Matt Booty e Joshua Tsui falam sobre os tempos da Midway Games e o recente documentário sobre a empresa

Matt Booty e Joshua Tsui falam sobre os tempos da Midway Games e o recente documentário sobre a empresa

Booty, ex-CEO e Presidente da empresa, e Joshua Tsui, ex-diretor de estúdio, comentam
#Games Publicado por Billy Butcher, em

Adorada por muitos no passado, a Midway Games foi uma das maiores editoras e produtoras de jogos dos EUA por muitos anos, ao lado de Atari, MicroProse, Electronic Arts e Acclaim Entertainment, mas como sabemos, em 2008 ela entrou em falência.

Nas últimas semanas, no entanto, foi possível recordar a história da gigante por trás de IPs como Mortal Kombat, Spy Hunter, NBA Jam, Area 51, graças a um novo filme/documentário, chamado Insert Coin, cujo o trailer você pode conferir mais abaixo.

Em entrevita com a CG Magazine, os ex-cabeças da Midway Games, Matt Booty, que foi CEO e Presidente da Midway de 2005 até sua morte em 2009 (atualmente é chefe da Xbox Game Studios), e Joshua Tsui, ex-diretor de arte de chefe de estúdio da Midway Austin, comentaram sobre suas presenças no filme e sobre alguns aspectos que levaram a recordar um passado histórico como a da empresa.

Como sabemos, após a morte da Midway em 2008, a Warner Bros. Games comprou todas suas IPs e alguns estúdios, como a Midway Austin, produtora de MK, se tornou a conhecida NetherRealm Studios, sendo liderada pelo diretor Ed Boon, criador de Mortal Kombat e co-fundador da Midway Austin junto do Matt Booty no passado.

IMAGEaHR0cHM6Ly9pLmliYi5jby9Gbk41cnlHL01pZHdheS1HYW1lcy1Eb2N1bWVudGFyeS1JbnNlcnQtQ29pbi5qcGc=

ZzFPWGdDbU92YlE=

Primeiro foi perguntado para Tsui, sobre o envolvimento e motivação do documentário em questão:

''Basicamente, surgiu a ideia do documentário e o fato de haver esses jogos, como Mortal Kombat, NBA Jam e Smash TV, e esses jogos que eram conhecidos e ainda são conhecidos por muitas pessoas ao redor do mundo. Quando você olha para Mortal Kombat, ainda é uma franquia que está mais forte do que nunca.''

''Existem muitos vídeos e artigos sobre esses jogos e muitas pessoas não percebem que, tipo, esses jogos foram todos feitos por praticamente o mesmo grupo de pessoas. Todos trabalhando nessas condições terríveis nos fundos de uma fábrica de pinball em Chicago. E mesmo com esse fato, todos eles meio que influenciaram você e influenciaram uns aos outros.''

''E eu achei que deveria haver alguém para contar a história sobre como todos esses jogos se encaixam em uma imagem maior. É contextualizar todos eles, de modo que você entenda de onde veio o Mortal Kombat ou como o NBA Jam evoluiu a partir de outros jogos.''

Matt Booty aproveitou para responder uma pergunta em questão da CG Magazine, falando sobre o processo criativo da época na hora de criar jogos, e como isso mudou drasticamente daqueles tempos para cá, na qual o atual chefe da Xbox Game Studios disse:

''Sim, era bastante diferente. Naquela época era, como Ernest Klein diz no filme; A Midway era muito punk-rock quando se tratava de desenvolvimento de jogos. Embora a Midway em particular fosse muito parecida com isso, era semelhante em toda a indústria, era assim que os jogos eram feitos naquela época.''

''Você olha os jogos que saíram de nossa empresa. Essas equipes eram talvez de 5 a 6 pessoas. Mortal Kombat tinha cinco pessoas trabalhando nele, e NBA Jam tinha talvez 4. E então, a coisa que era uma daquelas coisas, onde o escopo dos jogos de arcade era menor do que os jogos são agora, então você pode se safar com equipes menores.''

