.

Sequências de Death Stranding podem ser necessárias para consolidar o gênero

Enviado por VSDias55, , 0 comentários
Clique para ver a imagem em tamanho original

Death Stranding será lançado para o PS4 em 8 de novembro, e antes do lançamento, o diretor Hideo Kojima discutiu seus temas e suas ambições. Kojima disse anteriormente que, para ele, Death Stranding marca a criação de um novo gênero, que ele chamou de "Strand Games". No entanto, para que o gênero seja explorado adequadamente, podem ser necessários mais projetos de Death Stranding.

Conversando com a GameSpot, Kojima indicou que Death Stranding por si só pode não ser o bastante para dar aos Strand Games a permanência que ele deseja que o gênero tenha. Ele acredita que isso ocorre porque os conceitos e ideias são um novo território para ele como criador e para aqueles que jogam o jogo.

O que é apresentado em Death Stranding pode servir como base para o gênero, mas Kojima também expressou o desejo de refinar-lo, o que também garantiria a permanência do gênero. Quando questionado se Death Stranding teria uma continuação, Kojima respondeu:

Não tenho muita certeza. A parte mais difícil é que, quando você cria algo novo, é necessário criar uma sequência, e em seguida uma terceira versão, ou ele [não] permanecerá como um gênero.

Quando este jogo for lançado, haverá muitos prós e contras, e [esses elementos podem se tornar a essência do gênero], mas acho que é melhor continuar com uma sequência.


Clique para ver a imagem em tamanho original

Embora Kojima pareça sugerir que uma sequência para Death Stranding possa ser necessária, ele afirmou que há outros projetos na mesa também.

Sim, provavelmente pelo menos um 1.5, e então o 2, talvez, pelo menos para que ele permaneça e as pessoas estejam cientes do gênero. Existem muitos outros projetos que tenho em mente.

Um obstáculo, no entanto, é encontrar tempo para lidar com as sequências e explorar outros projetos.

Não posso dizer que é definitivo porque tenho apenas um corpo, e há muitos projetos nos quais tenho que me envolver. E é realmente difícil para mim fisicamente fazer muitas coisas ao mesmo tempo.

Kojima foi honesto sobre não entender completamente seu próprio jogo, já que sua jogabilidade e visão de mundo são algo novo. No entanto, na entrevista, ele disse que grande parte de Death Stranding é inspirada no conceito japonês de "omoiyari", que pode ser traduzido livremente como compaixão pelos outros. Ele irá explorar as várias formas que esse omoiyari pode se manifestar, os sentimentos que pode inspirar e como tudo isso se manifesta no jogo.

Death Stranding teve uma presença importante na Tokyo Game Show 2019, onde Kojima apareceu no palco várias vezes para demonstrar vários aspectos do jogo. Isso inclui a jogabilidade principal de Death Stranding, que envolve fazer entregas. Ele também mostrou o que os jogadores poderão fazer na base em Death Stranding, onde o personagem principal Sam Bridges se recupera entre os trabalhos.
VSDias55
Enviado por VSDias55
Membro desde
26 anos, Florianópolis
label