Anatel espera que velocidade média contratada de banda larga fixa no Brasil salte de 45 Mb/s para 150 Mb/s até 2023
Publicado por Char Aznable, em .
A Anatel atualizou o Plano Estratégico para o período de 2015 a 2024, e divulgou novas metas de qualidade e de presença para as operadoras de telecomunicações. A agência quer que, até 2023, a velocidade média contratada de banda larga fixa seja de 150 Mb/s no Brasil; ela também espera que o percentual da população conectada via internet fixa chegue a 91%.

Em 2019, a velocidade média contratada de banda larga era de 45 Mb/s. Para alcançar a meta dos 150 Mb/s, a agência deve estimular a cobertura com rede de transporte usando fibra óptica.

Atualmente, 4.012 municípios são atendidos com redes de telecomunicações de alta capacidade; a agência espera que 4.883 cidades tenham backhaul de fibra até 2023.

Anatel quer 91% da população com banda larga


Além de elevar a velocidade média, a Anatel espera que a banda larga esteja mais presente. Até 2023, ela quer:

  1. ampliar a densidade de banda larga (quantidade de casas conectadas para cada 100 domicílios) dos atuais 47,48% para 57%;
  2. e aumentar o percentual da população conectada de 74,68% para 91%.

Como cada região tem sua particularidade, a agência fixou metas individuais para 2023:

ÁreaPopulação conectadaDensidade
Região Norte
Região Nordeste
Região Sudeste
Região Sul
Região Centro-Oeste
Brasil (todas as regiões)
87%
83%
95%
92%
93%
91%
38%
45%
66%
65%
50%
57%


Recentemente, a banda larga ultrapassou o número de telefones fixos no Brasil: em março de 2020, havia 32,7 milhões de linhas de telefone fixo, contra 33 milhões de conexões de internet fixa.

Outro indicador que a Anatel quer melhorar é a densidade da banda larga nas áreas rurais do Brasil. Em 2018, o serviço estava presente em 44% dos domicílios rurais; a meta para 2023 é que o número chegue a 73%.
-Funky-
Char Aznable #-Funky-
ーシャア・アズナブル、赤い彗星。
Usuário do Site, 26 anos, Principality of Zeon
Deixe seu comentário para sabermos o que você achou da publicação
Gosta do site e quer ajudar a o manter online? Apoie-nos!.
Não se esqueça que você pode participar do nosso Discord.
E também nos seguir no Facebook, Twitter, Instagram e na nossa curadorida da Steam.

Notícias Relevantes

Quem leu essa notícia também pode gostar dessas.