Seja bem vindo às Terras Proibidas
Publicado por Pholi, em .
Clique para ver a imagem em tamanho original

Caros leitores, estou aqui hoje para trazer um artigo desse jogo que eu amo muito, Shadow of the Colossus, é um dos melhores, se não o melhor jogo que eu já tive o prazer de jogar.

Espero que todos vocês gostem deste artigo, e lembrem-se, não deixe que as pessoas digam o que você pode ou deve fazer, seja feliz da sua forma(sem incomodar as outras pessoas, é claro). Sem mais delongas, divirtam-se!

PS: Se ainda não jogou Shadow of the Colossus eu sugiro que jogue antes de ler para ter uma experiência completa.


O Jogo

O aclamado Shadow of the Colossus é um jogo de ação-aventura, desenvolvido pela SCE Japan Studio e publicado pela Sony Computer Entertainment para o PlayStation 2. Ele foi lançado em 2005 para a América do Norte e Japão em Outubro de 2005, ele foi dirigido pelo brilhante Fumito Ueda e desenvolvido pela International Production Studio 1, também conhecida como Team Ico, mais tarde recebendo uma versão remasterizada para Playstation 3 e um Remake para Playstation 4.

Considerado como um título influente na indústria dos jogos com sua forma de arte minimalista, jogabilidade envolvente e jornada emocional, incomum entre o gênero de ação-aventura já que não existem calabouços e cidades para serem explorados, Shadow of the Colossus é descrito como um jogo de quebra-cabeças, já que a fraqueza de cada Colosso deve ser identificada e explorada para que ele seja derrotado.


Enredo

Assim que você abre o jogo presencia um menu muito bonito e um Santuário gigante com uma ponte fora do comum, logo você percebe que esse mundo será diferente de tudo que você já viu, aperta o botão no controle e se inicia uma cutscene.

Após iniciar o jogo você se depara com a câmera seguindo um falcão voando pelo cenário do jogo em uma noite nublada, ele passa por um homem em seu cavalo carregando outra pessoa em um penhasco a beira do desfiladeiro, começamos a seguir sua trajetória pelo caminho. Passando por uma floresta escura, param para descansar enquanto chove, até que finalmente chegam em um alto portão de pedra e uma passagem estreita, eles andam pela ponte enorme até chegarem em um lugar com ídolos gigantes e um buraco no teto, onde Wander coloca Mono em um altar e retira seu cobertor.

Uma máscara(Lord Emon) surge para dizer que esse lugar começou com a ressonância de pontos que se cruzaram, que são memórias substituídas por unidades e zeros e gravadas na pedra, e aquele com a habilidade de controlar seres criados da luz. Nesse mundo dizem que se você desejar, poderá trazer qualquer alma de volta do mundo dos mortos... Mas invadir essa terra é terminantemente proibido.

Assim começa sua jornada por esse mundo maravilhoso e cheio de mistérios. Uma voz saindo do buraco no teto fala com Wander e pergunta se ele tem a Espada Ancestral, Wander pergunta, você é Dormin? Me disseram que nesse lugar no fim do mundo existe um ser que pode controlar as almas dos mortos. Está correto afirma a voz. Somos aquele conhecido como Dormin. Wander diz que Mono foi sacrificada porque tinha um destino amaldiçoado e súplica à Dormin para que traga a alma dela de volta, será uma tarefa árdua e Dormin pede para que Wander derrote todos os Colossos e diz que seu ídolos serão destruídos.

Shadow of the Colossus carrega um peso emocional enorme entre Wander e os acontecimentos do jogo, criaturas inocentes sendo mortas para salvar a vida de uma pessoa, até onde o ser humano é capaz de ir para salvar outro de sua espécie? Nesse jogo você fará de tudo para que isso aconteça, mesmo que precise matar 16 criaturas gigantes, lembre-se, nem todos eles são enormes em tamanho. O enredo gira em torno dos personagens Wander, a garota que ele precisa salvar Mono e seu cavalo Agro, juntos nesse mundo sem nenhum ser humano, apenas lagartos, pássaros e os Colossos.


Personagens

Não existem muitos personagens em Shadow of the Colossus, a quantidade é perfeita para o que o jogo propõe, Colossos com suas aparências intimidadoras em um lugar estranho desses, Wander conseguirá derrotar todos eles e salvar Mono, ou irá perecer e falhar em sua missão.

Clique para ver a imagem em tamanho original

Wander

Sendo o principal personagem do jogo, Wander é o encarregado de destruir todos os 16 Colossos, ele é um homem com um passado obscuro que viaja pelas Terras Proibidas em sua égua tentando ressuscitar Mono.

Wander possui cabelos vermelhos que chegam aos ombros, sempre usa uma bandana azul e possui olhos roxo-azulados. Ele veste uma camisa de manga curta que varia em tons de marrom e uma capa com um símbolo de um Sigilo Maior.

Durante a jogatina a aparência de Wander muda a cada quatro Colossos derrotados, tem uma espada e um arco e flecha, parece ser da mesma tribo de Lord Emon, um excelente cavaleiro capaz de cavalgar por qualquer tipo de terreno.

Clique para ver a imagem em tamanho original

Mono

Mono é o principal objetivo de Wander no jogo, ela tem um passado conturbado, ela foi morta porque acreditava-se que ela tinha um destino amaldiçoado.

Apesar de Mono ter um destino amaldiçoado, no jogo nunca foi especificado qual, somente que ela foi amaldiçoada. O nome Mono é um prefixo que quer dizer "único", "sozinho".

Clique para ver a imagem em tamanho original

Agro

Cavalo que acompanha Wander em sua jornada, Agro é o único personagem do jogo que possui um nome que é informado no jogo. Ela é o principal transporte do jogo, mas deve ser largada no caminho contra alguns Colossos específicos.

Depois de muita controvérsia, o sexo de Agro foi confirmado ser feminino no Artbook oficial do jogo. O nome Agro é uma abreviação de agricultura.

Clique para ver a imagem em tamanho original

Lord Emon

Emon aparenta ser velho ou até mesmo idoso, usa uma bandana na cabeça e tem um cabelo raspado, ele possui uma capa muito similar a Capa Ancestral, com uma coloração avermelhada, ele usa a Máscara do Xamã, a mesma que aparece na cutscene já mencionada.

