SEGA esclarece que sua aliança com a Microsoft não resultará em exclusividades com o Xbox

SEGA esclarece que sua 'aliança' com a Microsoft não resultará em exclusividades com o Xbox

A empresa 'Xbox' estará apenas fornecendo suas tecnologias para criação dos Super-Games da SEGA
#Games Publicado por Billy Butcher, em

A SEGA esclareceu que sua recentemente anunciada “aliança estratégica” com a Microsoft não fará com que ela lance jogos exclusivos para a empresa Xbox.

No início deste mês, a editora japonesa disse que havia chegado a um acordo para desenvolver “jogos globais em grande escala em um ambiente de desenvolvimento de última geração construído na plataforma de nuvem Azure da Microsoft”.

Na sexta-feira, mais detalhes sobre o negócio surgiram por meio de comentários recém-publicados na recente reunião fiscal da SEGA, na qual ela se moveu para esclarecer que não estaria lançando jogos exclusivamente para a Microsoft.

“Já temos uma relação comercial muito próxima com a Microsoft. Terceirizamos o desenvolvimento de seus títulos em grande escala e, como terceiros, fornecemos uma variedade de títulos”, disse a empresa, referindo-se ao trabalho de seus estúdios em Halo Wars 2 e Age of Empires 4.

“Quando anunciamos o conceito de Super Game, a Microsoft simpatizou com essa visão e isso leva ao anúncio desta vez. Sobre isso, não estamos falando de lançar jogos exclusivamente para a Microsoft, mas sim de desenvolver o 'Super Game' que serão entregues ao mundo juntos, com seu suporte técnico.”

A editora japonesa se comprometeu com uma nova iniciativa de 'Super-Game' este ano, uma estratégia de médio a longo prazo que visa a criação de um "grande título global" com foco nos pilares de "global", "online", ''serviço vivo'', "comunidade" e "Utilização de IPs”.

No relatório anual da empresa publicado este mês, a controladora SegaSammy disse que consideraria investir até ¥ 100,0 bilhões (US$ 882 milhões) nos próximos 5 anos para atingir suas ambições nesse 'Super-Game'. Este investimento poderia ser gasto não apenas em seus recursos de desenvolvimento interno e jogos em desenvolvimento, mas também na aquisição de outras empresas no Japão ou no exterior.

A SEGA tem uma das maiores redes de estúdio de qualquer empresa japonesa. Desde a aquisição da Creative Assembly, com sede no Reino Unido (conhecida por Total War) em 2005, passou a adquirir Sports Interactive (Football Manager), Relic (Age of Empires IV), Atlus (Persona), Amplitude (Humankind) e Two Point (Two Point Hospital).

A Microsoft tem licenciado abertamente sua tecnologia de servidor em nuvem para empresas de jogos nos últimos anos. A Microsoft e a Sony anunciaram uma “parceria estratégica” em maio de 2019, que resultará na fabricante do PlayStation usando data centers do Microsoft Azure para jogos em nuvem e serviços de streaming de conteúdo.

Os jogos na nuvem continuam a ser um pilar importante para os negócios do Xbox. A Microsoft, que já oferece jogos em nuvem em dispositivos móveis e PC, lançou oficialmente o streaming de jogos em nuvem para consoles Xbox esta semana.

Billy Butcher
Billy Butcher #BillyButcher

Um grande fã de jogos e filmes dos gêneros Stealth e Ficção-Científica.

Tenho uma paixão imensa pela franquia Metal Gear Solid, na qual considero a minha favorita, porém também sou um grande amante das sagas Halo e StarCraft.

Moderador do Site, Volta Redonda, Rio de Janeiro