Review | Doutor Estranho no Multiverso da Loucura: Evil Dead

Review | Doutor Estranho no Multiverso da Loucura: Evil Dead

Um mago muito louco
#Notícias Publicado por ZeroJimmy, em

Doutor Estranho, que personagem peculiar para se trabalhar. Tendo liberdade para fazer o que queria, Sam Raimi trouxe uma nova visão para os filmes de "Super-heróis", a visão do "Terror" misturada com filmes "horror-trash" dos anos 80 e 90, onde cenas "gore" se misturavam com um humor pastelão mas que divertia a todos. Fiquei extasiado em ver como essa mistura em um filme da Disney, poderia dar tão certo.

Doutor Estranho no Multiverso da Loucura uma das melhores coisas que Sam fez, parece que o diretor colocou sua alma nesse filme, misturando seus dois gêneros favoritos e isso deu muito certo. Juntando o melhor de Homem-Aranha com Evil Dead.

Historia, efeitos, trilha sonora, personagens e mortes(?).

A Disney deu permissão total a Sam, e isso é visto logo de cara com as mortes pesadas mas que ainda sim, mostram que este é um filme da Disney, nada muito explicito mas, nada muito censurado. Vilão resolve tomar a tudo custo o que quer e com isso, mata todos que aparecem na sua frente, Heróis tentam impedir e morrem... Sim, morre e vocês vão entender isso, é uma parte bem interessante e diferente.

Ver cenas de ação misturadas com terror, foi algo diferente e muitos podem puxar minha orelha apontando Spider-Man 3 de Sam ou ate mesmo Blade mas, não. Nesses dois filmes o sombrio é usado para amenizar o tom heroico do filme, dando uma cara mais "dark". Já em DEML, o filme usa e abusa da trilha sonora pesada, do jogo de câmera, das sombras, do zoom clássico e muitos outros artifícios usados em filmes de terror que Sam trabalhou. E fiquem tranquilos, isso tudo misturado com piadas bobas, cenas de ação recheadas de CGI, não deixaram o filme para trás, pelo contrario, fizeram do mesmo, algo único de se aproveitar.

Doutor Estranho parece estar em sua melhor fase, mesmo com seu humor pateta, consegue ser destaque nas cenas de ação, mantendo uma postura misteriosa. Wong é um personagem que esperamos pouco mas que entrega muito, com humor agridoce, piadas secas e sempre serio, proporciona cenas bem agradáveis.

Miss América, cara, que personagem bacana, eu esperava algo bem "teen" e eu recebi algo "teen" só que bem feito. A introdução da personagem nesse universo é feita logo de cara, sem enrolação e nem drama. Gostei da atuação de Xochitl Gomez, a qual trouxe de um jeito sutil aquele ar "teen" das series da Disney e isso não me desagradou, acho que a direção e roteiro conseguiram deixar a personagem bem dinâmica e interessante.

Eu gostaria de comentar melhor sobre o vilão do filme, porem, não me agradou rever esse personagem. É um vilão denso, com um passado pesado e que vai fazer de tudo para conquistar o que quer. Thanos? Não e nem chega perto de ser um Ultron da vida, porem, não deixa a desejar, e isso novamente seria por conta do roteiro e direção de Sam.

Aparições inesperadas ou esperadas, mortes estranhas ou não, o filme trás grandes surpresas mas, caso tenha ido esperando ver algo ao nível de No Way Home, é melhor baixar suas expetativas e apenas aproveitar o que DEML entrega.

Resumindo, Doutor Estranho no Multiverso da Loucura é sem duvidas o melhor filme do seu gênero. "Super-Hero-Horror-Movie" ou qualquer outra palavra que misture heróis e terror.

ZeroJimmy
ZeroJimmy

YEAH RIGHT

Moderador do Site, Porto Alegre
Deixe seu comentário para sabermos o que você achou da publicação
Não se esqueça que você pode participar do nosso Discord.
E também nos seguir no Facebook, Twitter, Instagram e na nossa curadorida da Steam.
Publicações em Destaque