Ele parece ter um amplo conhecimento sobre Dormin, e a capacidade de usar magias, acompanhado por um grupo de soldados sob seu comando para caçar Wander e impedi-lo de realizar "o feitiço proibido"- o ritual envolvendo matar dezesseis Colossos para ressuscitar Mono.

O nome de Lord Emon não é pronunciado durante o jogo.


O Mapa do Jogo

O mapa de Shadow of the Colossus parece ser pequeno quando visto pelo menu do jogo, até que você resolve subir em Agro e cavalgar pelo cenário para explorar, logo nota que ele é muito maior do que você esperava, existem lagos, uma praia, floresta e muitas construções, da pra se perder por horas nessa fauna incrível que a Team Ico criou.

Clique para ver a imagem em tamanho original

Depois que você derrota algum Colosso o rosto dele aparece no mapa onde você o matou, você pode revisitar o corpo deles para matá-los novamente quando quiser. Também existem santuários de salvamentos espalhados pelo mapa e alguns coletáveis como, caudas brancas de lagartos que aumentam seu vigor máximo e árvores de frutas que aumentam levemente a sua vida máxima.


Colossos


Clique para ver a imagem em tamanho original

São criaturas imponentes feitas de pedra e pêlo escuros, ou musgo que se assemelham a grama, eles tem o sangue negro e nem todos são enormes em tamanho, porém é necessário algum pensamento para encontrar e explorar seus sigilos mágicos.

Quando Wander morre aparece uma tela escrita Game Over, com o rosto do Colosso que ele estava enfrentando, os Colossos não tem nomes, eles são usados pelos fãs devido a popularidade que tiveram.

Clique para ver a imagem em tamanho original

1° Colosso: Valus

Após a explicação de Dormin você finalmente tem o controle total de Wander, como todo jogo novo você começa a testar para ver o que cada botão faz, e descobre que se você segurar o círculo seu personagem levantará a espada e uma luz surgirá. Você se pergunta para onde ela aponta? Vamos descobrir, sobe em seu cavalo e parte em direção a essa luz, chega em um local fechado e começa a escalar pelos cantos conseguindo chegar no topo da montanha, uma cutscene surge de repente, até que finalmente encontra seu primeiro Colosso.

Logo ao chegar na batalha você se depara com aquela área ampla onde ele fica com uma construção em ruínas, descobrir o ponto fraco é seu objetivo principal, do primeiro Colosso é pular na perna esquerda dele e bater com a sua espada na panturrilha, fazendo assim o oponente cair de joelhos, deixando uma brecha para que você consiga subir pelas costas cheia de pelos, de repente começa a tocar uma música magnífica enquanto você vai escalando até o ponto fraco situado na cabeça, é tudo muito bonito, desafiador, você se sente poderoso por conseguir escalar ele, vai dando golpes com sua espada.

No golpe final a câmera fica lenta e começa uma música diferente, dessa vez bem triste, o Colosso cai, você sabe que o matou, ele começa a escurecer e soltar uma Energia estranha que persegue Wander, você tenta escapar e percebe que não conseguirá, assim que o toca faz seu personagem desmaiar, logo após recuperar suas forças, Wander acorda no Santuário de Adoração para ouvir de Dormin as pistas sobre seu próximo Colosso.

Clique para ver a imagem em tamanho original

2° Colosso: Quadratus

Pouco tempo depois de derrotar o seu primeiro Colosso e acordar no Santuário, você se depara com o ídolo de seu primeiro inimigo destruído no Santuário, Dormin diz que o Colosso se encontra numa caverna costeira e que não é muito rápido, você precisa de coragem para derrotá-lo.

Sua jornada contínua para derrotar todos os outros Colossos remanescentes, você sobe em seu cavalo e aponta sua espada para saber a localização de seu próximo alvo, ela está indo em direção a ponte que fica atrás do Santuário, você encontra um caminho com uma descida e uma construção de pedra enorme, logo que se aproxima começa uma cutscene e o segundo Colosso aparece destruindo a porta, assim inicia-se a batalha.

Desta vez o seu inimigo é uma criatura gigantesca quadrúpede semelhante a um mamute, você está com Agro na batalha e fica se perguntando o motivo para isso acontecer, o tempo passa e você resolve se aproximar do Colosso, ele levanta suas patas fazendo com que você perceba o ponto fraco dele, pega seu arco e flecha e dá um tiro na parte brilhante do casco, o Colosso cai e inicia sua escalada para chegar no ponto fraco, aquela música maravilhosa tocando, você vai andando pelas suas costas até encontrar o ponto fraco que está situado na parte traseira do Colosso, especificamente em seu rabo, empunha sua espada e começa a golpeá-lo, o Colosso fica balançando seu corpo para fazer Wander cair, na metade da vida o ponto fraco some, você se pergunta o que fazer agora? Irei apontar a espada e ver onde está o segundo ponto fraco para derrotar o Colosso.

Você percebe que está do outro lado do Colosso, em sua cabeça, começa a andar pelas costas dele enquanto ele balança seu corpo para tentar derrubar Wander, conseguindo alcançar seu objetivo, no seu primeiro golpe você começa a se sentir mal e fica na dúvida do porquê matar uma criatura daquelas, você lembra que está nessa situação para salvar Mono, quando resolve dar seu último golpe de espada a música para de tocar, como aconteceu na sua primeira luta, o Colosso desaba, você o matou, a música melancólica de fundo e a Energia estranha novamente te atingindo e fazendo Wander desmaiar e acordar no Santuário.

Clique para ver a imagem em tamanho original

3° Colosso: Gaius

Ao acordar no Santuário você repara que o ídolo de seu segundo Colosso foi destruído. O buraco no teto com a voz de Dormin fala com Wander e dá dicas do seu próximo encontro, um dossel Colosso sobe aos céus, e que a fúria dele estremece a terra.

Você sobe em Agro e parte para o encontro do terceiro Colosso, usa a habilidade de sua espada para saber onde está a localização da criatura, a luz aponta para o mesmo caminho de seu segundo inimigo, porém agora é hora de passar direto por ele e seguir para um local estreito e escuro, após uma cavalgada não muito longa você finalmente chega em seu objetivo. Logo nota que é impossível continuar com Agro, desce de seu cavalo e entra no lago, uma mecânica de nadar que foi apresentada pela primeira vez em sua jornada, sobe em uma construção destruída e vai escalando até chegar no topo da plataforma suspensa, quando se aproxima do meio dela uma cutscene começa para apresentar o seu terceiro Colosso.

