VRS Tier 2 é demonstrado pela Microsoft

VRS Tier 2 é demonstrado pela Microsoft

Jogos agora podem ganhar um pouco mais de desempenho ao usar a tecnologia
#Tecnologia Publicado por Sr Ori, em

A Microsoft em seu Microsoft Games Stack, evento focado em apresentar novidades do GDK do Xbox ou DirectX no PC para desenvolvedores de jogos, apresentou uma melhoria na tecnologia VRS para os videogames Xbox Series X e S, mas que por enquanto não vêm sendo utilizada por ser uma tecnologia nova e apenas para as novas GPU's e videogames de 9º geração. A tecnologia traz benefício principalmente ao utilizar tarefas com processamentos mais pesados como motion blur, bloom, shadows, clouds, shadowed particles etc.

cFB5TjlyNVFOYnM=

O VRS Tier 1 já foi utilizando em alguns jogos como Halo Infinite, Gears 5 e Forza Horizon 5, tendo sua principal funcionalidade diminuir a carga na GPU e melhorar o desempenho ou focar em outras melhorias técnicas. Nessa apresentação a Microsoft apresentou o Tier 2 da tecnologia e que está sendo divulgado pela mídia como um VRS 2.0, pois suas melhorias podem ajudar os novos Xbox e também o PC a ganharem um pouco mais de desempenho ou melhorias gráficas. De forma bem resumida, a tecnologia diminui a "resolução" dos shaders sem perda a qualidade de imagem.

A versão Tier 2 conseguiu um ganho maior de desempenho em relação a primeira versão, conseguindo economizar tempo de execução em diversas funções, como por exemplo quase 50% na construção de objetos 3D (G-buffer e Deferred Lightning). Pelas imagens e também como mencionado pelo palestrante, apesar de o Xbox Series X e S serem de uma mesma geração de videogames, o Series S tem menor ganho utilizando a tecnologia se comparado ao Series X.

Slide https://i.imgur.com/0S2AqZ4.png;;;https://i.imgur.com/MqwX8IP.pngComo exemplo das melhorias na Unreal Engine 5, a The Coalition, estúdio de Gears of War, utilizou naquela demo que ela apresentou meses atrás as mesmas configurações do VRS que foi usado em Gears 5, obtendo 33% de ganho de desempenho sem perda na qualidade da imagem. Isso acaba sendo bem interessante de se observar porque muitos estúdios estão utilizando a Unreal Engine 5 (incluindo estúdios próprios como Ninja Theory, Obsidian e The Coalition) e, com configurações padrões, já poderão ter uma certa melhoria de desempenho ou focar em outras melhorias gráficas.

IMAGEaHR0cHM6Ly9pLmltZ3VyLmNvbS9uMHFBZjV6LnBuZw==

Outro exemplo foi Doom Eternal onde utilizaram uma cena extrema de ação e que consome muito desempenho. Nesse eles mostraram que jogos com muitas partículas como Doom conseguem se beneficiar do VRS, conseguindo 17% de ganho de desempenho para alocar em outros recursos.

IMAGEaHR0cHM6Ly9pLmltZ3VyLmNvbS9sZTdUc3BELnBuZw==

Mas é claro que o que foi descrito acima é uma explicação muito simples e extremamente resumida de todo o conteúdo que foi apresentado, então caso queira saber detalhes técnicos sobre a tecnologia e o que a Microsoft realmente melhorou em relação sua versão anterior recomendo assistir o vídeo completo.

Caso também queira uma explicação mais simples, o canal Detonando Gueek também fez uma explicação bem simples do que aconteceu no evento e pode ser mais esclarecedor para quem não quer tanta complexidade na explicação.

bWkzX3lGYUdrRGc=

Fonte 1: Youtube
Fonte 2: Xboxers
Sr Ori
Sr Ori #luhckaz100

Fã de yakuza e jogos que trazem experiências criativas e diferentes das que já tive.

Colaborador do Site
Deixe seu comentário para sabermos o que você achou da publicação
Não se esqueça que você pode participar do nosso Discord.
E também nos seguir no Facebook, Twitter, Instagram e na nossa curadorida da Steam.
Publicações em Destaque