Sinopse de Half-Life 2
Há cinco anos atrás, o pobre cientista Gordon Freeman foi contratado para cuidar do departamento de Materiais Anômalos do centro de pesquisas de Black Mesa. Ele não sabia, mas o seu primeiro dia de trabalho seria inesquecível: logo em sua primeira experiência, ele abriria um portal para um mundo alienígena, que envia seus habitantes para invadir nosso planeta. O governo envia seus fuzileiros - que matam não apenas os E.T.s, mas também todas as testemunhas. Freeman fecha o ciclo viajando até o planeta-natal deles, Xen, e matando seu líder, Nihilant. O que ele não sabia é que o governo já conhecia esse planeta - e Freeman recebe uma oferta do misterioso homem de terno que explora o laboratório. Conhecido apenas como G-Man, Gordon é contratado para uma nova missão... que só foi revelada cinco anos, com o anúncio de "Half-Life 2".

Gordon agora precisa salvar a Cidade 17, um local fictício na Europa Oriental, que foi tomada pelos aliens. Junto com uma nova heroína, Alyx Vance, ele deve ultrapassar 12 capítulos, cada qual com cerca de quatro horas de duração, segundo a Valve. A invasão traz muitos clichês e inspiração de filmes B de terror: é só conferir nas fotos.

A maior revolução do game original estava na sua trama e nos ambientes: o laboratório parecia uma instalação verdadeira, com cozinhas, banheiros e uma arquitetura convincente (ao invés dos antigos castelos e naves genéricos de outros games de tiro). O enredo não era dividido em fase cujo único objetivo era matar alguém ou atravessar uma fase linear - Gordon percorria os corredores do centro de pesquisa encontrando inocentes e vendo pequenos incidentes desenrolarem a história. A continuação promete levar tudo isso ainda mais longe: o produtor do game afirma que muitos não saberão sequer dizer quais eventos são pré-definidos e quais acontecem aleatoriamente.

Mas isso não é tudo. Ao contrário do game original, que utilizava uma versão modificada do mecanismo de "Quake", "Half-Life 2" utiliza apenas tecnologia desenvolvida pela própria Valve. Além de contar com incríveis visuais - repletos de efeitos de partículas como fogo, fumaça e água, a continuação agora trará ambientes ainda mais interativos. Certas armas serão capazes de atear fogo em determinados objetos e estruturas, ou quebrá-las - não apenas mudando a forma dos mapas, mas também podendo ser usado como arma: que tal derrubar uma ponte de madeira sobre os comedores de cabeça?
Screenshots de Half-Life 2
Slide https://i.imgur.com/pSKe31K.jpg;;;https://i.imgur.com/jk8ZYlq.jpg
Trailers e GamePlays de Half-Life 2
Vídeo do YoutubeSUQxZFdOM243cTQ=
Datas de Lançamento de Half-Life 2
PlataformaRegiãoData
ComputadorAmérica do Norte16 de Novembro de 2004
ComputadorEuropa16 de Novembro de 2004
ComputadorJapão2 de Dezembro de 2005
XboxAmérica do Norte15 de Novembro de 2005
XboxEuropa18 de Novembro de 2005
Xbox 360América do Norte10 de Outubro de 2007
Xbox 360Europa19 de Outubro de 2007
Xbox 360Austrália25 de Outubro de 2007
Xbox 360Japão22 de Maio de 2008
Xbox 360Asia9 de Outubro de 2007
PlayStation 3América do Norte11 de Dezembro de 2007
PlayStation 3Europa14 de Dezembro de 2007
PlayStation 3Austrália20 de Dezembro de 2007
PlayStation 3Asia11 de Dezembro de 2007
MacintoshMundialmente26 de Maio de 2010
LinuxMundialmente9 de Maio de 2013
AndroidMundialmente12 de Maio de 2014
Classificação Indicativa de Half-Life 2
PEGI 16
PEGI 16
Esta classificação é aplicável quando a apresentação de violência (ou actividade sexual) alcança um nível semelhante ao expectável na vida real. Os jovens neste grupo etário também deverão conseguir lidar com linguagem inapropriada mais extrema, com o conceito da utilização de tabaco e drogas e com a representação de actividades criminais.
Adulto
Adulto (M)
Títulos classificados como M "Mature" (Adulto) possuem conteúdo adequado a pessoas de 17 anos ou mais velhas. Títulos nesta categoria podem conter violência intensa, sangue e ferimentos, conteúdo sexual e/ou linguagem vulgar.

Notícias Relevantes

Quem gosta de "Half-Life 2" também pode gostar dessas notícias.
Por okardec, em
0 chat_bubble