Um Colosso com armadura e uma espada que lembra um cavaleiro, é a primeira vez que você enfrenta um inimigo com uma arma, não fica assustado pois já conseguiu derrotar dois deles e foi bem fácil, você começa a andar pela plataforma enquanto é perseguido pelo Colosso com seus golpes de espada sem saber como fará para escalar seu inimigo. Após um tempo tentando subir no Colosso você nota que existe um círculo de metal bem no meio da arena e resolve fazer seu inimigo bater lá para ver o que acontece, uma cutscene surge e a armadura no braço de seu inimigo é destruída fazendo você perceber como deve escalá-lo.

Depois de um longo tempo na batalha você finalmente consegue escalar esse Colosso que exigiu um certo nível de inteligência, ele bateu a espada no chão e você subiu por ela até chegar em seu braço, a música fenomenal começa a tocar novamente, você pula nas costas de seu inimigo e sobe até sua cabeça para desferir alguns golpes com sua espada, o sigilo sumiu como no segundo Colosso, com medo de cair você resolve descer até uma plataforma que se encontra o segundo ponto fraco que estava em seu estômago, e consegue derrotar o Colosso.

Como nas suas últimas duas batalhas que você teve, o Colosso cai sem vida e começa a tocar aquela música melancólica, a criatura começa a escurecer e soltar aquela Energia estranha que acerta Wander, fazendo ele desmaiar e acordar no Santuário mais uma vez.

Clique para ver a imagem em tamanho original

4° Colosso: Phaedra

Ao acordar no Santuário e presenciar o terceiro ídolo ser destruído, o espírito no teto dá dicas de seu próximo oponente, ele diz que o Colosso é gigante e não tem medo, mora em um lugar vasto com campos vazios e tem fileiras de sepulturas orientadoras. Então é hora de montar em Agro, apontar sua espada para saber a localização e cavalgar até chegar em seu quarto Colosso.

Você segue em direção a uma área fechada e estreita, o caminho tem uma forte névoa e fica em uma colina estranha, no final da luz encontra o campo que Dormin tinha mencionado, cavalga pelo caminho estreito que tem um abismo do lado, passando pelas sepulturas e encontrando seu quarto Colosso adormecido. Quando você se aproxima dele, ele acorda e se levanta para atacá-lo, o Colosso é gigante e tem uma aparência parecida com a de uma girafa.

Esse inimigo não dá brechas para que você consiga escalar ele, suas patas são pontudas e não te possibilitam subir no Colosso. Depois de se sentir perdido na batalha, resolve entrar em uma daquelas sepulturas estranhas e assobiar, eis que o Colosso resolveu te seguir, ele não consegue entrar no local onde você está e começa a te procurar olhando lá dentro procurando por Wander, estava lá a brecha que você tanto queria, você sai pelo buraco oposto ao que Colosso te observa, e pula em sua cauda. Na escalada você acerta o pescoço do inimigo, que faz ele abaixar a cabeça para que você chegue no topo e finalize a luta.

O Colosso cai como aconteceu com os anteriores, começa a escurecer e soltar aquela Energia estranha que atinge Wander e o faz acordar no Santuário para ouvir as dicas de Dormin e partir em busca do seu quinto Colosso.

Clique para ver a imagem em tamanho original

5° Colosso: Avion

Wander acorda mais uma vez no santuário e presencia o quarto ídolo ser destruído. Dormin volta a dar dicas sobre o seu próximo encontro, o Colosso vive em um lago brumoso, ele lança uma sombra colossal elevando-se ao céu e diz que alcança-lo não é uma tarefa fácil, você sai do Santuário e ergue sua espada para saber a localização do próximo Colosso.

Esse é o quinto Colosso que você irá enfrentar na sua jornada, os outros não foram muito difíceis e alguns deles exigiram paciência para encontrar os seus pontos fracos e derrotá-los, sobe em Agro e segue em direção a luz que a sua espada produz, logo chega em uma construção diferente e o lago que Dormin mencionou, você pula no lago e vê uma criatura em cima de uma pilastra, sobe no meio de uma das três plataformas que existem no lago e resolve dar um tiro de flecha no inimigo fazendo o acordar.

A criatura desperta e tem a aparência de um pássaro, ela dá um rasante em Wander e você resolve pular e agarrar em uma de suas asas peludas, essa é a primeira vez que você encontra um inimigo voador e fica impressionado com essa bela criatura, atinge uma de suas asas com sua espada e destrói o sigilo fazendo ele sumir, o Colosso começa a virar de ponta cabeça para tentar fazer o jogador cair dele, ele volta sua posição normal e você resolve ir para a outra asa, onde dá uma estocada máxima e o segundo sigilo some, seu inimigo faz o mesmo movimento que fez na primeira vez que bateu em uma de suas asas, Wander quase fica sem energia para continuar segurando no Colosso, logo ele volta a voar normalmente e você tem o momento de descanso para se recuperar.

Assim que se recupera aponta sua espada para saber onde está o terceiro sigilo que está localizado na cauda da criatura, com aquela música animadora de fundo e você andando pelas costas daquele Colosso voando enquanto o vento forte quase te joga para longe, você consegue chegar na cauda do Colosso para desferir o golpe final e a luta terminar.

O Colosso voador cai no lago e começa a escurecer como aconteceu com os outros Colossos, ele solta a Energia estranha que atinge Wander pela quinta vez e o faz desmaiar para acordar no Santuário e ouvir as dicas sobre seu sexto Colosso.

Clique para ver a imagem em tamanho original

6° Colosso: Barba

Após acordar no Santuário e presenciar o quinto ídolo ser destruído é hora de ouvir as dicas de Dormin sobre o seu próximo oponente, desta vez é um gigante que espreita sobre o tempo, ele não é tolo e anseia por destruição, depois dessa explicação estranha você sobe em seu cavalo e parte em busca da localização do seu sexto Colosso.

Você ergue sua espada e a luz aponta para uma floresta que você não tinha visitado antes, ao entrar na floresta você percebe que ela é enorme e até parece um labirinto, pouco tempo lá dentro você encontra uma pequena ponte natural com uma breve caverna no outro extremo, segue em direção a ela e sai pelo outro lado para chegar em um deserto.

