As editoras de videogames que mais fecharam estúdios e divisões

As editoras de videogames que mais fecharam estúdios e divisões

Por dentro das empresas que mais fecharam suas subsidiárias e divisões internas
#Artigos Publicado por Billy Butcher, em

A indústria de videogames é bastante volátil e suscetível a mudanças, e com o passar das décadas, a gente se pega vendo o nascimento e o crescimento de estúdios de jogos, alguns na qual temos bastante apego, seja por seus diretores, por seus jogos serem bastante do seu agrado, ou porque ele tem um histórico de sucesso.

As vezes, mesmo com todo esse sucesso, esses estúdios são fechados, e nos pegamos pensando no futuro: ''para onde foi parar aquela empresa que eu gostava tanto outrora?''

Hoje comentaremos um pouco de cada um deles, mas por trás de suas editoras. Sejam estúdios que eram independentes ou que estavam sob a asa de alguma grande editora, que já se foi ou ainda está entre nós depois de tantos anos, estamos sempre vendo empresas e subsidiárias sendo fechadas, outras sendo fundidas com divisões internas, ou mesmo renascendo, como em 2021 já presenciamos a volta de vários estúdios que anteriormente já estavam extintos.

Uma curiosidade é que editoras como a Nintendo, Bandai Namco e SEGA nunca fecharam um único de sua propriedade, mostrando o forte comprometimento que essas editoras tem com suas divisões e estúdios adquiridos. Outras não ligam tanto, e como você pode imaginar, a recordista de fechar estúdios é ninguém menos que a Electronic Arts.

Daremos enfoque em alguns dos estúdios mais importantes de cada, e claro, focaremos num Top 10 das editoras de videogames que mais fecharam seus estúdios. Com tudo isso entendido, vamos ao Ranking:

1. Electronic Arts
Fechou 29 estúdios

IMAGEaHR0cHM6Ly9pLmliYi5jby80c1NDa0xQL3ZnaXV1Z25udGU3MWptbWl4M2FlLmpwZw==

Com certeza a grande assassina de estúdios. Desde sua existência original quando foi fundada por Trip Hawkins, a Electronic Arts segue um modelo filosófico e de política em sua estrutura que é amplamente criticado, porém ele é funcional, com a editora sempre batendo recordes de receita e lucro, e mesmo possuindo o apelido de ''vilão da indústria de jogos'', ela continua sendo uma das maiores empresas de videogames do mundo, a segunda maior, mais especificamente.

Entre os estúdios na qual ela fechou ao longo da vida, nomes não faltam, Ghost Games, Maxis Emeryville, Black Box, Visceral Games, Pandemic Studios, Westwood Productions, Bullfrog, DreamWorks Interactive, BioWare Montréal, PopCap Vancouver, e milhares de outros. Autores de jogos e franquias como Dead Space, Dungeon Keeper, The Sims, Medal of Honor, Star Wars: Battlefront, Syndicate, Mercenaries, SimCity, e vários outros foram lacerados pelas mãos da editora, e bom, em 2020 ela fechou dois estúdios, e em 2021 fechou mais um, então isso não deve parar tão cedo.

2. Take-Two Interactive
Fechou 23 estúdios

IMAGEaHR0cHM6Ly9pLmliYi5jby9ZMkhobUhrL1Rha2UtVHdvLUludGVyYWN0aXZlLUNhbGwtUm9ja3N0YXItR2FtZXMtMi1LLUdhbWVzLTIwMjIuanBn

A segunda maior empresa a fechar estúdios, e inesperadamente muitos ignoram o fato da Take-Two Interactive ser muitas vezes considerada uma editora bem mais nociva do que a Electronic Arts. Sim, eles são os donos da Rockstar, mas isso não muda que a empresa recebe suas milhares de críticas anualmente, e isso é visível em seus lucros e receitas, onde apesar de ser a terceira maior editora de videogames no mundo, ela sempre acaba tendo lucros piores do que em seus anos anteriores. Muitos consideram esse problema por conta de Strauss Zelnick, CEO da Take-Two.

Também não podemos ignorar o fato que foi por conta da Take-Two que nessa nova geração os jogos custam US$ 70, pois eles emplacaram essa visão em 2020, e consequentemente, todas seguiram seu modelo. Mas estamos aqui pra falar de seus fechamentos de estúdio, e talvez parece assustador, mas sim, eles já fecharam mais de 23 estúdios ao longo de sua existência. Entre as subsidiárias eliminadas, podemos citar a Rockstar Vancouver, 2K Czech, Irrational Games, 2K Marin, Rockstar Vienna e Indie Built.

3. Square Enix
Fechou 20 estúdios

IMAGEaHR0cHM6Ly9pLmliYi5jby9jWE5MR0R2L3NxdWFyZS5qcGc=

Por conta da aquisição da Eidos Interactive em 2009, que hoje se chama Square Enix Europe, esse número cresceu ainda mais, mas ainda sim não podemos ignorar o fato da Square Enix ter uma certa política de: faça um jogo, seja um sucesso, e continue vivo; faça um jogo, fracasse, e veja esse estúdio ser fechado. Eles seguem esse modelo fielmente, e ocasiona em várias subsidiárias sendo fechadas tendo lançado só 1 jogo.

