Análise | Dodgeball Academia

Análise | Dodgeball Academia

Ótimo jogo vindo de um estúdio brasileiro.
#Análises Publicado por Sr Ori, em

Dodgeball Academia é um jogo feito pelo estúdio brasileiro Pocket Trap e publicado/distribuído pela Humble Games. O jogo teve uma inspiração assumida no Super Dodge Ball de Neo Geo e trouxe várias mecânicas que o tornam muito divertido e interessante, inclusive alguns elementos de RPG e textos localizados para o contexto brasileiro.

O jogo se inspirou absurdamente em pokemon e possui diversas referências ao mesmo. Elas podem ser notadas em alguns sons, design do mapa, inimigos bloqueando o caminho, design de evolução e algumas outras situações que provavelmente os mais fãs da franquia Pokemon irão notar. Pelo menos para mim, essas referências ficaram muito legais e me lembraram diversos momentos jogando Pokemon, apesar de Dodgeball Academia ter sua própria identidade.

Slide https://i.imgur.com/iUTkUPe.png;;;https://i.imgur.com/tax4xFh.pngA história também é um pouco semelhante a Pokemon, se tratando de um estudante trilhando um caminho para ser o campeão da escola de queimada e conquistar seu troféu. A história principal e todas as secundárias são bem simples, mas elas também introduzem novos personagens com personalidades únicas e muito bem definidas e tentam também criar diversas situações entre eles, sendo na grande maioria das vezes muito engraçadas. Basicamente a história não possui um enredo tão profundo para acompanhar, mas como eles a criaram acaba prendendo o jogador da mesma forma.

Uma das partes mais divertidas do jogo são os próprios balões de fala dos personagens, pois os criadores não tiveram nenhum pouco de receio em escrever algo mais informal, mas sim escrever diálogos utilizando muitas onomatopeias, referências e frases com diversas figuras de linguagem. O que torna mais divertido ainda é que esses diálogos aparentam ter um foco especial para o público brasileiro, facilitando a identificação com personagens e gerando mais risadas com diversas situações que aparecem.

Slide https://i.imgur.com/U8VsdyM.png;;;https://i.imgur.com/DAapi28.png;;;https://i.imgur.com/xjrbE4W.png;;;https://i.imgur.com/wKBfxnO.pngMencionando um pouco da jogabilidade, ela acaba sendo uma mistura de queimada, onde o reflexo do jogador é a mecânica principal, e RPG, adicionando níveis e itens para melhorar e dinamizar o combate. A parte das habilidades de queimada são ótimas e funcionam muito bem, incentivando o jogador a sempre melhorar seus reflexos e ficar atento a quadra e time inimigo. Quanto a parte de RPG ela é bem simples e acaba não mudando tanto assim a jogabilidade no geral, pois os itens apenas melhoram os atributos (Força, Agilidade e Técnica) e cada personagem ganha uma habilidade "passiva" específica ao subir de nível. O que pode realmente mudar o combate em si e permitir com que cada jogador varie mais a jogabilidade são escolher os itens 8/80, os quais dão um grande beneficio e grande prejuízo ao mesmo tempo, e variar a composição do time, pois cada personagem se joga de uma forma específica.

Apesar da parte de RPG ser simples o jogo consegue evoluir de outras formas a cada capítulo finalizado, como por exemplo a inclusão de novos tipos de bolas na quadra, novos personagens, aprender o timing de diferentes técnicas etc. Em específico sobre a mecânica de cada inimigo possuir uma técnica específica, isso acaba deixando o jogo muito mais dinâmico e interessante e incentiva o jogador a compreender aquela técnica usada e até mesmo usar a própria habilidade do inimigo contra ele (sim, isso é possível e bem legal).

Apesar do design dos personagens serem 2D e o mapa ter uma certa profundidade, isso não atrapalhou nenhum pouco correr pelo mapa e jogar queimada, mantendo totalmente a sensação de precisão quando senti que precisava. O design dos personagens de certa forma até ajuda no humor que o jogo tenta entregar (sem estragar a jogabilidade), talvez sendo essa realmente a intenção por trás dos desenvolvolvimento do jogo.

IMAGEaHR0cHM6Ly9pLmltZ3VyLmNvbS9seU5DTElYLnBuZw==

O jogo ainda possui um modo Versus que é basicamente um arcade focado em cobates contra uma IA ou outro jogador local. Os personagens disponíveis para a equipe são apenas os que foram liberados no modo história, meio que forçando o jogador a finalizar a campanha para jogar com mais do que um único personagem. Esse nem seria o grande problema, mas a quantidade de personagens totais disponíveis não é tão grande e nem mesmo as opções de personalização da partida, tornando-se facilmente enjoativo com o tempo.

No geral, Dodgeball Academia é um jogo muito divertido e bem humorado, conseguindo ao mesmo tempo entregar uma jogabilidade muito precisa, interessante e dinâmica, mesmo com seus elementos de RPG sendo bem simples. Os personagens construídos juntamente com a história são extremamente carismáticos e possuem personalidades únicas e bem definidas, sendo fácil de notar somente pelo balão de fala quem está falando. O estúdio brasileiro conseguiu entregar um jogo muito bem feito e que pode ser considerado um grande início e inspiração para novos jogos do país, pois senti essa mesma diversão jogando alguns jogos da Nintendo.

Disponível para as plataformas: PlayStation, Xbox, Switch e PC.

9.3
thumb_up
Nota
"Jogo brasileiro focado na diversão e reflexos do jogador."
Prós
  1. Diálogos
  2. Personagens
  3. Progressão do jogo
  4. Precisão do combate
  5. Referências
Contras
  1. Mecânicas de RPG
  2. Modo Versus
Sr Ori
Sr Ori #luhckaz100
Usuário do Site
Publicações em Destaque