Usa sua espada mais uma vez para saber onde está indo e segue a luz que te faz cavalgar por todo aquele deserto até chegar em uma formação rochosa no fim do deserto, uma espécie de ruína esculpida é onde a luz da espada aponta, você entra na ruína e segue por um corredor até chegar em uma sala enorme para começar uma cutscene, agora precisa descer pela borda e com isso ativar o seu sexto Colosso.

O Colosso apareceu e ele é enorme e tem a aparência de um minotauro barbudo, você começa a se afastar dele com medo e resolve ir escalando as paredes no final da sala a medida que ele avança, assim que chega em uma espécie de templo ele tentará te pegar, o Colosso abaixou para procurar por Wander e isso te deu a oportunidade de pular na barba dele e escalar até sua cabeça.

Assim que chega na cabeça do Colosso você começa a desferir golpes com sua espada no sigilo, ele tenta sacudir para derrubar Wander e não consegue, o sigilo some e você precisa encontrar o próximo, após apontar sua espada a luz guia você até as costas dele do lado esquerdo, da algumas espadadas e o Colosso cai sem vida no chão, a Energia persegue Wander e faz ele desmaiar mais uma vez e assim acordar no templo e ver outro ídolo ser destruído.

Clique para ver a imagem em tamanho original

7° Colosso: Hydrus

Depois de ver o sexto ídolo ser destruído a voz de Dormin aparece outra vez para dar as dicas sobre seu próximo oponente, ele diz que o Colosso vive em uma ruína oculta num lago, e avisa que uma onda de trovão espreita sobre a água, desta vez foi um pouco assustador, você sai do santuário e segue a luz que sua espada aponta.

Você sobe em Agro e segue em direção a traseira do Santuário para chegar em outro tipo de deserto, vai em direção a saída das terras proibidas e perto do final vira para a esquerda e encontra uma ruína esverdeada e um caminho por ela sobre um lago, desce de Agro e prossegue pelo caminho para ativar uma cutscene. Após terminar a cutscene você continua por esse caminho suspenso sobre o lago e pula em uma rampa espiral, desce até o fundo e começa a mergulhar na água, uma segunda cutscene é acionada e o sétimo Colosso aparece.

Esse Colosso é o seu primeiro oponente subaquático, uma criatura que tem aparência de enguia, essa é a batalha mais incomum que você teve até agora, o oponente resolve nadar em sua direção e surge embaixo de você, logo percebe que precisa se afastar para não tomar as três descargas de choque, você viu a cauda dele subir e resolveu agarrar e agora precisa segurar o seu fôlego, o Colosso foi para a superfície e você começa a correr pelas suas costas até chegar em uma saliência dorsal luminosa onde finca sua espada e ela desativa, o oponente mergulha outra vez e quando chega na superfície você vai até sua segunda espinha e você desativa ela, resta só mais uma, o Colosso repete os mesmos movimentos, chegando na terceira espinha você desativa ela com seu golpe de espada como nas outras duas e aparece um sigilo na cabeça do oponente.

Ele mergulha mais uma vez e quando chega na superfície você vai até a sua cabeça para desferir os últimos golpes e derrotar seu sétimo Colosso, a batalha foi maravilhosa e diferente de tudo que você já enfrentou durante sua jornada, o Colosso cai sem vida no fundo do lago, a Energia atinge Wander e faz ele desmaiar para acordar no Santuário mais uma vez.

Clique para ver a imagem em tamanho original

8° Colosso: Kuromori

Você está de volta no Santuário para ver o sétimo ídolo ser destruído e ouvir as dicas de Dormin sobre seu próximo enfrentamento, seu próximo oponente é uma sombra que escala paredes, ele tem uma cauda presa dentro de um balde entranhado na floresta, após o fim da explicação de Dormin, chega a hora de subir em Agro e seguir sua jornada.

Cavalgando pelo cenário magnífico que o jogo tem em busca de seu oitavo inimigo, você entra em uma brecha nas paredes rochosas que ficam ao sul e pouco a leste do Santuário, assim que chega do outro lado encontra uma bifurcação com dois caminhos largos - um à esquerda e o outro a direita. Você se mantém a esquerda que é para onde a luz da sua espada está apontando e vê uma parede rochosa, logo nota uma entrada diferente e segue o caminho lamacento em uma caverna escura que começa a ficar clara, você segue pelo caminho até passar por uma bela cachoeira e uma piscina de água que tem um templo em ruínas do outro lado.

Logo que chega desce de Agro e nada pela água para conseguir entrar naquele templo, até que chega em uma sala com dois pilares que decide subir e sair pelo outro lado, seguindo pelo caminho você chega em um tipo de corredor com janelas arqueadas semi-gradeadas e se depara com um Coliseu, uma cena começa do nada e seu inimigo aparece no fundo a espera de uma luta.

Assim que chega em seu oitavo Colosso percebe que ele tem a aparência de um lagarto, ele começa a cuspir bolas de fogo em Wander enquanto você fica perdido na batalha tentando descobrir como derrotar esse oponente, até que decide voltar por onde veio e vê que o seu inimigo está escalando a parede para te perseguir, você nota que suas pernas estão brilhando e resolve dar tiros de flecha fazendo-o cair e ficar com a barriga para cima.

Com o seu inimigo caído você desce até onde ele está e sobe na sua barriga para desferir alguns golpes de espada em um dos dois sigilos que ele tem, o Colosso perde metade da sua barra de vida e o sigilo some fazendo ele se levantar novamente, agora é só repetir o que fez, voltar por onde veio, subir algumas escadas em ziguezague e derrubá-lo novamente e desferir os golpes no sigilo que lhe resta, fazendo assim você derrotar seu oitavo oponente.

Como das outras vezes, o Colosso cai sem vida e escurece soltando uma energia que persegue Wander fazendo ele desmaiar e acordar no Santuário, para ouvir as dicas de Dormin sobre o seu próximo oponente.

Clique para ver a imagem em tamanho original

9° Colosso: Basaran

Assim que acorda no Santuário e presencia o ídolo de seu oitavo inimigo ser destruído, a voz do buraco no teto que responde pelo nome Dormin dá a Wander as dicas necessárias para saber sobre seu próximo inimigo. Ele diz que seu próximo oponente vive nas terras onde as árvores mal crescem, ele dorme em um lago seco e alerta que você terá uma surpresa desagradável, sem tempo a perder você ergue a sua espada e segue em direção a luz para ir de encontro ao seu próximo Colosso.

