The Callisto Protocol foi banido no Japão devido à violência e brutalidade

The Callisto Protocol foi banido no Japão devido à violência e brutalidade

A desenvolvedora se recusou a censurar o jogo.
#Games Publicado por coca, em

Uma triste notícia para os jogadores do Japão que estavam hypados com The Callisto Protocol, pois de acordo com novas informações, infelizmente o jogo acabou sendo banido do país.

Segundo os detalhes, The Callisto Protocol é um jogo muito violento com cenas de sangue e brutalidade e por esse motivo o jogo não conseguiu ser aceito no Japão e devia ser censurado.

Leia Também:

  1. Confira as notas que Star Ocean: The Divine Force vem recebendo
  2. Game Pass tem sido lucrativo para Microsoft, mas seu crescimento nos consoles tem desacelerado

A desenvolvedora em questão se recusou a censurar o jogo e no final ele foi oficialmente banido no Japão e não poderá ser jogado de forma oficial em nenhuma plataforma.

"The Callisto Protocol não será lançado no Japão. No momento, não podemos passar na classificação CERO e, se alterarmos o conteúdo, não poderemos fornecer a experiência que os jogadores esperam. Pedimos que os jogadores do Japão entendam e além disso, quem já comprou sua cópia, irá receber reembolso."

Isso pode parecer bastante estranho para a gente aqui do Brasil, mas no Japão é algo bastante sério e só para ter um exemplo, até mesmo a franquia Resident Evil sofre censuras no Japão. O caso mais recente foi com Resident Evil Village, sendo uma versão com menos sangue.

Em resumo, The Callisto Protocol só poderá ser lançado no Japão caso a desenvolvedora faça as devidas censuras nas partes com maior nível de violência, mas eles relatam que isso faz parte do jogo.

The Callisto Protocol será lançado no dia (02) de Dezembro para PC, PS4, PS5, Xbox One e Xbox Series S|X.

coca
coca

Me segue lá no Twitter.

Equipe do Site, Narnia do oeste ao lado sul do norte meio oeste
Deixe seu comentário para sabermos o que você achou da publicação
Não se esqueça que você pode participar do nosso Discord.
E também nos seguir no Facebook, Twitter, Instagram e na nossa curadorida da Steam.