada vez pior, especialmente com o números de assinantes parecendo não aumentar mais de forma significativa.

Para um jogo indie, estar fora dos serviços de assinatura às vezes também se torna um problema. Lowrie afirma que você precisa fazer o jogador considerar gastar com o seu jogo em vez de um serviço com centenas de títulos.

Do lado [do desenvolvedor], então você tem que convencer as pessoas a investirem no seu jogo, em vez deste serviço com 100 ou 200 jogos para jogar. Isso causa um pequeno problema.

Embora não descarte completamente lançamentos day one em serviços, especialmente jogos multiplayer, o executivo afirma que o melhor a se fazer no momento é apenas colocar o jogo em serviços após um período inicial de vendas

Ainda acreditamos fortemente na venda de jogos primeiro, porque nos últimos 15 anos sabemos que há um público para comprar esses jogos. E estamos olhando para a assinatura mais como algo a longo prazo, para as pessoas que nunca iriam realmente chegar a gastar US$ 40, US$ 30 ou US$ 20. Mas eles estão dispostos a experimentar, talvez comprar algum cosmético ou algo assim? Estamos olhando para isso mais como uma coisa de longo prazo agora, e minha esperança é que é para onde a indústria está indo.
Vinicius
Vinicius #VSDias55
Equipe do Site, Florianópolis
Deixe seu comentário para sabermos o que você achou da publicação
Não se esqueça que você pode participar do nosso Discord.
E também nos seguir no Facebook, Twitter, Instagram e na nossa curadorida da Steam.