Saindo do Santuário e seguindo em direção a luz que sua espada emite, desta vez você segue para o noroeste até chegar em uma ponte natural, seguindo o raio de luz da espada eventualmente chega em uma parede rochosa e uma fenda no chão que está no seu caminho, você encontra uma mini ponte neste desfiladeiro e atravessa ela com Agro chegando em um campo marrom empoeirado com gêiseres. Mas a frente encontra uma caverna com a sombra abaixo das estalactites de um Colosso que parece estar morto, ao se aproximar ele se levanta e começa a luta.

O seu inimigo parece uma tartaruga que lança rajadas de três projéteis em alta velocidade e que possui um enorme alcance, você resolve se afastar dele enquanto está montado em Agro e ele resolve te seguir, sem querer ele fica em cima de um dos gêiseres e as poderosas plumas de água que fazem o Colosso se inclinar para o lado, você percebe que as suas patas estão brilhando e dá tiros de flechas nelas fazendo assim o inimigo rolar e cair, com algumas semelhanças ao seu segundo Colosso.

Com ele caído é hora da escalada, você sobe em sua barriga cheia de pelos esverdeados e quando chega no topo o Colosso se levanta, ele começa a se balançar e você precisa se segurar para não cair, continua andando pelas costas até chegar no ponto vital que pode ser encontrado na cabeça dele, chegando lá você desfere alguns golpes de espada e o inimigo é derrotado.

Como de costume, o Colosso sucumbe, aqueles olhos bonitos e azulados perdem o seu brilho mostrando que ele está morto, ele começa a escurecer e soltar a Energia estranha que persegue Wander para fazê-lo desmaiar e despertar no Santuário.

Clique para ver a imagem em tamanho original

10° Colosso: Dirge

Despertando no Santuário pela décima vez e vendo o ídolo de seu oponente anterior ser destruído, chega o momento de ouvir as dicas de Dormin sobre seu próximo Colosso, ele diz que seus rastros são bem escondidos, o inimigo vive em uma duna de areia isolada, faz a terra estremecer e sempre está de olho em você, é hora de subir em Agro e seguir a luz da espada.

Ao sair do Santuário e seguir em direção ao oeste atravessando as duas pontes logo ao norte e galopando pelos campos verdes por alguns minutos gloriosos, eventualmente, você contorna algo que parece um enorme corpo de água sempre seguindo a luz da sua espada, até chegar em um pequeno local com um Santuário de salvamento e uma entrada para uma caverna adiante. Prosseguindo por dentro dela você chega em uma sala que se abre em uma grande área circular de areia, uma cena surge do nada e o décimo Colosso aparece para iniciar o combate.

Desta vez o Colosso parece uma serpente, você está em cima de Agro e correndo pelo cenário que tem pilares de pedra e uma abertura no teto, sua tarefa é galopar para longe dele, virar-se e atirar com suas flechas em seus olhos, assim você o faz bater em um dos pilares e isso te dá a brecha necessária para subir nele e poder desferir alguns golpes de espada em um dos sigilos que se encontra perto de sua cauda, o Colosso volta a sua posição inicial, você repete os mesmos movimentos da primeira vez e agora é hora de atacar o sigilo que fica próximo de sua cabeça para vencer esta batalha.

O seu inimigo está morto, você já está acostumado, afinal, já fez isso mais de nove vezes e sempre conseguiu derrotar todos eles, o Colosso começa a escurecer como das outras vezes e a Energia estranha atinge Wander, ele desmaia e acorda no Santuário outra vez.

Clique para ver a imagem em tamanho original

11° Colosso: Celosia

Acordando no Santuário mais uma vez para continuar sua jornada e ver o que Dormin tem para você desta vez, seu próximo oponente será um guardião solto que mantém a chama viva, ele se encontra num altar com uma vista para o lago, sem tempo a perder você sobe em Agro e segue em busca do seu próximo Colosso.

Sua espada está apontando para a traseira do Santuário, você segue em direção ao norte e cavalga por baixo da ponte que usou para chegar às terras proibidas até chegar em um abismo, ao caminhar mais um pouco se depara com um caminho zigue-zague que permite a sua descida sem Agro, lá você encontra uma espécie de templo e resolve adentrá-lo, ao entrar nele você vê quatro tochas acesas e uma cutscene aparece para mostrar o seu próximo inimigo.

Assim que a batalha inicia o Colosso já parte para cima de Wander sem piedade, ele parece um touro desenfreado batendo em tudo que vê pela frente, você resolve subir em um dos pilares quadrados na sala para ficar em segurança, o touro de armadura resolve te atacar e faz com que o pilar comece a tremer, no entanto, uma tocha cai do teto, você desce para pegar ela e sobe rapidamente no pilar para poder acender ela, logo descobre que o Colosso tem medo de fogo e resolve usar isso a seu favor, ele começa a se afastar de você e cai da arena, uma cutscene começa e mostra que a armadura dele quebrou.

Depois da cena você pula nas costas dele, já que na queda você conseguiu ver onde o sigilo estava, ele começa a correr para o templo de onde você o encontrou, e durante essa investida terá algumas chances para desferir alguns golpes, o Colosso chega no templo novamente quase sem vida, você dá os últimos golpes para finalmente derrotar o touro, seu décimo primeiro Colosso.

O oponente cai sem vida como das outras vezes, a música triste começa a tocar, ele escurece e solta a energia estranha que atinge Wander e faz ele desmaiar para acordar no Santuário de Adoração mais uma vez.

Clique para ver a imagem em tamanho original

12° Colosso: Pelagia

Acordando no Santuário e vendo o ídolo do seu oponente anterior ser destruído, é dada a hora de ouvir as dicas que Dormin tem para você, ele explica que um paraíso flutua sobre o lago, seu inimigo é um ser silencioso que brande o trovão, e diz que você precisará de uma ponte móvel para alcançar um lugar mais alto, sem entender muito bem o que ele disse, você sobe em Agro, ergue sua espada e parte em busca do seu décimo segundo Colosso.

