.

Twitter bloqueia contas de Raul Castro e de mídia estatal cubana

Enviado por okardec, , 0 comentários
Clique para ver a imagem em tamanho original

Segundo a rede social, políticas da plataforma proíbem que os usuários artificialmente manipulem conversas por meio de múltiplas contas.

O Twitter bloqueou nesta quinta-feira (12) as contas do líder do Partido Comunista cubano Raul Castro e dos principais meios de comunicação estatais de Cuba, um movimento que a União Cubana de Jornalistas (UPEC) denunciou como "grande censura". A conta da UPEC (@cubaperiodistas) também foi suspensa.

Dezenas de contas de jornalistas da mídia estatal cubana também foram bloqueadas na noite de quarta-feira (11).

O Twitter não explicou ou avisou sobre a medida, escreveram meios de comunicação estatais em seus sites. Questionado sobre as suspensões das contas, um porta-voz do Twitter afirmou à agência Reuters que as políticas contra manipulação da plataforma proíbem que os usuários artificialmente manipulem conversas por meio de múltiplas contas

Repercussão

A medida ocorreu no momento em que o presidente Miguel Diaz-Canel estava se dirigindo ao país na TV estatal, alertando para uma crise de energia devido a sanções dos EUA.

"O que há de novo aqui é o escopo maciço desse ato de guerra cibernética, claramente planejado, que visa limitar a liberdade de expressão de instituições e cidadãos cubanos e silenciar os líderes da revolução", afirmou em comunicado.

A UPEC disse que a plataforma, no passado, suspendeu contas individuais que foram recuperadas.

"Exigimos que se restabeleçam imediatamente as contas bloqueadas que, em nenhum caso, violaram as políticas do Twitter, enquanto a plataforma pisa flagrantemente nos direitos dos comunicadores, os impede de exercer o seu trabalho e tenta amordaçar um fato informativo de primeira ordem no nosso país", afirmou em comunicado.

No entanto, segundo a rede Deutsche Welle, jornalistas cubanos independentes e figuras da oposição apontaram que é irônico que o governo da ilha, que há décadas controla com mão de ferro a mídia do país, afirme estar sofrendo censura.

"A imprensa oficial cubana descobre a 'liberdade de expressão' graças ao Twitter", ironizou o site 14ymedio, fundado pela dissidente Yoani Sánchez.
okardec
Enviado por okardec
Membro desde
34 anos, Luziânia, GO, Brasil
label