.

Coisas que gostaríamos de ver no próximo God of War

Enviado por VSDias55, , 0 comentários
Clique para ver a imagem em tamanho original

A Santa Monica fez uma jogada arriscada de tentar renovar a franquia God of War, e como vimos, acabou dando mais do que certo. Os fãs adoraram o jogo, e não veem a hora de colocar as mãos em uma possível sequência. Pensando nisso, listamos aqui cinco coisas que gostaríamos de ver no próximo jogo da série.

Chefes


Clique para ver a imagem em tamanho original

Todos que já jogaram a série sabem que os chefes sempre foram um dos grandes pontos fortes dos jogos. Quando God of War chegou às mãos dos jogadores, sem dúvidas deixou todos impressionados, mas teve uma coisa que muitos sentiram falta no jogo, os icônicos combates contra chefes gigantes. Lutas como as contra o Colossus em God of War 2 ou Poseidon em God of War 3 são até hoje lembradas pelos fãs.

Isso não quer dizer que o jogo não tenha combate épicos. Muitos provavelmente devem ter ficado admirados com a primeira luta do jogo. Um combate cinematográfico e extremamente brutal, o qual não devia em nada aos jogos anteriores. Tivemos também outros excelentes chefes durante a história, mas se tratando dos chefes gigantes, as opções realmente foram escassas.

Com exceção de Hræzlyr, o mais próximo que tivemos de um chefe desses foi os Trolls. De acordo com Cory Barlog, o motivo foi a dificuldade de criar os chefes. Durante o desenvolvimento do jogo, a equipe tinha cerca de 15 a 20 pessoas trabalhando em cada chefe, sem contar que cada um deles demorava de 1 a 2 anos para ficarem prontos.

Sem dúvidas é compreensível, levando em conta as dificuldades. Mas agora que a base do jogo já está pronta, quem sabe possamos ter um repertório maior de chefes no próximo jogo.

Deuses


Clique para ver a imagem em tamanho original

Em uma franquia sobre mitologias, o que mais esperamos ver são os deuses. Após dizimar por completo os deuses Gregos, Kratos partiu para a mitologia Nórdica. Todos estavam ansioso para ver Thor, Odin, e outros grandes nomes do panteão Nórdico. Infelizmente, tivemos apenas a presença de alguns deuses menores.

É claro, sendo o primeiro título de uma nova trilogia, é compreensível. O primeiro God of War contava apenas com a presença de Atena e Ares, somente nos jogos posteriores que o panteão foi expandido. A história ainda está se desenrolando, e levando em conta os acontecimentos do jogo, provavelmente teremos muitos mais deuses no próximo título.

Equipamentos


Clique para ver a imagem em tamanho original

Como é de costume em jogos do gênero hack and slash, God of War contava com uma grande variedade de equipamentos. Infelizmente, no mais novo jogo, esse foi um elemento que deixou um pouco a desejar.

Enquanto nos jogos anteriores Kratos contava com um grande repertório de armas para enfrentar seus adversários, aqui ele fica limitado a uma quantia bem menor. Sem contar equipamentos, como as Botas de Hermes e a Cabeça de Helios nos títulos anteriores, e as magias, que ficaram completamente de fora do jogo.

Talvez o novo sistema de combate do jogo tenha sido o grande culpado aqui. Ter que criar um combate do zero, sem contar as próprias dificuldades em fazer o Machado Leviathan funcionar perfeitamente, devem ter tomado grande parte do desenvolvimento.

Agora que o combate já estão pronto, quem sabe a Santa Monica possa se focar em criar equipamentos novos para o próximo jogo.

Reinos


Clique para ver a imagem em tamanho original

Ao invés ir pelo caminho de criar um mundo aberto, o novo God of War optou por diversas áreas mais abertas que você pode explorar livremente. Cada uma dessas áreas representam um dos nove mundos da grande Yggdrasil, a árvore que funciona como o eixo do mundo na mitologia Nórdica.

No jogo tivemos acesso a seis desses nove reinos, embora três tenham tido uma aparição pequena. Será interessante ver esses lugares melhores explorados no próximo jogo, com mais conteúdo disponível.

Além disso, três reinos ainda não foram apresentados na franquia, os quais foram bloqueados pelo próprio Odin. Um desses reinos não é nada menos do que a própria Asgard. Talvez ainda seja cedo para mostrar um lugar importante, e os desenvolvedores queiram guardar para o último jogo da trilogia, mas ainda temos os outros dois reinos, Vanaheim e Svartalfheim, lar dos deuses Vanir e dos Anões, respectivamente.


Passado de Kratos


Clique para ver a imagem em tamanho original

Um dos grandes mistérios atuais da franquia é como Kratos chegou na mitologia Nórdica e conheceu Faye, a mãe de Atreus. No início do jogo, Kratos já está bem estabelecido no local, com sua esposa tendo morrido e seu filho crescido. Além disso, a própria Faye é um grande mistério, tendo escondido muita coisa até mesmo do próprio Kratos e seu filho.

Muitos fãs esperavam uma DLC contando a história, mas a ideia já foi descartada. Por sorte, Cory Balrog demonstrou interesse em explorar essa parte da vida do personagem no futuro. Será interessante ver como farão isso, sem quebrar a atual narrativa.

E você, o que acha? Concorda com a lista, ou descorda de algo? Deixe sua opinião abaixo!
VSDias55
Enviado por VSDias55
Membro desde
26 anos, Florianópolis
label
Deixe seu comentário para sabermos o que você achou da publicação
Não se esqueça que você pode participar do nosso Discord.
E também nos seguir no CANAL, Facebook, Twitter, e na nossa curadorida da Steam.