Logo depois de sair do Santuário você segue galopando até chegar numa ponte sobre um abismo, mais adiante você chega em outra ponte com outro abismo, ao atravessar ela você entra em uma floresta exuberante, ela é enorme e você passa algum tempo admirando o local, até que encontra uma trilha de grama na saída da floresta ao longo da encosta da montanha.

Adiante você encontra um santuário de salvamento e uma cachoeira enorme, não tem como seguir com Agro, você desce dela e se agarra num pilar para rodear ele e chegar do outro lado, hora de pular na água onde a corrente da cachoeira está fraca e nadar através arcos gigantes até chegar ao primeiro pedaço de terra seca no formato de uma plataforma em ruínas com um pequeno bloco circular no meio, uma cutscene começa e o décimo segundo Colosso emerge drasticamente da água.

O Colosso inicia a batalha disparando raios em Wander, então você precisa arrumar uma maneira de esconder para ele não te acertar, mas os raios não funcionam como eletricidade, porque um dos lugares mais seguros para se esconder é na água, principalmente na superfície. Sua tarefa é chegar até a cabeça do oponente, para isso acontecer você precisa esperar o Colosso recarregar o seu raio e neste intervalo subir em suas costas cheia de musgos, agora é só escalar e chegar em sua cabeça e ficar surpreso pois não tem nenhum sigilo, apenas chifres semelhantes a dentes que formam uma espécie de coroa, você precisará golpear um desses dentes com sua espada para mover o Colosso nesta direção.

Guiando ele até uma das ruínas de pedra com telhado e pulando nele, agora você precisa se esconder enquanto é alvejado pelos raios do oponente que é cego, depois de algum tempo nessa situação o inimigo se levanta da água e coloca suas patas dianteiras na plataforma, fazendo assim o seu sigilo no estômago aparecer e ficar exposto, você pula nele e consegue dar dois golpes de espada, mas isso não é o suficiente para derrotá-lo, o Colosso destrói a ruína em que você estava, então será necessário repetir os mesmos movimentos para conseguir derrotar seu décimo segundo Colosso.

A batalha terminou, o Colosso cai na água profunda sem vida, a energia vem de baixo e atinge Wander, fazendo ele desmaiar enquanto bóia na água, a tela de loading aparece e você acorda no Santuário como das outras vezes e presencia a estátua do seu oponente ser destruída, sua jornada está quase terminando, restam apenas 4 Colossos e você não vai desistir agora.

Clique para ver a imagem em tamanho original

13° Colosso: Phalanx

Depois de uma longa batalha contra o décimo segundo Colosso, uma cutscene aparece enquanto Wander está desmaiado, ela mostra um grupo inesperado de pessoas indo para as Terras Proibidas, só que Wander não consegue ver. Chegou a hora de ouvir as dicas de Dormin sobre seu próximo oponente, ele diz que o Colosso vive nas vastas terras desérticas, você não está só, existe algo gigante que flutua pelos céus. Só resta subir em Agro e partir em busca de seu próximo inimigo.

A luz de sua espada dessa vez aponta para o sudeste da saída do Santuário, em direção aos finos pilares pontiagudos, você segue pelo mesmo caminho da floresta que já passou uma vez para chegar no sexto Colosso, só que desta vez é o décimo terceiro. Ao sair a direita da floresta você atravessa uma ponte e passa por um túnel curto para chegar no deserto, você continua cavalgando até encontrar um arco natural e uma ruína depois dele, assim que chega perto da ruína o Colosso aparece saindo da areia.

O Colosso é enorme e parece uma serpente voadora, você nota que ele tem três grupos de sacos enormes inflados na parte de baixo, essa é fácil, só atirar com seu arco nas 3 enquanto está cavalgando com Agro já que o inimigo é lento devido ao seu tamanho, os sacos esvaziam e o Colosso fica próximo do chão, enquanto suas quatro asas dianteiras dobram e tocam a areia do deserto como se fossem rampas para você subir. Hora de pular sobre elas então! Cavalgando com Agro para se aproximar, você pula e agarra uma delas, agora é só ir subindo para chegar no topo dele.

Eventualmente, após alcançar suas costas peludas, você encontra três sigilos vulneráveis, cada um debaixo de uma espécie de barbatana, só resta esfaquear o Colosso com sua espada até destruir os sigilos, repita o processo se necessário, já que o oponente irá abaixar as barbatanas depois de algum tempo.

Após matar o Colosso você percebe que ele foi o único que não te atacou até agora, ele parecia amigável e você nem tinha reparado até conseguir derrotá-lo, mais uma vez o oponente desaba sem vida, como das outras vezes, só que dessa vez aconteceu algo diferente, a batalha foi mais triste que as anteriores, afinal, esse Colosso foi dócil com você. O oponente escurece e começa a soltar aquela energia estranha que ao atingir Wander faz ele desmaiar e acordar no Santuário.

Clique para ver a imagem em tamanho original

14° Colosso: Cenobia

Você está novamente no Santuário para ver o ídolo de seu oponente anterior ser destruído e ouvir o que o Dormin tem para falar a respeito de seu próximo Colosso, seu próximo oponente é um guardião solto em uma cidade proibida atrás do canal, ele anseia por destruição. Resta sair do Santuário, montar em Agro e ir até o encontro da criatura.

A luz de sua espada aponta para trás do Santuário, cavalgando pelo mapa e passando pela ponte natural, como você fez para os Colossos nove e dez. Adiante, siga para o noroeste através dos campos, como se estivesse indo na direção que levava ao terceiro Colosso, só que desta vez você pega a passagem à esquerda para outro caminho pelas montanhas.

Continue seguindo por este caminho até chegar do outro lado, onde te levará a um entroncamento, onde você deve seguir pelo lado direito dele, na longa caminhada que está tendo você chega em um local com dois pequenos pilares de cada lado, que conduzem às montanhas rochosas. Eventualmente você passará por um túnel, que tem uma pequena piscina d'água dentro e, depois disso, encontra um lugar que se assemelha a uma cidade antiga em ruínas. À frente, existe um lugar onde você pode pular e encontrar um tipo de canal, ou trincheira, com uma coluna caída, suba nela e mais à frente encontra o décimo quarto Colosso.