Entre os nomes de estúdios fechados pela editora, temos a Core Design, criadores dos primeiros jogos de Tomb Raider, mas também algumas divisões de outras subsidiárias, como a Eidos Hungary, SE Los Angeles, SE London, Visual Works, e muitos outros, que fizeram jogos de Final Fantasy, Dragon Quest, Hitman, Battlestations, e outras IPs que variam entre as operações da Square Enix Japan e Square Enix Europe.

4. Activision Blizzard
Fechou 14 estúdios

IMAGEaHR0cHM6Ly9pLmliYi5jby9EUmR5UFB2L2FjdGl2aXNpb24tYmxpenphcmQtbG9nby0xODgwOS5qcGc=

Dentre as três gigantes dos videogames, sabemos que a Activision Blizzard é a maior de todas, com seu valor de mercado chegando a quase US$ 90 Bilhões, e isso tudo foi graças a um grande trabalho da empresa, não só em termos de gerência mas no seu estilo de desenvolvimento. É umas das únicas empresas mais velhas dos videogames a ainda estar no topo das tabelas, e apesar desse sucesso, ela ainda comete seus tropeços, como vemos nos últimos anos.

Apesar de já ter fechado 14 estúdios, uma grande parte deles foi uma fusão, onde para não demitir seus funcionários, a empresa preferiu por fundir um estúdio com o outro, evitando problemas e perdas de mentes para desenvolver suas IPs. Isso foi possível de ver quando tivemos a perda da Neversoft e Radical Entertainment, estúdios lendários, conhecidos por Crash Bandicoot, Prototype, Gun, Tony Hawk's e Guitar Hero. Em outros casos porém, para evitar fechar seu estúdio, ela preferiu por vender ele, como a venda da Massive Entertainment e FreeStyle para a Ubisoft.

5. Capcom
Fechou 13 estúdios

IMAGEaHR0cHM6Ly9pLmliYi5jby8wcTVHSjRkL2NyYXBjb20ucG5n

Nos dias atuais ela voltou para o ápice, mas a Capcom ainda carrega na sua história um período de grande polêmica e problemas, em todos os sentidos. De 2005 até 2016, vimos a editora japonesa errando sucessivamente a todo instante, seja nas suas políticas predatórias, cancelando jogos, fazendo entrevistas que geraram divergências internas, lançando título com muitas falhas técnicas, e descaracterizando IPs clássicas em prol de atingir um maior público em suas vendas.

Isso gerou na demissão de muitos funcionários, e claro, no fechamento de estúdios da empresa. Entre alguns dos nomes, podemos citar a Capcom Vancouver, joy-venture entre Capcom e Microsoft, e também a Clover Studio, Capcom Studio 8, Elecbyte e a Flagship.

6. Microsoft Xbox
Fechou 11 estúdios

IMAGEaHR0cHM6Ly9pLmliYi5jby92bW0xNHAzL1hib3gtU2VyaWVzLVgtbG9nby5qcGc=

No passado a Microsoft tinha um jeito muito estranho de coordenar seus estúdios, e foi um dos fatores que levaram a eles terem fechado algumas de suas subsidiárias no passado. Diferente de algumas das demais outras presentes na lista, ela é a única (junto da Ubisoft e Crytek) a não ter fechado nenhum estúdio em mais de 5 anos, e isso se deve a mudança de postura e na gerência das suas divisões de videogames, que englobam o Xbox Game Studios e o negócio de tecnologia para videogames, que desde 2019 agora também está englobado no Xbox.

Falando das subsidiárias na quais a empresa fechou, os maiores nomes são a Lionhead, Ensemble, FASA e Aces, mais conhecidos por Fable, Black & White, Age of Empires, Rise of Nations, Shadowrun, MechWarrior, Flight Simulator, Age of Mitholoy, BattleTech e Midtown Madness. Sem duvidas tem um padrão, que foi a Microsoft fechando os seus estúdios mais antigos, e que principalmente eram mais focados em jogos de PC do que para o Xbox, o que pode ter influenciado a esses encerramentos, pois a empresa tem um foco muito maior nos Consoles Xbox.

7. Sony Interactive Entertainment
Fechou 10 estúdios

IMAGEaHR0cHM6Ly9pLmliYi5jby80TjNyeG5qL2ltZy5qcGc=

Uma das empresas que mais se mantém consistente com suas subsidiárias é a Sony, no lado PlayStation principalmente, mas que as vezes falha. A empresa tem um rico histórico de melhorar e ampliar os estúdios na qual possui, sejam eles First-Party e Second-Party, mas mesmo assim alguns problemas escapam, e isso foi visível quando a empresa passou para o PS3, PS Vita e PS VR, com os estúdios que eram focados nesses hardwares sendo fechados em grande parte.

