Tango Gameworks fala sobre sua cultura de trabalho e de desenvolvimento de jogos

Tango Gameworks fala sobre sua cultura de trabalho e de desenvolvimento de jogos

Comentam também sobre The Evil Within 2 e o próximo Ghostwire: Tokyo
#Games Publicado por Billy Butcher, em

Dos atuais 23 estúdios dentro do Xbox na Microsoft, um dos maiores destaques é a Tango Gameworks, não apenas por conter Shinji Mikami como principal mente, mas por ser o primeiro estúdio do Japão a fazer parte do Xbox, algo bem marcante.

No momento atual eles vem desenvolvendo Ghostwire: Tokyo, um Thriller de FPP em produção pelo segundo time do estúdio, liderado pelo diretor Kenji Kimura, e que chegará em 2021 no PC e PlayStation 5. Um dos seus destaques é por ser o primeiro título com a Unreal Engine 4 pela Tango, além do fato do jogo ser em First-Person.

Em suas redes sociais oficiais, a Tango Gameworks compartilhou uma entrevista feita recentemente por algumas figuras do estúdio com o coletivo da RecGame no Japão, e lá Shigenori Nishikawa e Akira Kosaka, diretores de projeto da Tango, comentaram sobre o Ghostwire, a cultura do estúdio, e sobre The Evil Within 2.

Começando por TEW 2, como sabemos, o título foi lançado em 13 de Outubro de 2017, sendo recebido pela crítica e jogadores de forma excelente, principalmente na sua parte artística e técnica, sendo um grande avanço diante o primeiro jogo, graças ao uso da nova STEM Engine, motor gráfico criado pela Tango (utilizando a Id Tech 6 como base).

No entanto, a escolha da data de lançamento para Evil Within 2 sempre foi vista como no mínimo questionável, com o jogo não recebendo muito marketing e sendo lançado no meio de tigres como AC: Origins, Forza Motorsport 7, Super Mario Odyssey, Middle-Earth: Shadow of War, e até mesmo Wolfenstein II da própria Bethesda, que chegou poucas semanas após The Evil Within 2 estrear, o que fez ele ter baixíssimas vendas.

Mesmo com tudo isso, a Tango Gameworks disse ter ficado muito feliz com a recepção da crítica geral e dos jogadores para o título protagonizado por Sebastian Castellanos, com a resposts do público para o título indo de acordo com o que eles tinham objetivo na sequência.

"Quando criamos The Evil Within 2, escrevi um plano e o implementei para o produto final, pensando principalmente em como poderia melhorar com essa sequência. Durante os testes, um dos nossos amigos que jogou disse que "Foi divertido" no YouTube."

"Foi recompensador quando nós vimos pessoas que estavam com medo de como poderiam levar sustos naquele mundo ao vivo, ao mesmo tempo em que jogavam alegremente. Há uma sensação de realização no momento em que você termina de produzir um título, mas é um grande prazer vê-lo ser reconhecido no mundo inteiro e ter muitas pessoas jogando e se divertindo como algo que você fez."

IMAGEaHR0cHM6Ly9pLnBpbmltZy5jb20vb3JpZ2luYWxzLzA3L2E4L2IyLzA3YThiMjIwNzQyZThkMWNkZGQwODNhNDIwYTAyM2Q1LnBuZw==

O estúdio compartilha que entre sua cultura de desenvolvimento, o mais presente atualmente (numa predominância) são funcionários da Tango Gameworks que estão na faixa dos 35-45 anos, não possuindo tantos jovens quanto eles gostariam, para moldar o futuro da empresa quando os mais velhos forem se aposentar, e passar o bastão de legado para os próximos diretores/produtores.

Akira Kosaka menciona um pouco da cultura da criação da Tango por Shinji Mikami, onde o estúdio não deve ser encarado como "focado apenas em Survival-horror", e que eles tem o papel de desenvolver títulos de múltiplos gêneros e formatos.

É citado por Shigenori Nishikawa que a subsidiária japonesa do Xbox possui muitos veteranos que trabalharam em Jogos de RPG e de Ação e Aventura, e que no futuro não seria estranho vê-los embarcar em algo completamente diferente.

Por fim, é comentado sobre Ghostwire: Tokyo, onde Nishikawa menciona que:

"Com Ghostwire: Tokyo, queremos fazer algo interessante! Gostaria que as pessoas pudessem ver um outro lado de uma experiência com ação e horror. Saltei sem nenhum conhecimento sobre desenvolvimento de jogos, mas posso dizer que existem muitas oportunidades de aprender conhecimentos e habilidades como uma experiência real após entrar na empresa."

"Nosso objetivo é trazer uma obra memorável que deixará pessoas da geração atual empolgadas, mesmo quando forem adultos."

dkp6RE9yRnUyRzQ=

O estúdio também menciona estar contratando ativamente múltiplos funcionários em várias áreas para trabalhar em seus projetos em desenvolvimento atual (sabemos que o time de John Johanas, diretor de The Evil Within 2, tem um outro jogo sendo feito), mas que ainda não foram revelados.

Ghostwire: Tokyo chegará em 2021 para PlayStation 5 e PC.

Billy Butcher
Billy Butcher #BillyButcher

Um grande fã de jogos e filmes dos gêneros Stealth e Ficção-Científica.

Tenho uma paixão imensa pela franquia Metal Gear Solid, na qual considero a minha favorita, porém também sou um grande amante das sagas Halo e StarCraft.

Moderador do Site, Volta Redonda, Rio de Janeiro
Deixe seu comentário para sabermos o que você achou da publicação
Não se esqueça que você pode participar do nosso Discord.
E também nos seguir no Facebook, Twitter, Instagram e na nossa curadorida da Steam.
Publicações em Destaque
#Games, Por VSDias55,
#Games, Por DreadnaughtBR,
#Games, Por VSDias55,
#Games, Por coca,