Ele se parece com um Colosso que você já enfrentou durante a jogatina, o décimo primeiro, ele inclusive está usando uma armadura pesada que você não consegue penetrar com suas armas, e ataca com mais frequência e mais forte que Celosia, seu objetivo consiste em subir nas estruturas rochosas que tem no cenário, você percebe que o Colosso está tentando te derrubar fazendo a estrutura balançar com suas batidas, suba no próximo pilar e quando ele bater desta vez ele irá cair, agora é só continuar seguindo o padrão até chegar à torre quadrada do outro lado, com um pilar ao lado.

Quando você agarrar na lateral do pilar o Colosso irá atacar e derrubar ele num muro que estava na entrada da cidade esquecida que você viu quando chegou. A partir daí, você precisa subir até a plataforma da entrada e o Colosso tentará te derrubar, fazendo assim a plataforma cair em cima dele e destruir a armadura que ele tem para deixar seu sigilo exposto. Agora só resta encontrar um ponto alto para conseguir pular nas suas costas peludas, com os primeiros golpes ele irá sacudir tentando te derrubar, é só se segurar bem que ele não conseguirá, e depois de tudo isso você consegue finalmente derrotar o décimo quarto Colosso.

Como das outras vezes o Colosso despenca sem sinal de vida, seus olhos se apagam, a música triste começa a tocar e ele a escurecer, aquela energia estranha começa a sair dele e perseguir Wander, e quando o atinge faz ele desmaiar e acordar no Santuário.

Clique para ver a imagem em tamanho original

15° Colosso: Argus

Faltando pouco para o final de sua jornada, você acorda no Santuário pela penúltima vez para ver o ídolo do inimigo anterior ser destruído e ouvir as dicas de Dormin, ele avisa que o oponente age como uma sentinela de uma cidade destruída, é um gigante que caiu no vale, agora é só subir em Agro e ir para o próximo Colosso.

Desta vez a espada aponta na mesma direção do sétimo e décimo primeiro Colosso, seguindo por este caminho atrás do Santuário e sempre se guiando pela ponte da entrada das Terras Proibidas você chegará no final dela, só que na parte de baixo, agora é só ir para a direita, no caso do sétimo você foi pela esquerda, e assim verá uma espécie de um castelo antigo, parece complicado de entrar - a entrada está bloqueada por uma pilha gigante de pedra desintegrada. Descendo de Agro e conseguindo entrar no castelo até chegar num enorme lance de escadas, mais à frente chegará em um vasto espaço aberto com paredes e estruturas de cada lado, ao chegar no final dele uma cutscene irá ativar para revelar seu oponente.

O Colosso sobe pela beirada e parece enorme, ele tem a aparência de um minotauro, mas você não fica intimidado com isso, o objetivo aqui é voltar por onde você entrou e ir na direita, ou esquerda do local, onde tem umas plataformas levemente elevadas, o Colosso irá te seguir e pisar onde você está, a plataforma se levantará para que Wander consiga subir na escada em zigue-zague nas paredes da arena. Sua tarefa agora é subir até um corredor decorado com paredes em formato de arcos e provocar o inimigo, o Colosso baterá e algumas pedras devem desmoronar aumentando as pilhas que já estavam lá, você será capaz de pular nelas para alcançar uma borda na parede traseira e continuar subindo até chegar à próxima escada.

Agora é só subir até chegar no topo da estrutura e, no extremo oposto, onde o décimo quinto Colosso apareceu pela primeira vez, você verá duas pontes longas e finas, o oponente tentará e quebrar a ponte, você pula antes que ela desmorone e consegue chegar na cabeça do Colosso. Agora, é hora de procurar os sigilos, dos quais existem dois, um deles está localizado onde você pulou, no topo da cabeça dele, dando alguns golpes a vida do oponente fica bem baixa e o sigilo some, agora é a tarefa difícil, você precisa chegar à palma da mão direita - a que está fechada segurando o enorme cutelo de pedra, isso significa que você precisará fazê-lo largar o cutelo, para fazer isso, precisa descer até a parte de trás do braço direito dele e verá um ponto vulnerável, ao esfaquear algumas vezes uma cutscene se iniciará e ele irá derrubar o cutelo que estava empunhando.

Você está livre para descer até a palma da mão e com um golpe carregado você consegue derrotar o Colosso, a história se repete, ele despenca sem vida e começa a escurecer, a energia começa a sair dele e atinge Wander fazendo-o desmaiar e ser transportado para o Santuário novamente.

Clique para ver a imagem em tamanho original

16° Colosso: Malus

Wander desperta no Santuário mais uma vez, só que diferente das outras, Dormin não tem nada para falar sobre o último Colosso, o ídolo de seu oponente anterior é destruído, as luzes em cada local que você derrotou os Colossos com uma tempestade no céu, tudo finalmente está prestes a terminar. Restando apenas um Colosso para o fim de sua jornada, você sobe em Agro, ergue sua espada e segue a direção da luz até o encontro final.

O décimo sexto Colosso está localizado ao sul do Santuário de Adoração, bem na parte inferior do mapa, para chegar lá é preciso seguir o mesmo caminho que você fez para chegar ao oitavo Colosso, só que desta vez precisa pegar a bifurcação a direita, no caminho encontrará um penhasco intransponível mas é só contorná-lo. Eventualmente você verá que a terra começa a secar à medida que avança, mais a frente verá uma brecha luminosa nas paredes rochosas e uma porta trancada, esse é o único lugar do mapa que você não pode acessar sem ter derrotado todos os outros 15 Colossos.

Para atravessar a porta é preciso iluminar o grande círculo da porta com sua espada, ela se abrirá e você irá prosseguir até encontrar um santuário de salvamento, continue seguindo os degraus com Agro, quando chegar no topo verá uma pequena ponte à sua frente e um abismo abaixo. Você precisa galopar o mais rápido possível para atravessar essa ponte, uma cutscene se iniciará e uma cena triste irá acontecer, a ponte desaba e Agro te joga para o outro lado, só que ela não consegue ir junto e cai no abismo, Wander volta na beirada e grita seu nome com um olhar de desespero, porém percebe que seu sacrifício não será em vão.

Agora vem a subida bastante longa, corra em frente e salte para o topo, depois suba nos blocos de pedra caídos até chegar a uma parede coberta de musgo, suba nele e saia para a esquerda, pule por mais algumas pedras até chegar a uma entrada na parede, brilhando em laranja com a luz das tochas, entre e suba as escadas e saia do outro lado, onde uma tempestade se inicia. Suba em uma das colunas que existem no local, pulando as bordas e saindo para o telhado da estrutura. Uma cena começa e o décimo sexto e último colosso, é revelado.