Entre alguns nomes, vemos a Zipper Interactive e Studio Liverpool na época do PS3, mais lembrados por SOCOM, Mag, Unit 13, WipEout e outras IPs. Depois tivemos o fechamento da Guerrilla Cambridge, Evolution Studios e Japan Studio, esses sendo os mais recentes, e que com certeza atingiram mais forte no coração dos fãs da marca, por conta de seu longo período de existência, e pelo sucesso de seus jogos, como MotorStorm, DriveClub, Killzone, Gravity Rush e Demon's Souls. No entanto ela também recompensou seus fãs, abrindo 2 subsidiárias no ano passado.

8. Konami Digital Entertainment
Fechou 7 estúdios

IMAGEaHR0cHM6Ly9pLmliYi5jby9CNkJ2Rk1aL2tvbmFtaS1yZWdpc3RyYS1jb250cmEtMTkyMHgxMDI0LmpwZw==

O maior estrago da Konami está ligado indiretamente aos anos mais recentes, especialmente entre 2014 e 2015, quando houve a polêmica envolvendo Hideo Kojima e a empresa. Nessa época, quase toda semana acontecia alguma notícia bastante barulhenta, que fala sobre as brigas entre a editora e o diretor de Metal Gear. Também houve relatórios falando sobre como eram tratados outros funcionários da empresa, na qual trabalham em Castlevania, Silent Hill, Contra, Bomberman e outras IPs.

Com isso, vimos a morte prematura da Kojima Productions Los Angeles em 2015, estúdio que criou a Fox Engine e foi responsável fortemente por muitos aspectos de MGS V Ground Zeroes e MGS V The Phantom Pain, mas também vimos o fim da Kojima Productions original, sendo exterminada após o lançamento de MGS V Online. Além destes, podemos destacar o encerramento das divisões de produções de jogos da empresa no ano anterior, e claro, o fim do Team Silent, que fez os Silent Hill originais.

9. Crytek
Fechou 6 estúdios

IMAGEaHR0cHM6Ly9pLmliYi5jby9weUQ0UENyL0NyeXRlay1Mb2dvLmpwZw==

Hoje em dia ela está mais calma, mas de 2014 até 2016 só vimos notícias ruins quanto a Crytek. A editora e desenvolvedora não passou por bons tempos, especificamente por conta do ''fracasso'' de vendas de Crysis 3 e Ryse: Son of Rome, que fez ela se reformular inteira, e hoje se auto descrever como uma empresa focada em tecnologia e jogos como serviço, para nunca faltar seus orçamentos para produzir jogos no geral.

Vimos o fim de vária subsidiárias da empresa, como a Crytek Black Sea, que fazia jogos de estratégia, mas também da Crytek Budapest e Crytek Shanghai, sendo encerradas em conjunto no ano de 2016. As perdas mais fortes sem duvidas foram da Crytek UK e Crytek USA, fechadas em conjunto no ano de 2014, e que estavam responsáveis por um Ryse 2, Homefront: The Revolution, Crysis 4 e um novo título da série TimeSplitters. Ela vendeu algumas dessas IPs, bem como fechou esses estúdios, e no momento atual, prefere lançar mais remasterizações da trilogia Crysis, bem como dar suporte ao seu título de sucesso, Hunt: Showdown.

10. Ubisoft Entertainment
Fechou 5 estúdios

IMAGEaHR0cHM6Ly9pLmliYi5jby8xN3RwTkptL2RlNTZkaG4tODMwNzI1MjYtNDRlMi00NWE5LWFmMzMtNTE2YmMzYjk0NTZiLmpwZw==

Apesar de todas as polêmicas, a Ubisoft é uma das que menos fecha estúdios ou subsidiárias, e raramente você vê algo do tipo vindo dela. Por cada estúdio ter uma grande autonomia própria, acaba sendo mais fácil controlar cada um, e tanto por conta do estilo de trabalho em times, onde uma só subsidiária as vezes tem 3 jogos sendo feitos ao mesmo tempo, facilita na rápida condensação de recursos, porém gerando jogos que muitos consideram... uma cópia e cola do anterior.

Entre os 5 estúdios que ela fechou, temos alguns nomes mais desconhecidos, como a Sunflowers Interactive, Ubisoft Casablanca e Ubisoft Zurich. Porém, no entanto, e com todavia, tem um estúdio aqui que ela fechou e é bem marcante para nós, a Ubisoft Sao Paulo. Sim, um estúdio Brasileiro. Essa subsidiária foi aberta em 2008, e no seu pico, chegou a ter 120 funcionários. Ela até mesmo comprou um outro estúdio da região, Southlogic Studios, de Porto Alegre, para consolidar dentro da Ubisoft Sao Paulo. As coisas ficaram ruins em 2010 no entanto, devido a problemas na economia do nosso País e da queda de interesse nos jogos de Wii e DS, fazendo a subsidiária ser encerrada.

Billy Butcher
Billy Butcher #BillyButcher

Um grande fã de jogos e filmes dos gêneros Stealth e Ficção-Científica.

Tenho uma paixão imensa pela franquia Metal Gear Solid, na qual considero a minha favorita, porém também sou um grande amante das sagas Halo e StarCraft.

Moderador do Site, Volta Redonda, Rio de Janeiro
Publicações em Destaque