''Você pode se safar deixando as equipes apenas criarem na hora; e eles colocarão os jogos em testes e continuarão fazendo ajustes à medida que avançam, porque as apostas não eram tão altas e os orçamentos eram muito baixos.''

Booty continua:

''Porque todos esses jogos, especialmente do início a meados dos Anos 90, são todos baseados em chips rom, então você só poderia tornar o jogo tão grande. E assim, haveria todos os tipos de maneiras de esticar a jogabilidade cada vez mais, ou reutilizar recursos de arte e tudo mais; mas isso só poderia durar até que o console chegasse.''

''De repente, o PlayStation é lançado, e tem um CD ROM e você pode armazenar cem vezes mais informações em comparação com o que tínhamos nos chips. Então, de repente, o escopo dos jogos ficou maior e títulos como Tomb Raider tinham 40 horas de duração.''

''Após isso, você tem Metal Gear Solid aparecendo, e vê a diferença entre assistir um conto incrível de táticas e ler um livro do gênero.''

Joshua Tsui foi perguntado sobre a mudança atual dos consoles e a evolução técnica em geral na produção dos jogos, e tendo esse histórico vindo desde a era dos fliperamas e arcades, ele disse:

''Vejo esses novos consoles sendo lançados... e você vê como eles são incríveis e a tecnologia que têm sob o capô. Minha parte geek está realmente animada com o que pode ser feito. A tecnologia é maior do que nunca, e ainda, é mais fácil do que nunca fazer um jogo incrível.''

''Lembro quando, naquela época, não havia uma Unreal Engine, não havia da Unity, tudo era criado do 0, as coisas eram feitas na montagem e a codificação era incrivelmente difícil. Se você queria ser um designer de jogos, precisava ser um programador. E à medida que a tecnologia se tornou mais poderosa, tornou-se surpreendentemente mais acessível às pessoas, por isso estou animado.''

''Em termos de grandes editoras, você sabe o que eles estão fazendo. É como o universo de jogos da Marvel, onde há esses jogos de grande orçamento e incrivelmente bonitos que parecem estar lá para justificar a compra de uma TV 4K ou 8K.''

Agora, com as pessoas não indo mais aos fliperamas para jogar juntas, com mais jogadores migrando para o espaço online, foi perguntado a Matt Booty como ele encara essa evolução dos jogadores em geral, saindo das tradicionais máquinas arcades para jogos como Fortnite e Overwatch.

''Definitivamente acho que é uma evolução. Com os jogos de arcade, especialmente nos Anos 90, quando os jogos de fliperama em multiplayer e cooperativo realmente começaram a entrar em jogo, e também foi uma das razões pelas quais eles começaram a ganhar ou, a gerar muito mais dinheiro porque não eram uma única pessoa jogando Pac-Man sozinha.''

''Mas naquela época você estava fisicamente próximo a alguém. E então, houve aquela ótima interação que você tem com alguém próximo a você com quem você está jogando ou competindo.''

''Há a conversa fiada e tudo mais, mas eu definitivamente diria que, na maior parte, era muito menos tóxico. Se você está literalmente, fisicamente próximo a alguém, você entende os limites do que pode fazer e dizer para a outra pessoa.''

IMAGEaHR0cHM6Ly9pLmliYi5jby84WG02WXpGL01pZHdheS1HYW1lcy1Mb2dvLnBuZw==

Insert Coin, o filme documentário da Midway Games, atingiu um metascore de 85+, e já está disponível para assistir via Apple TV e Amazon Prime Video.

Billy Butcher
Billy Butcher #BillyButcher

Um grande fã de jogos e filmes dos gêneros Stealth e Ficção-Científica.

Tenho uma paixão imensa pela franquia Metal Gear Solid, na qual considero a minha favorita, porém também sou um grande amante das sagas Halo e StarCraft.

Moderador do Site, Volta Redonda, Rio de Janeiro