O Colosso é gigantesco, parece ser o maior que você já viu, ele parece uma torre e nem consegue caminhar, ele atira bolas de fogo enormes pelas suas mãos que são impossíveis de desviar, afinal ele consegue ver onde Wander está o tempo todo, a primeira parte consiste em se esconder e evitar esses projéteis, primeiramente suba a rampa e role para o pilar à esquerda, role mais uma vez para um pilar caído ao lado dele e entre numa espécie de túnel que tem no local, no outro extremo estão dois blocos de pedra caídos, quando se sentir confiante vá direto para a pequena barreira à sua frente.

Sua tarefa agora é se esconder atrás destas barreiras, pule para a da direita quando ele parar de atirar os projéteis e repita até chegar no próximo túnel, entre e siga o caminho até o final, siga por fora atravessando a borda estreita ao redor da coluna cilíndrica, em seguida, pendure-se de um lado para fazer o salto através da fenda. No final do caminho, abrace a parede do lado esquerdo e entre rapidamente na cobertura da próxima entrada do túnel à sua frente. Siga o túnel e suba as bordas no final, até uma vala com um conjunto de entulho que leva à superfície. Quando se sentir pronto, vá para a barricada, é só repetir o que fez da outra vez, quando chegar na última terá outro túnel para entrar, o que leva você aos pés do último Colosso.

Aqui começa o verdadeiro desafio, vá para trás do estranho manto de saia de seu oponente e suba as bordas de lá, continue escalando o Colosso até chegar em uma parte com grandes ferros cravados e sem nenhuma maneira clara de subir. Caminhe para a esquerda e você verá uma lacuna e algumas bordas acima para escalar, vá para uma pequena plataforma e a câmera irá diminuir o zoom, continue subindo nele até ver o corpo escuro e brilhante do Colosso. Você precisa ir para as costas do oponente e dar um golpe com a sua espada na ferida que lá reside, o Colosso irá aproximar sua mão para tentar bater em Wander e seu objetivo é pular nela e chegar na palma dela para poder subir em seu antebraço, lá verá outro ponto fraco para esfaquear, o inimigo trará sua mão direita para tentar cobrir a ferida.

Pulando em sua mão direita e se segurando, você precisa dar um golpe de espada para ele virar a mão e você conseguir ficar de pé, assim conseguirá atirar com seu arco e flecha no ombro do Colosso, isso fará ele levar a mão até lá, agora é só pular em seu ombro e subir até o topo de sua cabeça. Chegando no topo verá o único sigilo que ele tem e começará a golpear com sua espada, repita isso até que consiga derrotar o último Colosso remanescente.

Diferente dos outros Colossos que quando eram derrotados e soltavam a energia - que é o espírito do Colosso derrotado, atingia Wander e fazia ele desmaiar, desta vez Wander desmaia, só que o jogo mostra como o protagonista é transportado para o Santuário, seu corpo flutua até chegar no Santuário de Adoração com o espírito de todos os dezesseis Colossos no seu corpo, e ao chegar no local a cutscene final se iniciará.

Para a surpresa do jogador, os visitantes conseguiram chegar no Santuário. Eles são um grupo de soldados comandado por Lord Emon de um vilarejo local, o mesmo de Wander. Ao descobrir que Wander iria para as Terras Proibidas, eles o seguiram para impedir que ele realize a magia proibida, antes que seja tarde demais.

Porém eles chegaram tarde demais, ao chegar eles perceberem que Wander conseguiu realizar a magia proibida - que significa ressuscitar Dormin. Dormin é um deus antigo, muito poderoso e patrono da vida e da morte, ele teve a punição de sono eterno após cometer um ato condenável (o jogo não diz qual é). Ele teve sua alma dividida em dezesseis Colossos e perdeu sua forma etérea. Ao perceber que Dormin seria ressuscitado, Lord Emon tenta assassinar Wander antes que isso aconteça, mas não adiantou de nada.

Mesmo ferido com uma espada no peito e uma flecha em sua perna, Dormin consegue ressuscitar dentro de Wander, transformando-o num monstro enorme. Os soldados conseguem roubar a espada mágica, e quando à jogam dentro do poço mágico, eles liberam uma magia altamente poderosa. A magia suga Dormin para dentro do poço e leva Wander junto com ele. Esse poder quase destrói o Santuário, mas os soldados conseguiram fugir antes disso acontecer, durante a fuga deles, a ponte que liga as Terras Proibidas ao mundo é destruída, impedindo que qualquer um entre ou saia de lá.

Depois de tanta emoção e reviravoltas nem tudo foi em vão, Mono volta a vida ressuscitada de sua misteriosa morte, ela nem parece surpresa por ter sido revivida, Agro também aparece, após ter torcido uma de suas patas traseiras na queda que resultou em sua suposta morte. Mono e Agro se reencontram e as duas parecem muito felizes, ninguém aparenta sentir a falta de Wander, que se foi pra sempre. Momentos depois, no Jardim que fica no topo do Santuário (você consegue subir lá se tiver vigor suficiente), Mono encontra um bebê que apareceu lá misteriosamente. O mais curioso é que o bebê possui pequenos chifres, assim como Wander ficou quando estava possuído por Dormin… Wander teve uma segunda chance? Ou é Dormin como um ser humano? Vamos saber quando Fumito Ueda resolver se pronunciar.



______________________________________

E assim termina o meu artigo sobre Shadow of the Colossus. Um jogo maravilhoso e que você nunca se cansa de voltar a jogar. Deixem nos comentários abaixo qual é seu Colosso favorito e a experiência que tiveram ao jogar, e se não jogou ainda, meu conselho é que jogue e tire suas próprias conclusões.

Não se esqueçam de votar na enquete do seu Colosso favorito:



Do seu coelho favorito: Pholi
Pholi
Pholi
A guardian set loose...
A closed-off city beyond the channel...
It lusts for destruction...
Colaborador do Site, 23 anos, Cidade dos Coelhos
Deixe seu comentário para sabermos o que você achou da publicação
Gosta do site e quer ajudar a o manter online? Apoie-nos!.
Não se esqueça que você pode participar do nosso Discord.
E também nos seguir no Facebook, Twitter, Instagram e na nossa curadorida da Steam.